Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Da série "Aliviar o peso do Estado na economia"

por josé simões, em 11.01.16

 

balloonboy.jpg

 

 

Com dinheiros públicos criar e subsidiar um Estado privado, paralelo ao Estado, que engorda com o comércio da miséria alheia e dos descontos sobre as remunerações da carreira contributiva de quem, um dia, pode ter a pouca sorte de cair nas malhas do "sector privado de emprego" e da "economia social". Não há respeito, não dignidade, nem respeito pela dignidade.


"Há 24 agências privadas à espera do concurso para gerir desempregados"


[Imagem]


"Aliviar o peso do Estado na economia"

 

 

 

 

||| Voltaram os "cursos da CEE"

por josé simões, em 17.06.15

 

sinal.jpeg

 

 

Agora em versão 2. 0, direita sabida, em véspera de eleições e apostada em manter o poder custe o que custar. Mistura-se uma pitada, q.b. , de "activos empregados", para dar gostinho à boca e compor o prato , pespega-se com os desempregados nas empresas, como gente grande a fazer o trabalho de gente empregada – formação em movimento, ainda se paga ao patrão para os ter lá e, no fim do dia, os números do desemprego baixaram, tipo uma ladeira com inclinação de 10%, toda a minha gente ganha dinheiro e vai para casa satisfeita e os partidos do Governo fazem um brilharete na campanha eleitoral. Siga a marcha.