Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A direita troglodita com pele de civilizada

por josé simões, em 16.10.22

 

cruz.jpg

 

 

95 - noventa e cinco - 95 crimes de abuso sexual de alunas menores dependentes, com idades entre os 14 e 17 anos, pelo professor de Moral e Religião Católica da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Famalicão, a escola dos filhos do ídolo da direita tuga, Artur Mesquita Guimarães, contra a Educação para a Cidadania, disciplina que dá ferramentas aos alunos para se defenderem destes abusos.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

António Costa no país dos engraxadores, Capítulo II

por josé simões, em 13.10.22

 

bufalo.jpg

 

 

Marcelo veio pedir desculpa por ter dito aquilo que todos o ouvimos dizer, um dia depois de Costa dizer que devíamos pedir desculpa a Marcelo por o termos ouvido dizer o que disse. Se Costa ontem tinha ficado mal na fotografia hoje a fotografia ficou toda tremida e desfocada, apesar de ter sido tirada ontem. Numa expressão comum, perdeu bela oportunidade de ter ficado calado. E com a lata da graxa arrumada dentro da maleta.

 

[Link na imagem]

 

António Costa no país dos engraxadores, Capítulo I

 

 

 

 

António Costa no país dos engraxadores

por josé simões, em 12.10.22

 

marcelo engraxar sapatos.png

 

 

António Costa, a despropósito e sem que ninguém lhe encomendasse o sermão, saiu a terreiro para assumir a defesa do indefensável. Que Marcelo não quis dizer aquilo que todos ouvimos Marcelo dizer. E mais, que todos devíamos pedir desculpa a Marcelo por Marcelo ser aquilo que é, um rato de sacristia, um língua de trapos, um sem noção, o Presidente que jura sobre a Bíblia e responde perante o Vaticano. António Costa, a pique nas sondagens com trapalhada atrás de trapalhada, com o partido em circuito fechado sem capacidade de recrutamento na "sociedade civil", e com Luís Montenegro a bastar-lhe ficar calado para que algo aconteça, foi a Cascais ao Jardim Visconde da Luz passar graxa nos sapatos do Presidente da República, com a espada de Dâmocles sobre a cabeça, brandida por Marcelo há uns quantos discursos a esta parte como quem não quer a coisa. Resta saber se o "Marcelo vai com as outras" que Marcelo é se deixa comover ou condicionar pelas caixas de pomada Búfalo. Ainda hoje "engraxador" é dos piores insultos no mundo do trabalho.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

"É a democracia"

por josé simões, em 12.10.22

 

omo 1958.jpg

 

 

"É a democracia", chamou Marcelo a RTP a Belém para dizer, com uma embalagem de OMO nas mãos, estavam os portugueses a ver o Benfica em Paris pelo streaming da Inácio TV. "Os partidos são livres de discordar do Presidente", mais coisa menos coisa. "Eu não quis dizer que eram poucos os casos, o caso é que o caso mais antigo é de uma pessoa de 90 anos" e quando toda a gente pensava que Marcelo ia invocar o popular "em pequenino não conta", segue o raciocínio depois de pigarrear, "portanto foi há 70 anos". Mais grave a emenda que a emenda. Um fiel de 90 que foi abusado há 70 tinha 20 anos à época do abuso. "Nem abuso de menores foi, estão a ver?" deixou Marcelo insinuado no ar com recurso à Tabuada Ratinho. "Não quis dizer que 400 fossem poucos, ou muitos, esperava muitos mais". Até porque falo ao telefone tu cá tu lá com os encobridores. "Diga-me Vossa Excelência Reverendíssima como é que estamos de temores; os prognósticos? Vai ser o Dilúvio Universal, são milhares, senhor Presidente". Afinal só 400, alguns já morreram, outros morrem de vergonha só de pensar, fica tudo na Paz do Senhor". E a seguir vai comentar o Orçamento do Estado, vai dizer ao Parlamento que deve rever uma lei qualquer, coisa que não é das suas atribuições nem competências e sem que nenhum partido ou deputado lhe diga "bolinha baixa, meta-se no seu canto", vai medalhar uns patetas a eito, vai passar por um acidente rodoviário e inteirar-se dos dos danos, vai fazer um prognóstico qualquer sobre um jogo qualquer, vai patrocinar a descida da Avenida pela Marcha dos Pobrezinhos e o picnicão dos miseráveis, organizado pela vereadora Laurindinha da câmara do incompetente Moedas, que em pequenina gostava de ser o Leitão de Barros quando fosse grande, para se meter a eventos folclóricos, bater muitas palmas ao Senhor Presidente do Conselho e brincar com as pessoas como brincava com as bonecas quando era pequenina. As pessoas não têm sentimentos nem dignidade, tudo pode ser orquestrado e encenado para satisfação do ego ou de outra merda qualquer, até para encobrir. E quando pensavam que se tinham visto livres de Cavaco chega, com os votos de António Costa, Ferro Rodrigues e mais de metade do PS, Marcelo, O Inimputável, e com ele toda a tralha bafienta da direita beata e acéfala, mais os hábitos e as normas do Portugal da Lição de Salazar.

