Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

19 de Abril de 1943 - 19 de Abril de 2018

por josé simões, em 19.04.18

 

Stroop Report original caption Forcibly pulled out of dug-outs. Captured Jews are led by German troops to the assembly point for deportation. Picture taken at Nowolipie street, near the intersection with Smocza.jpg

 

 

[Warsaw Ghetto Uprising]

 

 

 

 

|| In Memoriam

por josé simões, em 01.10.13

 

 

 

Israel Gutman

 

1923 – 2013

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

 

|| 16 de Outubro de 1940

por josé simões, em 16.11.10

 

 

 

 

 

 

70 anos do Gueto de Varsóvia

 

(Imagem do livro O Gueto de Varsóvia, Miriam Assor, Âncora Editora, 2003)

 

 

 

 

 

 

O Gueto de Varsóvia

por josé simões, em 17.03.09

 

Com a maior das modéstias, este é um livro cuja leitura gostava de aconselhar à Dona Margarida Moreira da DREN. De fácil leitura, com muitos “bonecos” que ajudam à compreensão, uma vez que a senhora tem provas dadas que não é muito dada às leituras e escrituras.

 

Com coordenação da edição a cargo de Miriam Assor e chancela da Âncora Editores, saiu do prelo em Outubro de 2003, e retrata o dia-a-dia da vida e morte de 500 mil judeus na capital ocupada da Polónia, entre a criação do gueto em 1939 e a sua destruição em 1943.

 

À época também o Conselho Judaico – Judenrat – deu o seu consentimento e anuência às “propostas” nazis. Pode parecer uma comparação demasiado forte ou desproporcionada… a quem não sabe e a quem não leu.

 

In Memoriam

por josé simões, em 12.05.08

 

Irena Sendler

 

1910 - 2008

 

“organizou a saída de cerca de 2500 crianças do Gueto de Varsóvia durante a violenta ocupação alemã, na Segunda Guerra Mundial. Ela - que trabalhava como assistente social - e a sua equipa de 20 colaboradores salvaram as crianças entre Outubro de 1940 e Abril de 1943, quando os nazis deitaram fogo ao Gueto, matando os seus ocupantes ou mandando-os para os campos de concentração”

(Link)