Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Tirar uma cartola do contribuinte

por josé simões, em 26.12.17

 

capa_jornal_i_26_12_2017.jpg

 

 

Não há "Taxa da Protecção Civil" mas há "Taxa Turística" e cartolas à fartazana tiradas do bolso do contribuinte num espectáculo abrilhantado por uma estrela [de]cadente pop depois de se vir queixar para o Facebook do dinheiro que não lhe chega para pagar a net que lhe permite passar os dias a queixar-se no Facebook e cujo último trabalho discográfico gravado foi uma remake em 2014 de temas dos anos 80. Diz que o Fernando Tordo foi para o Brasil mas que o contribuinte continua em Lisboa.

 

[Na imagem a primeira página do jornal i]

 

 

 

 

Descubra as diferenças

por josé simões, em 22.06.16

 

capa_jornal_i_22_06_2016.jpg

 

 

Primeira página do jornal i

 

Público.png

 

 

Print screen do jornal Público online

 

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 17.05.16

 

i.jpg

 

 

 

A primeira página do jornal i

 

 

 

||| É rezar para que não chova

por josé simões, em 15.04.16

 

The-Descent-of-the-Holy-Spirit Albrecht Durer.jpg

 

 

Infância na catequese e santinhos em cima de nuvens, com luzes divinas vindas dos céus, a marcar os livros de leitura.


[Imagem "The Descent of the Holy Spirit", Albrecht Durer]

 

 

 

 

||| O Governo de direita

por josé simões, em 13.04.16

 

jornal i.jpg

 

 

Os militares de Abril, e a sua Associação, vão estar outra vez ausentes na evocação do dia da Liberdade na Assembleia da República?

 

 

 

 

||| Como diria Jaime Pacheco, é uma faca de dois legumes

por josé simões, em 12.09.15

 

 

 

Se a gente invocar Goebbels para explicar a manipulação que o @itwitting@SolOnline e o @observadorpt fazem ao dar sistematicamente a vitória a Pedro Passos Coelho e a Paulo Portas nos debates que Pedro Passos Coelho e Paulo Portas sistematicamente perdem leva logo com a Lei de Godwin em cima apesar da manipulação goebbeliana do @itwitting do @SolOnline e do @observadorpt existir escondida atrás da Lei de Godwin que não pode ser invocada.

 

 

 

 

||| Um título de primeira página que é todo ele um programa

por josé simões, em 11.08.15

 

capa_jornal_i.jpg

 

 

"Mesquita Islâmica". Ainda assim às pessoas lhes escapasse que uma mesquita é o local de culto do Islão e fossem confundir Mesquita com Mesquita Judaica ou Mesquita Budista. Ou, pior ainda, com Mesquita Cristã. Tudo gente que não bate na mulher.


Jornalismo "Busca Bobby, busca! Ataca! Morde, Morde!".

 

 

 

 

||| Uma primeira página ridícula

por josé simões, em 26.05.15

 

i.jpg

 

 

Assim de repente, sem ler o conteúdo e só de ler as gordas, ninguém se inscrevia para um congresso da UEC [União dos Estudantes Comunistas], ninguém se inscrevia para um congresso da UJC [União da Juventude Comunista] e muito menos alguém se inscreveu para o congresso fundador da JCP [Juventude Comunista Portuguesa], fruto da junção entre a UEC e a UJC, nem sequer Pedro Passos Coelho pode ter "passado" pelo Partido Comunista porque, com aquela idade, ia obrigatoriamente para uma das organizações de juventude do partido, a UEC ou a UJC.

 

Os militantes participavam nas reuniões e o "centralismo democrático", na pessoa do 'controleiro', propunha xis nomes para xis células de escolas ou de empresas [no caso da UJC, trabalhadores estudantes] e os nomes eram depois votados pelos militantes em reuniões de célula e de braço no ar. O resto, o que sobrava, podia ir ou não ao congresso na condição de convidado, consoante a disponibilidade de lugares na assistência.


