Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A descida da Avenida não é no dia 24

por josé simões, em 22.04.21

 

Thomas Michael Alleman.jpg

 

 

A Ilusão Liberal, que tem um ex-líder no Twitter a afirmar que "o país evoluiu apesar e não por causa do 25 de Abril" e que antes tinha escrito num blogue que "é falso que sem o processo revolucionário iniciado com o 25 de Abril esses valores [liberdade e democracia] não tivessem prevalecido de qualquer forma", a famosa teoria da "evolução na continuidade" Marcelista, invocada por todos os saudosos da ditadura, apresenta Fernando Figueiredo como candidato à Câmara Municipal de Viseu que, no Facebook, classifica as mulheres que se fazem ouvir como "feministas, histéricas e mal fodidas"  e Bernardete Santos à Assembleia Municipal da mesma cidade, que, também na mesma rede, lamenta "tanta crítica, tanta crítica, tanta crítica, mas o homem [Salazar] tinha razão", depois de ter aplaudido a sua eleição como "O Melhor Português de Sempre.

 

Os donos da democracia queixam-se de que os "donos da liberdade" não os deixam descer a Avenida. Esqueceram-se de lhes dizer que a descida não é no dia 24.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Para o ano há mais

por josé simões, em 21.04.21

 

1.jpg

 

 

A Ilusão Liberal lançou um isco a Vasco Lourenço e ele mordeu, caiu que nem um patinho, como diz o povo. Logo de seguida veio o habitual chorrilho de alarvidades e baboseiras dos donos da democracia contra os "donos da liberdade", já estavam escritos e preparados, foi só carregar na tecla play.  Siga que para o ano há mais.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Quando a realidade se encarrega de desmontar a propaganda

por josé simões, em 30.03.21

 

2.jpg

 

 

1.jpg

 

 

O programa do Ilusão Liberal numa imagem: uns andam de baloiço, outros têm um poste no caminho.

 

[Via]

 

 

 

 

"Até pelos países de leste já fomos ultrapassados!"

por josé simões, em 16.03.21

 

x.jpg

 

 

"Nos anos 60 já nós tínhamos homens no espaço ainda vocês aqui em Portugal andavam de burro".

Lembro-me sempre desta resposta dada por um ex colega moldavo a uns trolls imbecis, daquela espécie que tem por desporto gozar com quem vem de outros países procurar melhor vida no nosso, quando vejo os gráficos da Ilusão Liberal "até pelos países de leste já fomos ultrapassados!", prontamente papagueados pelos comentadeiros com lugar cativo nas televisões.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Jornalismo de qualidade é outra loiça

por josé simões, em 01.03.21

 

DN.jpg

 

 

O dia em que ficámos todos a saber que o PS, com 37,6% nas intenções de voto, é ultrapassado pela direita "graças ao fôlego dos liberais", com uns estratosféricos 5,7%. Mas como é que possível a alguém que circula a 6 à hora ultrapassar outrem que vai a 40, seja pela direita ou seja pela esquerda? É que "a soma dos partidos à direita volta a ser superior à projecção eleitoral dos socialistas", apesar da soma dos partidos à esquerda - PS + BE + PCP + Livre, ser 52,4%, contra os 39,5% da direita - PSD + CDS + Iniciativa liberal + Chega. Maioria absolutíssima de esquerda [o PAN, por não ser carne nem peixe, sem piadismo, não foi considerado nesta soma].

 

Não se desse o caso de em Portugal cada vez menos gente ler jornais e ainda muito menos o Diário de Notícias e dos que lêem, quer à esquerda quer à direita, saberem fazer contas, isto era mais uma acção de propaganda manhosa para a maioria dos antigamente informados pela leitura das gordas.

 

 

 

 

O porco na chafurda, V

por josé simões, em 06.01.21

 

OldDesignShop_EnglishWhiteSow.jpg

 

 

O porco na chafurda, que Tiago Mayan Gonçalves não fala de Portugal, é só exemplos de países estrangeiros, Suécia, Irlanda, Alemanha, Lituânia. Exactamente no dia a seguir ao debate com João Ferreira, onde não fez mais do que falar de países estrangeiros qualquer que fosse o motivo ou o tema em discussão, Venezuela, Vietname, Cuba, Coreia do Norte.

 

[Imagem]

 

O porco na chafurda, Capítulo IV

 

 

 

 

O Maia Liberal

por josé simões, em 03.01.21

 

orelhas de burro.jpg

 

 

"Eu sou autarca. Eu sou autarca", Tiago Pedro de Sousa Mayan Gonçalves para Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa. "eleito membro suplente da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde nas eleições autárquicas de 2017". Ou se é eleito ou se é suplente. Tão simples quanto isso. Ou "és liberal e não sabias" ou o Herman José é que é o presidente da Junta.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Economia de totós para enganar papalvos

por josé simões, em 06.10.20

 

IL.jpg

 

 

Pelo boneco do partido dos bonecos nos Açores ficamos todos a saber que, a vermelho, podia lá ser de outra cor, desde a Índia ao Paquistão, passando pela oligarquia russa e o Irão dos ayatollas, até ao Brasil de Bolsonaro, é tudo socialismo, ao passo que os países nórdicos, a azul, que têm cargas fiscais das mais altas do mundo, sectores públicos pesadíssimos e um Estado social forte, é tudo liberalismo. Para o cinzento a legenda é omissa, se calhar por ser o "lebensraum", palavra proibida, do capitalismo predatório.

