Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Pai Natal

por josé simões, em 20.12.22

 

santa.jpg

 

 

A tarifa especial de electricidade é aplicável a desempregados. Alguém que auferia, por exemplo, para cima de dois, três, quatros mil euros mensais e se vê na situação de desempregado cai automaticamente na tarifa especial, malgré o subsídio que de desemprego que vai receber. Além disso agora vai também receber os 240 paus extras, porque “a inflação atinge de maneira muito desigual as várias camadas da população", e são abrangidos pela tarifa especial de electricidade, que é condição para receber a ajuda extraordinária, "específica para as famílias mais vulneráveis". E ainda dizem que o Pai Natal não existe.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"É básico, não é?"

por josé simões, em 27.10.22

 

cds iva.jpg

 

 

"É básico, não é?" que se o Governo taxasse os bens alimentares essenciais a 0% ia aumentar ainda mais a margem de lucro dos patrões e accionistas, tal e qual a lengalenga do Ilusão Liberal com o imposto sobre os produtos petrolíferos, ninguém deu por nada. É básico e o CDS sabe. Mas as preocupações do CDS nunca foram com o consumidor final, naquela faixa que mais sofre com a inflação e com o aumento do custo de vida.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

E ainda há quem inveje a vida dos ricos

por josé simões, em 21.10.22

 

mw-860.webp

 

 

Escreve o jornal do militante n.º 1 na secção "Sociedade" que os "supermercados estão a colocar alarmes em produtos alimentares básicos, como latas de atum ou garrafas de azeite", "as pessoas estão desesperadas, escondem latas de atum e leite para comer ou dar aos filhos". Vira-se a página para o caderno "Economia" e ficamos a saber que a "inflação castiga todo o tipo de famílias: nas mais pobres pesam alimentos e habitação, nas mais ricas os restaurantes e hotéis". Os que vêem o atum e o azeite ao preço do whisky na prateleira do supermercado e os que por estarem quase pobres vão ter de abdicar de brincar aos pobrezinhos na Comporta. Isto podia ter outro título, sei lá, jornalismo de merda.

 

 

 

 

Liberalismo para totós

por josé simões, em 16.09.22

 

Screenshot 2022-09-16 at 15-19-26 #09 IMG_2317.png

 

 

Anos a fio a ensacarem mais-valias com os trabalhadores colaboradores em salários mínimos, por causa da competitividade, do emprego e o diabo a quatro. Na primeira contrariedade, uma guerra inventada pelo fascismo russo na Ucrânia, por exemplo, e aparecem a falar em layoff por "trabalhadores a mais". O Estado, essa entidade mítica, que pague Ou isso ou o desemprego.

A falta de responsabilidade social, de educação, de humanismo ou, como alguns gostam, de caridade cristã, não lhes permite aguentar o posto de trabalho por uns meses a quem vestiu a camisola e lhes deu tudo. Implicava mexer na conta bancária, fortuna pessoal, e uma coisa é a conta pessoal, outra coisa é a conta da empresa. Como é que de uma se chega á outra ou como é que da outra se foge de uma isso agora não interessa nada.

Depois volta a normalidade e não há ninguém para fazer nada, desde o pessoal dos aeroportos aos empregados do turismo e restauração, como com o "fim" da pandemia.

A culpa é dos calaceiros que não querem fazer nada, encostados ao subsídio, só com exigências. Ele é horário de trabalho, ele é hora para refeição, ele é dias de folga, ele é férias. Cambada de comunistas, pensam que somos um país rico?

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Alforrecas

por josé simões, em 13.09.22

 

alforreca.jpg

 

 

Pessoas que comentam nas televisões, cujo único atributo para o fazerem é moverem-se bem no amiguismo lisboeta, serem amigos de fulana ou sicrano, conhecerem aquele e aquela, proximidade aos poderes que decidem quais os cartilheiros que, no tempo tal, devem marcar a agenda e passar o spin, que tirando isto não tinham onde cair mortos e ficavam a falar de borla no balcão do café ou no transporte público sem que ninguém lhes passasse cartucho, recebem avença mensal de muitas pensões médias para dizerem aos reformados e pensionistas que não podem ser aumentados no valor da inflação. 

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Houdini Costa

por josé simões, em 06.09.22

 

1920s-magician-in-tuxedo-with-sleeves-vintage-imag

 

 

Quem não taxa os lucros excessivos das empresas também não devolve o que excessivamente arrecadou.

 

[Link na imagem]

 

Nota: Depois da [a]normalidade que é um Presidente comentar todos os aspectos da acção governativa e dar opinião, sem que lha perguntem, em áreas onde não é tido nem achado, vamos entrar na [a]normalidade que é um Presidente elogiar publicamente, e em directo para o país, a acção do maior partido da oposição de que é militante?