Mau jornalismo e uma primeira página ridícula.

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 21.04.15

 

i.jpg

 

 

A primeira página do i.

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 05.04.14

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 06.01.14

 

 

 

A primeira página do jornal i.

 

 

 

 

 

 

 

||| Uma besta com um título académico

por josé simões, em 21.12.13

 

 

 

Principalmente da parte daqueles que foram, ou que tiveram, familiares perseguidos, torturados, mortos, por pensarem de modo diferente ou só por lutarem por coisas tão simples e tão banais como a liberdade de expressão, e que são hoje, para as novas gerações, tão naturais como o respirar.

 

Principalmente por aqueles, e por aquelas famílias, que tiveram a vida e as famílias desfeitas e destroçadas numa guerra que não era a sua e que não lhes dizia coisíssima nenhuma, para negar aos outros o que reivindicávamos para nós, sermos senhores do nosso destino e do nosso futuro, e provocada por uma descolonização que não foi feita e que nem sequer era equacionada, não fora o malandro do Mário Soares e os bandalhos dos comunistas se terem lembrado de trazer o tema para a agenda, quebrando a unidade da pátria e o sossego instituído.

 

Principalmente pelo mundo e pela Igreja que estavam contra nós por causa de uma descolonização que não queríamos fazer, e pelos malandros da Academia Militar que iam estudar para os States e que até se atreviam a vir de lá open mind, a ver o mundo com outros olhos de ver, e a ver uma guerra onde, mais cedo ou mais tarde, iam acabar por morrer, por cousa e por causa nenhuma e em contra-mão ao sentido da História. Ingratos e mal-agradecidos a quem lhes deu oportunidade de estudar no estrangeiro.

 

Principalmente por causa da "grande dimensão metropolitana" e da "grande massa crítica" que não tínhamos, por causa de Salazar e dum Estado Novo fechado sobre si mesmo, e Deus e Pátria e Família e respeitinho é muito bonito e cada macaco no seu galho e cada um nasce para o que é e manda quem pode e obedece quem deve e o homem rural e a mulher na cozinha e a teta na boca da cria, e que nos impediu de fazer a descolonização que Salazar não queria fazer.

 

Jaime Nogueira Pinto é uma besta com um título académico que tem boa imprensa e muito tempo de antena e que até pode publicar livros, coisa que o Estado Novo que é muito diabolizado e que Salazar que foi um grande homem, nunca permitiu fazer a quem discordava de si, do seu regime, ou que simplesmente pensava de modo diferente.

 

Jaime Nogueira Pinto: "Foi-se longe de mais na diabolização do Estado Novo"

 

[Imagem de Alec Huxley]

 

 

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 20.12.13

 

 

 

A primeira página do i

 

 

 

 

 

 

|| Isto está tudo ligado

por josé simões, em 02.05.13

 

 

 

Uma prima minha em 3.º grau, casada com um meu primo direito, quadro superior de uma grande construtora com investimentos ligados a governos "bloco central", e que, por sua vez, também é primo direito da minha prima em 3.º grau, é cabeça de lista pelo CDS a uma Câmara Municipal. O meu pai, que foi sindicalista da CGTP, tinha um primo em 2.º grau, que era primo direito do pai da minha prima em 3.º grau candidata pelo CDS, que foi militante do PCP, preso e torturado pela PIDE. Todos eles, desde o meu primo "central" à minha prima de direita passando pelo meu pai "CGTP", vêm aqui ler o blog. E isto tudo começou com a transumância de António Craveiro Simão, na terra de Vítor Gaspar que é primo de Francisco 'reviralho' Louçã.

 

Aqui para nós que ninguém nos ouve, se isto chega ao conhecimento dos "jornalistas" do i ainda vai sobrar para alguém.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Os intervalos da chuva

por josé simões, em 26.04.13

 

 

 

«Com este resultado, o CDS é o segundo partido da oposição que mais reforça a sua posição eleitoral […]». Aqui, se entretanto não foi corrigido.