 

 

 

 

Vá para fora cá dentro

por josé simões, em 25.06.20

 

Valise by Beata Bieniak.jpg

 

 

Iniciativa Liberal propõe substituir dias de férias por trabalho com remuneração acrescida

 

O rico vai de férias porque se pode dar ao luxo, o pobre trabalha as férias para compensar o fraco ordenado, que não dá para luxos e o direito ao descanso e ao lazer é um luxo dos ricos. Não é um aumento da remuneração que se propõe, é trabalhar o descanso. A seguir propõe-se trabalhar um dos dias da folga semanal, que o aumento das horas no banco já vem no pacote e é substancialmente diferente de aumentar o preço da hora a depositar no banco, na conta do empregado no final do mês. E assim se poupam postos de trabalho e encargos com a Segurança Social. Depois, uns mais desgraçados e a passar por dificuldades, trabalham as férias e fazem as horas extra e o patrão, benemérito, pergunta "então os outros fazem e tu não?". E está no seu direito de perguntar e que ninguém veja isto como coacção sobre o trabalhador,  honi soit qui mal y pense. Quem é amigo do patrão, do trabalhador, do colaborador, quem é?

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 08.06.20

 

Poster_Laugh,_Clown_Laugh.jpg

 

 

"Se substituirmos as palavras negro, ou cigano ou outra minoria, por investidor privado ou investidor bolsista, é arrepiantemente próximo da discriminação e do ódio que aqui ambos queremos condenar", João Cotrim de Figueiredo, deputado do Iniciativa Liberal, no debate quinzenal parlamentar.

 

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 03.06.20

 

ventura-morgado-cotrim.jpg

 

 

     1/ A Iniciativa Liberal condena inequivocamente todas as formas de discriminação, em particular o racismo.

 

     2/ A IL não deixará que um dia se possa, a pretexto do que quer que seja, limitar a liberdade de expressão. Seremos também guardiões desse princípio fundamental.

 

     O Iniciativa Liberal no Twitter.

 

 

 

 

The million-dollar question

por josé simões, em 29.03.20

 

IL (1).jpg

 

 

"[...] a Iniciativa Liberal veio defender a isenção generalizada de pagamento da TSU, IRS, IVA, IMI e taxas autárquicas, ao mesmo tempo que exige ao Governo que avance com pacotes de apoio às empresas. Fico sem perceber onde é que a IL pensa que o Estado costuma ir buscar o dinheiro."

 

               Helena Pereira no Público

 

 

 

 

Descubra as diferenças

por josé simões, em 23.03.20

 

IL.jpg

 

 

IL 2.jpg

 

 

 

 

Noções elementares de como legitimar um fascista

por josé simões, em 30.01.20

 

they live.jpg

 

 

O Iniciativa Liberal, cujo programa económico e social é igualzinho ao do Chega, se calhar até nas virgulas: acabar com a escola pública, acabar com o Serviço Nacional de Saúde, entregar a Segurança Social - pensões e reformas, a fundos privados, e que foi levado a cabo, com o "sucesso" que se conhece, pelos rapazes de Chicago no Chile do golpista-fascista Pinochet, introduz a "liberdade de expressão" na tomada de posição sobre o "vai para a tua terra" com que André Ventura despachou uma deputada eleita pelos cidadãos em eleições livres e democráticas.

Não se percebe bem a que propósito a "liberdade de expressão" aparece, aqui e neste contexto, ou se calhar até se percebe. Se a liberdade da deputada Joacine propor a devolução das obras de arte retiradas às ex colónias, retiradas, não compradas ou doadas, como, por exemplo, o Metropolitan Museum of Art de Nova York fez ao Egipto com as peças retiradas da tumba de Tutankhamon, ou como o Museu de Atlanta, também nos States, com a múmia de Ramsés I, nós, que passamos a vida a lastimar-nos do saque cultural e científico sofrido durantes as invasões francesas, se a liberdade de André Ventura mandar quem quiser para a terra que lhe der na real gana, tudo a brincar, pois claro e sem emoji, até ao dia em que uma maioria lhe permita fazer uma lei a sério, para depois andarmos todos a ganir, liberais incluídos, o poema do Martin Niemöller "Quando os nazis vieram buscar os comunistas, eu fiquei em silêncio; eu não era comunista" e o caralho.

 

[They Live na imagem]

 

 

 

 

Impressões digitais

por josé simões, em 30.01.20

 

gnr cassette.jpg

 

 

A doutora "noiva cadáver" confessa que o CDS, o partido do doutor Chicão com o doutor Abel Matos Santos na Comissão Executiva,  que no Facebook dá vivas a Salazar, elogia a PIDE, "uma das melhores polícias do mundo", e critica Aristides de Sousa Mendes, "agiota de judeus", pode disputar o eleitorado com a Iniciativa Liberal e o Chega.

 

"Sinto-te uma fotocópia prefiro o original, Edição revista e aumentada cordão umbilical"

 

[Imagem]