Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

As coisas como elas são

por josé simões, em 26.05.23

 

20230526_155219.jpg

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 23.05.23

 

jesus dress up.jpg

 

 

"Esperemos que Nossa Senhora nos ajude a mudar o país": André Ventura vai a Fátima a pé

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

A evolução das espécies

por josé simões, em 15.05.23

 

3classe_capa.jpg

 

 

Lisbona-francobollo.jpg

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O reino da impunidade no reino dos céus

por josé simões, em 30.03.23

 

Rainer Werner Fassbinder; 1971, Whity.jpg

 

 

Se há um mês eu não tinha dúvidas de que os padres da lista de pedófilos no ativo (que afinal não era) teriam de ser afastados, hoje não tenho a menor dúvida de que quem mandou fazer este relatório sem negociar o mínimo se deveria demitir – isto é, D. José Ornelas e aqueles que não previram a armadilha que nos estava preparada.

 

 

Negociar o quê, com quem, em que moldes? Edgar Clara, 48 anos, pároco de Castelo, Santiago, Socorro e São Cristóvão e São Lourenço, e capelão do Hospital Egas Moniz, não diz. Mas se calhar também não é preciso dizer. A avaliar pelo que foi a punição aplicada pela Igreja Católica aos abusadores, saltitarem levemente de paróquia em paróquia enquanto iam desfrutando dos prazeres do silêncio de novos inocentes. Que este senhor tenha a soberba lata de escrever isto nas páginas de um jornal, que sinta a Igreja armadilhada, diz muito do reino da impunidade no reino dos céus que tem sido décadas da "palavra do Senhor".

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Choque e Pavor

por josé simões, em 21.03.23

 

x.jpg

 

 

[Clicar na imagem]

 

 

 

 

In a portuguese church...

por josé simões, em 16.03.23

 

IGREJA_JORNAL.jpg

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Parem de gozar com as pessoas

por josé simões, em 08.03.23

 

1.jpg

 

 

Vamos lá ver se nos entendemos, cobiçar a mulher/ marido alheio é pecado, fornicar o marido/ a mulher do outro é pecado, segundo os mandamentos consagrados na Bíblia. Abusar sexualmente de alguém, ou especificamente de menores, é crime. C-R-I-M-E. Parem de gozar com as pessoas.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O vómito

por josé simões, em 06.03.23

 

Jan van de Velde-welcome library (1).jpg

 

 

"muitos dos casos em apreço” são de “há 50, 60, de há muitos anos”, numa altura em que “a legislação não era nada disto, nem sequer era crime público, nem era um crime contra as pessoas, eram meros atentados ao pudor que eram tratados com boas palavras"

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 05.03.23

 

gesto.jpg

 

 

"O meu passado chama-se Passos", proclamou o homem sem passado quando se alçou ao cadeirão em S. Caetano à Lapa,  o Passos do "baixar os custos do trabalho foi a reforma que ficou por fazer", mas [agora] "nós no PSD queremos tirar o país do empobrecimento", disse Luís Montenegro, sem meter a cara de Danny Kaye, imagem de marca durante anos, alguém na entourage lhe deve ter dito que estar sempre com ar de gozo não caía bem na rua. Pelo meio largou umas baboseiras sobre as culpas do PS no estado lastimoso em que se encontra a ferrovia, mas a gente já nem liga, não nos esquecemos dos fundos comunitários para o alcatrão e dos Manéis Queirós desta vida nomeados para a CP.

 

O cónego Melo, à nora no Largo do Caldas desde que o Ventas roubou as cadeiras do parlamento ao Chicão e anunciou que a seguir vai roubar a rua à esquerda, lol, veio para a manif dos stores, de mãos nos bolsos, com uma a fazer uma figa, com a outra a agarrar um crucifixo, "vai de retro comunismo!", "t' arrenego reviralho!", anunciar que questionou Bruxelas, se lá foi ou se mandou e-mail não disse, sobre contagens de tempo suspenso no tempo em que o CDS rejubilou com a troika e apontou a porta da emigração aos docentes.

 

O bispo do Porto exortou os fiéis a cumprirem uma Quaresma de penitência por causa dos pecados da Igreja. Uma artista este Linda, que é dom Manuel, segundo a televisão pública do Estado laico. Os padres abusaram sexual e psicologicamente dos putos, mentiram à comunidade com a Bíblia na mão e a "palavra do Senhor" na boca, mas quem cumpre a penitência são os pais, os familiares, os amigos dos ditos. Espectáculo. 