 

 

 

 

Há o jornalismo e há o filha da putismo

por josé simões, em 12.07.22

 

transferir.jpg

 

 

António Costa e o Partido Socialista governaram como a direita queria:

não se pôs um travão ao aumento das rendas de casa por ser um ataque ao investimento privado na recuperação dos imóveis urbanos, depois de décadas ao abandono e à degradação, nem nas outras rendas, as das energéticas e das PPP rodoviárias, por exemplo, que o Estado tem de honrar os compromissos e não pode dizer que agora afinal não senhor, acabou-se a mama;

não se taxaram as empresas com maiores lucros, nem com lucros conjunturais devido à pandemia ou à invasão russa da Ucrânia, que isto não é a União Soviética, nem o socialismo, nem tampouco a Venezuela, e ainda corríamos o risco de deslocalizarem para a Taprobana onde o mercado é mais liberalizado e amigo do investimento;

teve um arremedo de baixa de imposto sobre combustíveis, rapidamente absorvido pela margem de lucro das gasolineiras, e depressa deixou de ser uma vitória do Ilusão Liberal reclamada em cartaz na rotunda, para cair no esquecimento ou do "mais vale estar calado que fazer figura de urso" a reivindicar coisas que até um puto da primária percebe o logro;

deu 60 paus de ajuda alimentar a cada família carenciada enquanto os espanhóis se esticaram até aos 200, mas também não é por aí, que dar dinheiro vivo a calaceiros e manhosos é incentivo à chulice de quem não quer trabalhar e fazer pela vida, como defende a direita, e se têm fomeca está cá o Banco Alimentar e o voluntário Marcelo, que até sai mais barato ao Estado que sai do bolso e do bom coração dos compatriotas que recusam a lei da selva do direito do mais forte à sobrevivência, princípio ético e moral do liberalismo;

e o pasquim que passou 5 anos a acusar o PS de governar a toque de caixa dos parceiros da esquerda geringonça, a apontar os males que isso trazia, trouxe ao país, e com reflexos nas décadas vindouras, agora chora porque afinal os socialistas não governaram como os comunas e os esquerdalhos queriam que governasse.

 

A Judiciaria já fazia uma investigação, com um daqueles nomes pomposos, imagem de marca, que costumam abrir telejornais, tipo "Operação Papel para Forrar o Balde do Lixo", sobre como é que jornais que não vendem, i e Sol, por exemplo, estão sempre nas bancas e no online ao minuto.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

E não se fala mais nisso

por josé simões, em 21.06.22

 

deathbytoys.jpg

 

 

Com as urgências de obstetrícia num caos - por enquanto só estas; com a gasolina a subir todos os dias; com a inflação a fazer o fim do mês ter, para já, 40 dias; com a Euribor a ameaçar os dias de descanso de milhares de famílias, António Costa aparece todo lampeiro nas televisões a anunciar com um ano de antecedência o "aumento histórico" nas pensões para... 2023. Não se percebe muito bem esta "antecipação de lucros", ou antes, percebe-se, diz que há um gajo a ganhar quatro mil paus do contribuinte por mês para estes efeitos.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

A "espiral inflacionista" dos aumentos salariais

por josé simões, em 19.04.22

 

Galerie-Neu.jpg

 

 

"Entre salários, prémios, bónus, contribuições para planos de pensões e outras remunerações monetárias, as 15 empresas do PSI pagaram um total de 31,9 milhões de euros aos seus presidentes executivos [atuais e antigos] em 2021, de acordo com os cálculos do ECO com base nos valores recolhidos nos relatórios e contas das empresas do índice português. A soma representa uma forte subida de 89,9% face ao valor de 2020, ano em que os CEO ganharam 16,5 milhões de euros [...]."

 

Remunerações dos CEO do PSI quase duplicam em 2021 com forte aumento dos variáveis

 

 [Link na imagem]

 

 

 

 

|| Momento auto-critica

por josé simões, em 24.10.09

 

 

 

Ouvi há bocado no telejornal da RTP1 o governador do Banco de Portugal dizer que "Os custos salariais devem acompanhar a produtividade". Registe-se e arquive-se para memória futura.

 

(Primeiro no Twitter)

 

(Image from the movie Jungle Street - Charles Saunders, 1961)

 

 

 

 

Da Coerência

por josé simões, em 26.02.09

 

 

De certeza todos devem estar bem recordados do escarcéu - aliás legítimo - que vem das bandas do PCP de cada vez que uma empresa sobe as tarifas acima da taxa de inflação prevista.

 

«Para fazer face aos custos que a sua publicação implica, oAvante! vai ser obrigado a subir o seu preço, com um aumento de 10 cêntimos. Assim, a partir do próximo número, o nosso jornal passará a custar 1,20 euros.»

 

Quase 10% de aumento. Coerências.