Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A sabedoria do Calafate

por josé simões, em 13.02.20

 

Calafate.jpg

 

 

Recorrendo a uma linguagem que até o padre Richard Bucci em Rhode Island consegue perceber "Todos seremos iguais, no reino da eternidade. Na balança da igualdade, Deus sabe quem pesa mais"

 

"A pedofilia não mata ninguém" ao contrário do aborto, diz padre norte-americano

 

 

 

 

E quem não percebe isto não percebe nada

por josé simões, em 12.02.20

 

PuppetJesus-NancyFouts.jpg

 

 

"Não podemos permitir que alguns deputados [homens e mulheres] queiram decidir por nós" mas podemos, e devemos, permitir que alguns homens, iluminados e com acesso em exclusivo à palavra de Deus e à sua interpretação, nos digam o que é certo ou errado, que aceitemos a sua ideia da ideia que Deus tem para connosco e, melhor ainda, aquilo que decidam o que podemos ou não podemos permitir. É a diferença entre democracia representativa e ditadura de inspiração divina. E quem não percebe isto não percebe nada.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O que é que pesa mais?

por josé simões, em 10.02.20

 

St-Martin-in-the-Fields-Brian-Willey.jpg

 

 

Já que o critério parece ser a "imposição de critérios", o que é que pesa mais: 150 bispos eleitos pelo método do centralismo democrático - o Papa nomeia os bispos que elegem o Papa, ou 150 deputados eleitos pelos cidadãos em eleições livres e democráticas? 

 

Mas mais deplorável seria se 150 ou 200 pessoas impusessem os seus critérios a largos milhões de cidadãos

 

Por muito que gostassem isto não é a rábula do "o que é que pesa mais: um quilo de chumbo ou um quilo de algodão?" sendo que, contra todas as leis da física, um dos quilos já pesou mais.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 25.12.19

 

René_Andreu-Rivel.jpg

 

 

D. Manuel Linda [...] qualifica o fim dos contratos de associação com os colégios da Igreja como "das coisas mais dramáticas que aconteceram desde 1834"

 

[Imagem]

 

 

 

 

Um Jesus Cristo "de rabo na boca"

por josé simões, em 20.10.19

 

chtist.jpg

 

 

A Igreja Católica, que só existe porque existiu uma pessoa chamada Jesus Cristo, foi consagrada pelos bispos de Portugal ao Sagrado Coração de Jesus, a causa e a pessoa que está na origem da existência da Igreja Católica.

 

De certeza que há alguma explicação filosófica, que encaixa nalgum dogma da fé propiciador de boas palestras e óptimos sermões, capazes de meter igrejas inteiras a bocejar e a passar pelas brasas, que explicam esta brilhante consagração fora da compreensão do comum dos mortais  por mais beato que seja.

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 19.09.19

 

clown (6).jpg

 

 

D. Manuel Linda, bispo do Porto, que classificou como "asneiras" os casos de pedofilia no seio da igreja e que sobre a criação de uma comissão para lidar com eventuais casos de abuso sexual de menores o melhor que lhe ocorreu foi dizer que "ninguém cria uma comissão para estudar os efeitos de um meteorito", critica "o sistema de justiça português, políticos, organizações de defensa de direitos humanos, ou feministas por não terem condenado publicamente o crime de violação e assassinato de uma freira", não esclarecendo, no caso dos políticos, se de cada vez que uma mulher é assassinada deviam vir a público em acto de condenação ou se só neste caso específico de uma "serva de Deus".

 

[Imagem]

 

 

 

 

Que filho da puta, benza-o Deus

por josé simões, em 31.08.19

 

Malleus_Maleficarum_edição_1576_Veneza.jpg

 

 

"Por regra, havia humanidade no modo como as penas eram impostas pela Inquisição. Assim, por exemplo, houve cristãos detidos – só os fiéis podiam ser julgados por este tribunal da Igreja! – a quem se permitiu que fizessem férias, ausentando-se da prisão por um período de tempo determinado, com a obrigação de, expirada a licença, regressarem ao presídio, para completarem a pena.

 

[...]

 

Permitiu-se igualmente que os condenados pelo tribunal da Igreja fossem dispensados, por razão de doença, do internamento penitenciário.

 

[...]

 

Também se conhecem histórias de condenados que foram dispensados do cárcere por razões familiares.

 

[...]