 

 

 

 

Manual da Civilidade

por josé simões, em 04.03.23

 

Manual-de-Civilidade.jpg

 

 

               "Memorial no cu dos outros para mim é refresco"

 

 

 

 

Uma hóstia de rabo na boca

por josé simões, em 16.02.23

 

Francesca-Woodman-Untitled-Providence-Rhode-Island

 

 

Seriam precisos menos psiquiatras se houvesse mais tempo de confessionário com os padres

 

"Quanto aos locais mais comuns de abuso, destacam-se por ordem decrescente: seminários (23% dos casos), igreja sem outra especificação (18,8%), confessionário (14,3%), casa paroquial (12,9%) e escola religiosa (6,9%)". In Dar voz ao silêncio, Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa. Relatório Final. Lisboa, Fevereiro 2023, Sumário Executivo, Página 10.

 

Depois são precisos mais psiquiatras, e psicólogos também, para acudir a quem teve mais tempo de confessionário. É a chamada hóstia de rabo na boca.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Deuteronómio 32:4 vs Salmos 145:8-9

por josé simões, em 14.02.23

 

cartoon_sabado_padres.1.jpg

 

 

A vocação para o sacerdócio revela-se pela impunidade no abuso e na indiferença, passividade, ocultamento e cumplicidade das hierarquias?

 

E para os abusados e violentados, e abusadores e cúmplices - "quem cala consente", "tão ladrão é o que vai à horta como o que fica à porta", qual é a igreja que fica, a do Deuteronómio 32:4, a do Salmos 145:8-9? Deus existe?

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Da impunidade

por josé simões, em 13.02.23

 

cristina garcia rodero212.jpg

 

 

A maioria dos abusos decorreu em locais como seminários, colégios internos ou instituições de acolhimentos, sacristia, confessionário, a casa do pároco e no seio dos agrupamentos de escuteiros.

 

[Imagem de Cristina García Rodero]

 

 

 

 

Lucy in the Sky with Diamonds

por josé simões, em 06.02.23

 

expo.jpg

 

 

Podemos também lembrar os efeitos secundários do que foi então o maior evento alguma vez aqui organizado desde a Exposição do Mundo Português (1940) - que transformou Belém e nos deixou o Padrão dos Descobrimentos, o Jardim da Praça do Império, o Museu de Arte Popular, a Estação Fluvial de Belém, etc. -, que se materializaram na transformação de uma zona degradada e decadente de Lisboa, num dos bairros mais valorizados da capital, pleno de vida e de emprego, carregado de equipamentos lúdicos, turísticos e culturais.

 

Imagine-se então, além do efeito imediato, o que a Jornada Mundial da Juventude pode fazer por um país cuja economia depende tanto do turismo como o nosso, por um Portugal envelhecido e desesperado por captar e fixar os jovens que lhe fazem falta, por um território em permanente carência de renovação, de inovação, de expansão, de imaginação, de transformação.

 

 

Joana Petiz, comissária da direita radical no Diário de Notícias, em "Jornada Mundial da Juventude: já se pode falar do que importa?" aka Guia Oficial para a Mente Alucinada da Direita Todo-o-Dinheiro-do-Contribuinte-é-Bem-Gasto-desde-que-seja-Esbanjado-vírgula-perdão-vírgula-Gasto-por-Nós-e-Nunca-pelo-Socialismo-e-pela-Sociedade-Socialista-em-que-Vivemos, nem que para isso tenhamos de ir à cave recuperar para a montra o nosso bem amado Salazar, grande transformador de zonas degradadas e decadentes, valorizador de bairros, estimulador da vida e do emprego, fomentador do ludismo e da cultura. Lucy in the Sky with Diamonds.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O perdão no glory hole

por josé simões, em 03.02.23

 

Glory_hole_in_washroom.jpg

 

 

Um "Parque do Perdão" com 150 confessionários, cada qual com "um sacerdote para acolher e escutar os jovens peregrinos, convidando-os a fazer a experiência do amor e da misericórdia de Deus através do sacramento da Reconciliação", quando o esperado seria um pedido de perdão da Igreja Católica e a sua reconciliação com os jovens, como prega o sítio online, "um cais de partida para um coração novo, reconciliado com as suas feridas". Não perceber isto e inverter a situação, o jovem a confessar-se ao sacerdote e não o sacerdote ao jovem, acompanhado do respectivo pedido de perdão, soa a cabine glory hole.

 

[Link na imagem]