 

 

 

 

O respeitinho certo

por josé simões, em 11.10.22

 

fernando-mendes.jpg

 

 

Durante décadas passearam a sua impunidade perante o encolher de ombros da hierarquia, quando não era a própria hierarquia a passear a sua impunidade, perante a cumplicidade de quem avisava quando tinha acesso a informação privilegiada, perante o temor do povo, a que chamam "fieis" e nunca o adjectivo "fiéis" foi tão substantivo. Para se ter a noção do grau de impunidade de que estes filhos da puta usufruíram ao longo de décadas, o "gordo", que trata toda a gente por tu, até quem tem idade para ser seu avô, tratou um padre concorrente por "senhor". O "senhor padre". O respeitinho certo.
 
 
 
 

Quando morrer vai para o Céu

por josé simões, em 04.10.22

 

marcelo.jpg

 

 

O Presidente do Estado laico avisou o bispo José Ornelas, Dom, de que estava a ser investigado por cumplicidade em casos de abuso sexual. "Tenha Vossa Excelência Reverendíssima atenção que a justiça anda de olho em si". Marcelo, o supremo magistrado da Nação, eleito por sufrágio universal, não respeita nem responde perante o povo português que jurou servir, nem pela Constituição que jurou defender. Marcelo, o beato devoto, responde perante o Papa, a hierarquia do Vaticano, e pela Bíblia de que guarda os ensinamentos. E isto é com Marcelo, numa questão de fé, religião, e de não saber, nem querer, separar o homem religioso da função presidencial laica. Nas primeiras páginas com as fugas ao segredo de justiça, dos directos das televisões na porta das operações "secretas" da Polícia Judiciária e Ministério Público, é uma questão de fé na Igreja Universal do Pilim Universal, que também move multidões, todas têm o seu papel no movimento da humanidade. No entanto Marcelo quando morrer vai para o Céu, comer o corpo e beber o sangue de Deus à mesa com os encobridores e cúmplices de abuso sexual, uns porque falam directamente com Deus, ele porque tratou das indulgências junto de quem de direito enquanto foi vivo. Amém.

 

[Imagem, manipulada]

 

 

 

 

Mateus 19:14

por josé simões, em 03.10.22

 

cristina garcia rodero212.jpg

 

 

Um padre pedófilo e tarado sexual foi aposentado compulsivamente aos 91 anos de idade. Uma carreira, toda e inteira, com Mateus 19:14 como lema. Pelo caminho um bispo escuda-se numa alegada conversa tida com o seu superior hierárquico como forma de não assumir responsabilidades e desaparecer para sempre, e um cardeal pede confiança numa instituição que fez tudo o que podia e sabia para esconder casos de abuso sexual porque a instituição está a fazer tudo o que pode e sabe para lidar com casos de abuso sexual. Agora é que é.