 

Quer isto dizer que a Inquisição era um exemplo de humanidade e não houve excessos na aplicação da justiça eclesiástica? Claro que não: certamente que houve abusos e a própria prática da tortura, como meio processual para a confissão do arguido, que tem a sua origem no direito romano, é abominável. Os inquisidores eram, como todos os homens, pessoas capazes do bem e do mal. Houve, com certeza, juízes do tribunal do Santo Ofício que foram rectos e justos na aplicação da lei eclesiástica então vigente, como também os houve que se excederam, sendo responsáveis por abusos deploráveis, que não podem ser justificados, nem esquecidos. Mas a Inquisição não só foi melhor do que os estabelecimentos prisionais do seu tempo e posteriores – piores foram, decerto, os tormentos infligidos aos Távoras – como também era mais humana do que muitas prisões contemporâneas como, por exemplo, a de Guantánamo."

 

O padreco que confessa e dá a hóstia à direita radical a reescrever a História e a lavar a Inquisição com OMO no Observador.

 

[Na imagem o "verdadeiro manual de ódio, de tortura e morte"]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 10.08.19

 

clown (5).jpg

 

 

Não há dúvidas quanto à identidade do primeiro homem a pisar a Lua, mas talvez Yuri Gagarin não tenha sido, realmente, o primeiro cosmonauta. Com efeito, exceptuado o caso, porventura mais místico do que histórico, do profeta Elias (consta que foi levado para o Céu num carro de fogo), a ascensão de Cristo parece ter sido a primeira viagem espacial.

 

Será então que, a primeira criatura humana que viajou no espaço, foi mesmo o astronauta russo Yuri Gagarin? Não, porque, segundo a doutrina católica, também a Mãe de Jesus de Nazaré, Maria, subiu ao Céu em corpo e alma.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus"

por josé simões, em 16.05.19

 

salazar-cerejeira.jpg

 

 

"Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus" e dai à Igreja um César escolhido por Deus nas urnas.

 

Patriarcado partilhou apelo ao voto no Basta.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O surpreendente hat-trick do padre Meireles capitaneado pelo Ronaldo da Igreja

por josé simões, em 27.03.19

 

futsal.jpg

 

 

O recreio na Assembleia da República com o PSD e o CDS nas funções de delegado e sub-delegado de turma.

 

 

 

 

Pedofilia, homossexualidade e celibato no sacerdócio

por josé simões, em 25.02.19

 

padre.jpeg

 

 

Porque é que todos os artigos de opinião e análises à doença do abuso sexual de menores de que padece a Igreja Católica que, invariavelmente, ressalvam homossexualidade não ser sinónimo de pedofilia, também invariavelmente concluem, na mesma linha de pensamento e às vezes até na mesmo parágrafo ou frase, que é necessário e urgente rever o celibato dos sacerdotes? Se homossexualidade não é sinónimo de pedofilia, e não é, onde é que o casamento entra nesta equação? Vida marital é vacina anti-pedófilo, estando por demais provado que a grande percentagem dos abusos acontece no seio da própria família,  é isso?

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Entretanto na Idade Média...

por josé simões, em 14.09.18

 

Willy Toledo.jpg

 

 

Cago em Deus. E sobra-me merda para cagar no dogma da santidade e na virgindade da Virgem Maria

 

 

 

 

Mateus 19:14

por josé simões, em 02.09.18

 

erik ravelo los intocables.jpg

 

 

É mais grave uma mulher abortar do que um padre abusar de crianças

 

[Imagem "Los Intocables", Erik Ravelo]

 

 

 

 

Eles andam aí...

por josé simões, em 23.07.18

 

Ayatollahs.jpg

 

 

"Peter Turkson foi um dos nomes mais falados para suceder a Bento XVI em 2013 e é hoje peça central na reforma da Igreja de Francisco. Em entrevista ao Observador, critica quem separa Estado e Igreja."

 

 

 Separar o Estado e a Igreja é esquizofrénico

 

[Imagem]

 

 

 

 

#NSFW É todo um programa

por josé simões, em 09.02.18

 

 

 

O curioso é a padralhada não conceber [curioso também o termo "conceber", neste contexto] que na origem do divórcio e do recasamento [gloup] possa estar o desempenho sexual do parceiro/a. E isto por si só é todo um programa.

 

[Imagem de autor desconhecido]