Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Curtas no Twitter

por josé simões, em 09.01.10

 

 

Em ataque que faz Super Dragões na bomba de gasolina parecerem peregrinos a caminho de Fátima, equipa de Togo é baleada em Angola. Vergonha.

 

(*)

 

 

 

 

 

O Gabriel Alves do comentário de política internacional…

por josé simões, em 22.11.07

 

…e não só.
 
Continua a ser para mim um grande enigma a razão da constante presença de Nuno Rogeiro em tudo o que é comentário político, principalmente de política internacional, agora que a RTP se livrou dele, na SIC e na SIC Notícias. O homem faz aquilo por amor à camisola? Pro buono? Ou ganha uns cobres? Se é for free, talvez fosse boa política a Direcção de Informação começar a pensar em contratar alguém que realmente perceba do ofício; se é pago, e apesar de ser um canal privado e o dinheiro do Balsemão, não deixa contudo de ser grave; quer numa situação, quer noutra, face aos resultados produzidos.
 
“Corria o mês de Agosto do ano de 1991, quando na então URSS, Mikhail Gorbachev foi vítima de uma tentativa de golpe de Estado, levada a cabo pelo famoso “Gang dos Oito” com o intuito de trazer de volta os tempos de Brejnev. Valeu na altura a coragem de um desconhecido Boris Ieltsin que subiu para cima dos tanques e o resto é História”, escrevi aqui, numa posta sobre a Festa do Avante. Enquanto Ieltsin não se resolvia a subir para cima dos blindados, apareceu Nuno Rogeiro na televisão, chamado de emergência para analisar o golpe, e o comentário foi memorável! Dizia ele que, naquele momento, nas chancelarias ocidentais e em tudo que era sede de Governo já se estavam a entabular conversações com os golpistas com vista ao retomar da normalidade no pós-golpe. Foi o que se viu…
 
Há bocado, no telejornal das 22 na SIC Notícias, o inevitável Nuno Rogeiro, sem gravata, vem dizer acerca da situação política no Paquistão, que é bem possível que neste momento exista um pacto secreto entre Pervez Musharraf e Benazir Butho… Até porque a prisão domiciliária da senhora não é muito rigorosa, e tal e tal.
 
Volta Gabriel Alves! Sempre é melhor ouvir falar dos “três lados do losango” e do “pé que tinha mais à mão” do que ouvir alguém falar, e que não faz a mínima ideia do que está a falar.
 
(Foto roubada no Arrastão)