Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Mansos

por josé simões, em 12.01.11

 

 

 

 

 

Já não neva na Serra de Estrela, a maré já baixou no Reguengo do Alviela… ah ‘pera aí, parece que morreu um com gripe dos porcos debaixo de água no Mar do Norte.

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

 

|| Do Olimpo

por josé simões, em 09.12.09

 

 

 

Uma religião de pagãos e de adoradores de imagens, com um Deus Santo para cada um dos males do mundo.

 

(Na imagem As Dafnefórias, 1876, oléo sobre tela de Frederic Leighton)

 

 

 

 

|| Pigs In Space (*)

por josé simões, em 18.11.09

 

 

 

Ainda sou do tempo de Correia de Campos ministro da Saúde em que todos os dias nascia um bebé numa ambulância a caminho da maternidade. Foi-se Correia de Campos e nunca mais nasceu nenhum.

 

Agora estamos no tempo em que todos os dias morre um feto depois da mãe ter sido vacinada contra a Gripe dos Porcos.

 

Os porcos, esses, são os mesmos do tempo de Correia de Campos.

 

(*)

 

 

 

 

|| Todos os animais são iguais mas alguns são mais que outros

por josé simões, em 26.10.09

 

 

 

«Os deputados estão entre os grupos necessários para evitar o colapso do funcionamento da sociedade em caso de pandemia»

 

Assim como assim sem os porcos também não tinha havido o romance

 

 

 

|| Papar a hóstia

por josé simões, em 14.10.09

 

 

 

Uma belíssima argumentação hardcore ou o prazer em revirar uma crónica da Laurinda Alves para um capítulo do Manual da Civilidade:

 

“Na boca ou na mão, eis a questão (…)”

“Depositar (…) na mão faz muito mais sentido hoje em dia do que metê-la na boca. Por questões de saúde e higiene, naturalmente, (…) mas também porque receber (…) na mão é tão digno como recebê-la na boca.”

“Acontece que esta liberdade paroquial permite que muitos paroquianos insistam em receber (…) sem lhe tocar com as mãos, obrigando o padre ou o leigo que dá (…) a depositá-la directamente sobre a língua.”

 

(Sim, eu sei que sou um herege do caralho (a propósito) e que não tenho respeito nenhum pela Fé e pela fé dos outros e que quando morrer vou para o Inferno. Não me ponham é lá um padre a ladaínhar atrás do caixão; é só o que peço)

 

 

 

|| Homens de pouca Fé

por josé simões, em 16.07.09

 

 

 

Quem acredita em Deus papa a hóstia de qualquer maneira (sem segundas intenções e / ou malícias). Ter medo da Gripe A na Casa e no Corpo de Deus parece-me um contra-senso.