Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O doutor Mengele

por josé simões, em 20.09.20

 

mengele.jpg

 

 

Do fascista PNR para o "andar por aí" Aliança até à "moção de estratégia global" na convenção do partido do ponto de exclamação, para onde migraram todos os fascistas do PNR depois do fracasso que foi o barriga de aluguer Santana Lopes contra Rui Rio, um tal de Rui Miguel Prata Ferro Roque propõe na Moção de Estratégia Global Para Portugal, Capítulo II, Saúde, ponto 1 - "Em relação à Interrupção Voluntária da Gravidez, vulgo aborto, propomos que todas as mulheres que abortem no Serviço Público de Saúde, por razões que não sejam de perigo imediato para a saúde, cujo bebé não apresente malformações ou tenham sido vítimas de violação, devem ser retirados os ovários, como forma de retirar ao Estado o dever de matar recorrentemente portugueses por nascer [...]".

 

[Imagem]

 

Adenda: quanto mais escreverem o nome do partido do ponto de exclamação e o nome do líder mais o algoritmo o mete cá em cima e lhe dá visibilidade e como ainda está para nascer um algoritmo mais inteligente que o ser humano por aqui optou-se por Chaga - com a, e Ventas.

 

 

 

 

Uma hipótese a considerar?

por josé simões, em 21.10.19

 

NOT WAVING BUT DROWNING Tim Fishlok.jpg

 

 

E se todas as mal-formações foram mesmo todas detectadas pelo obstetra mas não declaradas por o senhor ser contra o aborto, via interrupção médica da gravidez, contra os seus princípios religiosos, um fundamentalista católico?

 

[Imagem]

 

 

 

 

"O'er the land of the free and the home of the brave!"

por josé simões, em 26.05.19

 

 

 

This is what people face when they try to get an abortion at Kentucky’s only clinic

 

 

 

 

||| O estado da Nação

por josé simões, em 10.02.16

 

peep.jpg

 

 

Deputados PSD e CDS, ex-Governo que em 4 anos andou a ajustar contas com o 25 de Abril e com 40 anos de democracia, a falar em "governação ideológica" e em ajuste de contas da esquerda com Cavaco Silva e como seu ex-Governo de iniciativa presidencial.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| Um dia como outro qualquer

por josé simões, em 10.02.16

 

jesus & mary.jpg

 

 

Um dia como outro qualquer e aquela típica imagem de Cavaco Silva a falar e a falar com os braços e os movimentos a não conjugarem nem tampouco ritmarem com o que lhe sai da boca. Um boneco grotesco.


«Parlamento confirma decretos da IVG e adopção gay»


[Imagem]

 

 

 

 

||| Dead can dance

por josé simões, em 25.01.16

 

 

 

"Cavaco Silva veta adopção por casais do mesmo sexo e alterações à lei do aborto"

 

 

 

 

||| A Terra continua a girar à roda do Sol

por josé simões, em 18.12.15

 

photo.jpg

 

 

A Terra continua a girar à roda do Sol, os raivosos ficaram ainda mais raivosos enquanto apregoam o amor pelo próximo e a vida continua para quem a tinha em modo "pausa".


«Depois de um processo conturbado durante a legislatura de maioria absoluta PSD/CDS, a esquerda conseguiu nesta sexta-feira fazer aprovar a adopção por casais de pessoas do mesmo sexo e revogar as alterações ao aborto.»


[Imagem]

 

 

 

 

||| A ética e a moral deles

por josé simões, em 26.06.15

 

catholic girls.jpg

 

 

A ética e a moral deles, da direita, defensora da vida e do direito a nascer, contra o aborto, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém, resume-se a isto: quanto é que eles-nós-eles-nós vamos ganhar e que agora, neste preciso momento, estamos a deixar de ganhar? Tudo o resto é conversa para entreter anjinhos, na terra. A partir deste momento está aberta a porta para que o Estado, via Orçamento do Estado, contratualize a interrupção voluntária da gravidez com IPSS’s e hospitais privados e, daqui para a frente, a direita pantomineira e dos interesses nunca mais volta a tocar no assunto, se cale para sempre, como nos casamentos, que é de um casamento que se trata. Amém também.


