Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| A Volta ao Mundo nas páginas do Avante!

por josé simões, em 25.06.09

 

 

 

Como dar a volta ao mundo em 4 732 caracteres, 692 palavras e 5 parágrafos, falar de tudo e não falar de nada, para justificar a violência e a repressão no Irão. Este partido não existe!

 

Entretanto o Tudeh Party of Iran (Partido Comunista do Irão):

 

 

«The language of force and threat will not stop people in their rightful struggle!»

 

(Imagem de Cathy Cat-Rastler fanada na Étapes)

 

Adenda (em 26/06): No Público de hoje, António Vilarigues escreve sobre irregularidades eleitorais em Portugal. Após adiantar alguns dados, conclui: «curiosamente, sobre estes acontecimentos nada li, nada ouvi, nada vi na comunicação social.» Um texto «oportuno», sem dúvida. Para bom entendedor…

 

 

 

|| Do Impacto

por josé simões, em 22.06.09

 

 

 

Para que conste, se ainda dúvidas restassem, a preocupação não é com a falta de Liberdade, com a ausência de Democracia, com a repressão, com as violações dos Direitos Humanos, com os mortos e feridos; não, a preocupação é com o «risco suplementar para a economia internacional».

 

As ditaduras sempre foram muito amigas do bom desempenho económico.

 

 

 

|| Foi bonita a festa, pá!

por josé simões, em 19.06.09

 

Ali Khamenei tem muitos atributos, mas “burro” não consta que seja. Era (é) a existência do próprio regime que estava (está) em jogo. O povo, com as mulheres à cabeça, quer é Liberdade e Democracia, que separação ente Estado e religião, quer Ocidente, e as eleições e o candidato Mir-Hossein Mousavi foram apenas um o pretexto.

 

Ficou o aviso. Encontrará a República Islâmica o seu “modelo chinês”?

 

(Foto fanada no Times)