Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Hasta la victoria siempre

por josé simões, em 31.03.20

 

l_equipe.jpg

 

 

               A primeira página do L' Équipe

 

 

 

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo IV

por josé simões, em 20.02.20

 

Sergeant Rutledge.jpg

 

 

               Em Portugal recebeu o nome de "O Sargento Negro".

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo III

 

 

 

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo III

por josé simões, em 18.02.20

 

Fox_News_Channel_logo.jpg

 

 

No dia seguinte nenhuma televisão se lembrou de convidar o Marega para dizer o que lhe ia na alma. Nem uma. A TVI, que se prepara para ser comprada pela Cofina, a do Correio da Manha [sem til], jornal e televisão, que promovem o Ventura e o Chaga [não é gralha] nas primeiras páginas, nos telejornais e nos programas do pontapé-na-bola, convidou o Ventas para uma peixarada de gritaria onde, em contínuo e em crescendo, gritou mais alto que Miguel Sousa Tavares, a quem coube o papel de idiota útil para o aprendiz de feiticeiro passar a sua mensagem racista e xenófoba. "Não sou racista, tanto aperto a mão a um branco como o pescoço a um preto, ou a um cigano".

 

[Imagem]

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo II

 

 

 

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo II

por josé simões, em 17.02.20

 

 

 

Uma vez num Vitória de Setúbal vs. FC Porto tive como companhia de bancada um grupo de trogloditas que passou o jogo todo para o Quaresma "Só cheiras a fumo!", "Vai vender cuecas para a feira!" e "Está aqui um sapo! está aqui um sapo!". Se o Quaresma tem saído a meio da partida se calhar já se tinha falado há mais tempo em "racismo no futebol". Ou o Nelson Semedo, tinha ganho a Medalha de Ouro que o Record atribuiu ao Marega "Um dia, por cá, alguém teria de dizer basta. Calhou ao avançado do FC Porto que, depois de marcar o golo que valeu importante vitória em Guimarães, foi à sua vida por estar farto de ouvir parvos", assim só ganhou a Medalha de Prata "O cliente tem sempre razão. Se ainda não conhecia este clássico, o lateral do Benfica ficou ontem a saber que a única interação possível com o público é o agradecimento de aplausos. Haja respeito". Há pretos e pretos e há pretos mais pretos que os pretos. Ou o Renato Sanches, o desgraçado mais massacrado dos relvados portugueses nas últimas épocas, com impropérios e urros vindos das bancadas "uh! uh! uh!", "macaco! macaco!", complementado com a maior campanha orquestrada de linchamento no Twitter e Facebook, a cargo daqueles que agora terminam a indignação com #JeSuisMarega. Antes tínhamos tido, e bem, a polémica com a simbologia usada pelos No Name Boys, a typho e o logo NN, agora temos uns White Angels, depois do Anjo Branco na história recente da Europa, enfeitados nas bancadas com cruzes celtas e a bandeira confederada, e toda a gente acha isso normal. Depois aparece o inefável Marcelo, comentador bué preocupado com o racismo no futebol, depois do Marcelo, Presidente, não ter visto necessidade de tomar posição no "vai mas é para a tua terra!" do Ventura à Joacine. O Marcelo, que não consegue, ou não quer, dar a volta ao livro de História do salazarismo e vai de fazer discursos de envergonha a Pátria em  2017 em Gorée e em 2020 em Goa. E não é só o racismo, é o ódio generalizado e institucionalizado. Os acéfalos trogloditas transportados pela polícia nas caixas de segurança, pagas com o dinheiro do contribuinte, a insultarem tudo e todos a caminho do estádio, o "SLB, filhos da puta, SLB" entoado no estádio perante o silêncio cúmplice do presidente e demais entidades oficiais nos camarotes, o silvo do very ligth a ser disparado no estádio à cara dos adeptos adversários em dia de derby. Está tudo bem, a polícia anda à cata dos atrasados mentais que massacraram o Marega, o Ministério Público vai abrir um inquérito - ler "Arquive-se!", o pagode indigna-se muito nas "redes sociais", vamos andar uma semana nisto, vá duas. Com quem a que a gente joga no próximo domingo? 