«A maioria PSD/CDS-PP entrega esta sexta-feira na Assembleia da República uma proposta para aplicar taxas moderadoras às mulheres que recorram à interrupção voluntária da gravidez. O valor poderá atingir os 60 euros»


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| Só faltaram Primo de Rivera e Francisco Franco

por josé simões, em 30.12.13

 

 

|| Lá se vai a narrativa…

por josé simões, em 14.05.13

 

 

|| Cheira a bafio

por josé simões, em 07.02.13

 

 

 

Cheira a bafio concepção de família e de organização social desta gentinha; cheira a bafio a concepção de responsabilidade social e de solidariedade desta gentinha; é preciso estar de muita má-fé, ou ser extremamente ignorante, para acreditar que os problemas da economia se agravaram com a legislação aprovada nos últimos seis anos de governação.

 

Esta gentinha, por coincidência e só por coincidência, toda de educação católica e/ ou religiosa, arvora-se no direito de interferir na vida e na felicidade pessoal do seu semelhante, e reclama, sem se dar conta do ridículo e da contradição, o direito dos pais em educar os filhos segundo as suas opções éticas e de valores, o mesmo direito que querem retirar e recusar aos outros.

 

Cheira a bafio a hipocrisia desta gentinha que nos quer fazer crer que se a interrupção voluntária da gravidez for proibida as mulheres vão deixar de abortar, que se o casamento entre pessoas do mesmo sexo não for autorizado a homossexualidade desaparece da face da terra porque, como é do conhecimento geral, os casais heterossexuais só têm filhos e filhas heterossexuais e a homossexualidade nasce de geração espontânea.

 

Cheira a bafio o horror à diferença desta gentinha; cheira a bafio esta gentinha que não percebe, nem faz um mínimo de esforço para perceber, que o tempo não anda para trás apesar do papel de "obstáculo epistemológico" que teimam em representar.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| ¿Y Viva España?

por josé simões, em 22.07.12

 

 

 

Uma coisa que sempre me intrigou: como é que a Espanha, que tem uma classe média das mais modernas, open mind, e cosmopolitas da Europa, tem ao mesmo tempo uma Direita, que ganha eleições, das mais retrógradas e medievais do mundo?

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Ler: "Nós aqui, por detrás da nossa trincheira, a fazer os outros à nossa imagem"

por josé simões, em 06.07.12

 

 

 

A "necessidade" de «fazer uma "reflexão" e [encontrar] "soluções" sem "qualquer reserva mental"» da parte de quem sempre partiu parte para a abordagem da questão com a cabeça entupida de reservas mentais. Lindo.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Mais do mesmo

por josé simões, em 03.05.12

 

 

 

E o que faz o Governo da campanha eleitoral "da família", das "famílias numerosas", "dos incentivos à natalidade", da "majoração" de subsídios e apoios, do "elevador social"? Argumenta que não compete ao Governo criar empregos, e talvez vá avançando que o melhor e o mais indicado é acabar com o aborto no Serviço Nacional de Saúde, porque o dinheiro não chega para tudo, e que a cobertura universal dos cuidados de saúde não é possível, e que há que fazer escolhas, e que a escolha é investir na obstetrícia para incentivar a natalidade. E não havendo aborto nos hospitais públicos deixa de haver aborto, livramo-nos dessa praga, e a taxa de natalidade dispara por aí acima, com mais ou menos taxas moderadoras nas consultas. O pior é o desemprego. E o emprego asente no salário de miséria e na carga horária medieval. Mas isso também não é da competência do Governo.

 

«Assim, os grupos correspondentes à categoria 'Desempregadas', com 19,4% do total dos registos, assim como à categoria 'Agricultoras, Operárias, Artífices e outras Trabalhadoras Qualificadas', com 19,0%, registaram um aumento em relação aos anos anteriores.»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| The World's Abortion Laws Map 2011

por josé simões, em 28.10.11