Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Os heterónimos de Cavaco Silva

por josé simões, em 12.02.14

 

 

 

Cavaco 'primeiro-ministro' Silva, dos dinheiros comunitários a rodos para a desindustrialização [e o abate da frota pesqueira e dos subsídios aos agricultores para não plantar nem semear e para arrancar pela raiz o que há séculos estava plantado], da mudança de paradigma [opss] e de Os Serviços como grande desígnio nacional; Cavaco 'Presidente da República' Silva da «importância de impulsionar a reindustrialização em Portugal».

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| "A Europa tem que flexibilizar algumas das suas regras"

por josé simões, em 13.12.12

 

 

 

"não é aceitável que, em prol da nossa política ambiental ou política comercial, a Europa tenha perdido indústria desnecessariamente para outras partes"

 

[Imagem "BP's newGulfofMexico Beach Resort Comein crude, go home refined", autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| A herança que deixamos às gerações vindouras

por josé simões, em 10.12.12

 

 

 

Só temos um problema com a herança que deixamos às gerações vindouras ao nível da dívida contraída com o investimento em infra-estruturas rodoviárias, ferroviárias e aeroportuárias, ou infra-estruturas para a saúde e educação. Quando toca à protecção da natureza e do meio ambiente as gerações vindouras podem muto bem [tentar] sobreviver num país saqueado e sem qualidade [de]vida que daí não vem grande mal ao mundo. Ao mundo dos mortos, que é como vão estar, no médio/ longo prazo, mesmo com o aumento da esperança de vida, todos os que apostaram na industrialização por cima de toda a folha verde, ignorando e desrespeitando regras ambientais atrás do lucro rápido e das mais-valias colossais, escudados no argumento do crescimento e da criação de emprego. Sabem perfeitamente disso e quem vier atrás que feche a porta.

 

Não lhe passou pela cabecinha fazer da Europa, como ainda acontece com a democracia e os direitos humanos, um bloco de pressão pelo respeito e defesa da natureza e do ambiente, do ar que respiramos, da água dos rios e dos oceanos com que nos banhamos, das florestas e dos habitats, da qualidade de vida que deixamos como herança às gerações vindouras.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Não ter vergonha na cara

por josé simões, em 21.11.12

 

 

 

Cavaco Silva que distribuiu dinheiro a rodos para abater a frota de pesca, vem agora pedir dinheiro a rodos para construir barcos.

 

Cavaco Silva que distribui dinheiro a rodos para arrancar olival e montado, vem agora pedir dinheiro a rodos para plantar oliveiras e sobreiros.

 

Cavaco Silva que distribuiu dinheiro a rodos como incentivo ao sector dos serviços, vem agora pedir dinheiro a rodos para reindustrializar o país.

 

[Imagem]