 

[Imagem de Cristina Garcia Rodero]

 

 

 

 

O Rei das Moscas

por josé simões, em 06.08.22

 

Nancy Fouts – Jesus Crutches.jpg

 

 

Nem no tempo da promiscuidade entre poderes em que o Rei era nomeado com a bênção do Papa tínhamos um chefe de Estado todos os dias a comentar coisas da Igreja e nos dias a seguir a explicar o que disse nas vésperas.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Deus é grande

por josé simões, em 04.08.22

 

pawel_jaszczuk.png

 

 

O Presidente da República do Estado laico, como qualquer português que se preze assim que dá com um buraco na estrada, uma pá ou uma retro escavadora, foi ver o andamento das obras para receber o Papa à beira do Trancão, depois da birra entre a autarquia e o Governo para ver se a empreitada de 6.997.327,95 € era paga pelo contribuinte, via câmara municipal, ou se a empreitada de 6.997.327,95 € era paga pelo contribuinte, via Estado, já que a isenção de imposto de selo, de emolumentos, de taxas de esgotos, de IMI, de IMT e de quaisquer outros impostos e taxas nacionais, regionais e locais, de que a Igreja Católica beneficia, não é compensada pelo que entra pela porta do cavalo em donativos e esmolas, e o dinheirinho não chega para receber com dignidade o secretário de Deus no planeta Terra.

 

Deus é grande mas o contribuinte ainda é maior, apesar de se escrever em minúsculas [e não há dinheiro para nada].

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O cordeiro de Deus

por josé simões, em 01.08.22

 

Konstantin Korobov.jpg

 

 

A matilha que vai ladrar e rosnar à mãe da "pequena Jessica" no dia do funeral ou aos pais da "pequena Maddie" na saída do edifício da Judiciária em Faro é a manada de arganel no nariz que faz o sinal da cruz e pontua as frases com "se Deus quiser" quando Manuel Clemente afiança que equívoco no cu dos outros para ele é refresco. Pequeninos, sem aspas e em maiúsculas.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Allahu Akbar

por josé simões, em 19.07.22

 

Mullah Omar.jpg

 

 

Nosso Senhor não nos dotou sexuados para a gente andar aí a fornicar com rapazes e raparigas

 

[Na imagem]

 

 

 

 

Educação para a Cidadania

por josé simões, em 08.07.22

 

frederico.jpg

 

 

Manuel Clemente, o cardeal-patriarca que tem dificuldade em acreditar que o filho de um casal homossexual apreenda o valor da complementaridade entre sexos, suspendeu Duarte Empis de Andrade e Sousa, do clero com nome de nobreza, das actividades pastorais, e interditou-o de estar sozinho em qualquer contacto com jovens, depois das famílias dos alunos do colégio de S. Tomás, em Lisboa, terem descoberto imagens e vídeos obscenos  nos telemóveis dos infantes, num grupo de WatsApp que o padre mantinha com os estudantes. O mesmo sacerdote que acolheu na sua paróquia sessões de "terapia de conversão” para pessoas homossexuais, conduzidas por Maria José Vilaça, a psicóloga que na figura de presidente da Associação dos Psicólogos Católicos comparou a homossexualidade à toxicodependência na revista Família Cristã, e que hoje anda pelo movimento "Deixem As Crianças Em Paz". Ainda se fossem aulas de Educação para a Cidadania podíamos ter um sobressalto cívico e moral, contra o totalitarismo estatal, da parte dos donos das crianças que querem que se deixe as crianças em paz. Do Senhor.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Pedro 2:18

por josé simões, em 06.11.21

 

Faithful take pictures of Pope Francis during the

 

 

Faithful take pictures of Pope Francis during the weekly general audience at the Vatican. Reuters/ Remo Casilli

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Levantar a poeira

por josé simões, em 14.10.21

 

Cristina García Rodero.jpg

 

 

Quando há indícios de abusos, nas escolas "abrem-se de imediato processos de averiguações, suspensões preventivas e reporte às autoridades", isto é, "não há silêncio ou deslocação do profissional para outra escola"

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Whataboutism

por josé simões, em 09.10.21

 

Paweł-Jaszczuk-¥€$U$.png

 

 

Whataboutism, ainda continua a ser a melhor maneira de fugir às questões.

 

Igreja Católica portuguesa admite investigação de casos de pedofilia desde que não seja limitada ao clero

 

[Link na imagem]