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo I

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 08.02.20

 

a_bola (1).jpg

 

 

Em dia de clássico FC Porto - SL Benfica o A Bola puxa uma bd para a primeira página.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 29.01.20

 

a_bola.jpg

 

 

               A primeira página do A Bola.

 

 

 

 

O circo nunca acaba

por josé simões, em 27.01.20

 

Thomas Michael Alleman.jpg

 

 

Um vulgar ladrãozeco e chantagista de empresas, enquanto largava cirurgicamente informação surripiada a um clube rival do seu, para sair nos media a conta-gotas, truncada, amputada a jeito e fora do contexto, e que apanhado com a boca na botija, para salvar a pele, se transformou em denunciante 'soprador no apito' em menos de um fósforo...

 

Advogado e plataforma de denunciantes dizem que Rui Pinto é a fonte dos Luanda Leaks

 

[Imagem]

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 23.10.19

 

o jogo.jpg

 

 

A primeira página Champions League do órgão oficioso do FC Porto em vésperas do clube receber o The Rangers Football Club para a... Liga Europa.

 

[Via]

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 18.10.19

 

jordao.png

 

 

Jordão

 

1952 - 2019

 

 

 

 

Da indigência

por josé simões, em 14.10.19

 

Sem Título (13).jpg

CR700.png

 

 

Depois de uma magistral derrota frente à Ucrânia o melhor que ocorreu à única Selecção do mundo onde os melhores não jogam, vítimas dos medos de um seleccionador a que os comentadeiros e analistas chamam de conservadorismo, foi uma exaltação no Twitter do capitão e dos objectivos e metas a que se propôs. Não explica tudo mas ajuda a perceber a lusitana cultura e crença no homem providencial, o D. Sebastião que numa jogada genial do sistema de jogo de 9 para 1, nos vai guiar à glória só ao alcance das selecções nacionais que teimam em jogar num colectivo de 11.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 14.10.19

 

bola (1).jpg

 

 

               A primeira página de A Bola

 

 

 

 

Direita e trogloditismo, nunca falha

por josé simões, em 27.08.19

 

capa_jornal_i.jpg

 

 

Todos os dias da semana a todas as horas em todas as televisões, o espaço de opinião totalmente ocupado. Fátima, Futebol e Fado. Quem é que leva a sério alguém que consegue passar um serão inteiro a discutir, as vezes no insulto, se o penálti foi penálti ou se o fora-de-jogo foi tirado por um pentelhésimo de segundo?

 

[A direita trauliteira e troglodita, mas com "sentido de Estado", na primeira página do i online]

 

 

 

 

O drama das Bonifácios desta vida

por josé simões, em 10.07.19

 

 

 

Faz hoje precisamente três anos que Portugal se sagrou campeão da Europa em futebol com uma equipa de pretos, ciganos e brasileiros, estranhos à "entidade civilizacional e cultural milenária que dá pelo nome de Cristandade", não herdeiros dos "Direitos Universais do Homem decretados pela Grande Revolução Francesa de 1789", e isto, como diz o povo, é do caralho!

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 10.07.19

 

A Bola (1).jpg

 

 

               A primeira página de A Bola.

 

 

 

 

Setúbal, Cidade Vermelha

por josé simões, em 19.05.19

 

CIDADE-VERMELHA.jpg

 

 

"Se vocês tiverem a exigência que têm no futebol como nos outros aspetos do nosso Portugal – economia, educação, saúde – vamos ser um país melhor."

 

Bruno Lage, treinador campeão do Sport Lisboa e Benfica, aos 19 dias do mês de Março do ano de 2019.

 

[Imagem]