Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Portugal dos pequeninos está bem e recomenda-se

por josé simões, em 28.06.18

 

portugues suave (1).jpg

 

 

Estão aí com toda a força os imbecis do "Portugal dos pequeninos", temos o melhor jogador do mundo, temos jogadores pagos a peso de ouro a jogar nas melhores ligas da Europa mas temos de ter medo, muuuuuito medooooo do Suarez do Uruguai.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 26.06.18

 

 

Semanas a fio com "os socialistas" e "os secretários de Estado socialistas" e "os ministros socialistas" e "a promiscuidade do partido socialista" na boca. A boca toda cheia.

 

Deputados do PSD Luís Montenegro, Hugo Soares e Luís Campos Ferreira vão ser constituídos arguidos no caso das viagens ao Euro 2016

 

 

 

 

E andamos nisto há 2 mil anos...

por josé simões, em 25.06.18

 

Seminario de Madrid, Ramon Masats, 1960.jpg

 

 

"Graças a Deus passámos", Fernando Santos na flash interview.

 

Os outros, como não estão nas graças de Deus, não passaram. E andamos nisto há 2 mil anos...

 

[Imagem "Seminario de Madrid 1960", Ramon Masats]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 25.06.18

 

m-l.jpg

 

 

Todos os órgãos portugueses de comunicação social (Rádio, Televisão e Jornais) estiveram, para cima de dois meses, durante todos os dias e por mais de 5.000 horas de emissão a insultar um cidadão português, Bruno de Carvalho, casado, pai de filhos e presidente do Sporting.

 

Arnaldo Matos no Twitter

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Mundial 2018

por josé simões, em 15.06.18

 

1 (16).jpg

 

 

2 (16).jpg

 

 

3 (15).jpg

 

 

4 (13).jpg

 

 

5 (13).jpg

 

 

6 (11).jpg

 

 

7 (10).jpg

 

 

8 (2).jpg

 

 

9 (1).jpg

 

 

Soccer Fields Around the World

 

 

 

 

Três F

por josé simões, em 07.06.18

 

New Excavation At Pompeii Uncovers Victim Crushed By Massive Rock.jpeg

 

 

E, na operação "revitalizar o interior", fechamos a única agência bancária em Pedras Salgadas, do banco do Estado resgatado com o dinheiro do contribuinte.

 

Parabéns @selecaoportugal! Que seja um bom prenúncio para o Mundial #Russia2018 que aí vem! #Portugal está convosco.

António Costa, primeiro-ministro, no Twitter.

 

[Título do post e imagem]

 

 

 

 

Para os filhos da puta vale tudo

por josé simões, em 07.06.18

 

slb.jpg

 

 

Se fosse férias à toupeira, tudo bem. Férias à arguido, nada a dizer. A cartilha das férias e ninguém estranhava. Agora férias à campeão é que não, é publicidade enganosa, ainda por cima a crianças... Se esses miúdos quiserem férias à campeão temos disso no Dragon Force

 

Francisco J. Marques, Diretor de Infromação e Comunicação do FC Porto, no Twitter [print screen]

 

[Filho da puta]

 

 

 

 

O Sporting em 1926

por josé simões, em 21.05.18

 

vitória 1926 (1).jpg

 

 

"O amor à camisola" e "jogar com amor à camisola" é o mais ouvido nos dias que correm da boca de adeptos e sócios do Sporting, em telefonemas para fóruns e programas de opinião pública nas rádios e televisões, e em entrevistas de rua, ao acaso, a anónimos sportinguistas. É este precisamente o drama do Sporting. No séc. XXI da futebol indústria, dos clubes empresa, dos milhões em receitas televisivas, publicitárias, direitos de imagem, merchandising, dos CEO's especializados em futebol a transitarem entre clubes, as vezes com rivalidades de morte entre si, para exercerem a profissão para a qual são pagos, do jogador super star global, profissionais irracionalmente pagos, cobiçados por outros emblemas e que geram recita e mais-valia com as transferências. "O amor à camisola". Amor à camisola era em 1926, na equipa do Vitória Futebol Clube de Setúbal onde jogou o meu avô [terceiro em pé a contar da esquerda]. Estamos em 2018.

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 20.05.18

 

clown (5).jpg

 

 

António Pioares Maduro, saído directamente do Conselho Ministros do XIX Governo Constitucional para o Comité de Governação da FIFA, em entrevista à TSF/ Diário de Notícias que "existe uma proximidade muito excessiva entre política e futebol". [Obrigado]

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Monólogo do Inimputável

por josé simões, em 19.05.18

 

trinca bolotas.jpg

 

 

"Sentido de responsabilidade". A culpa da comunicação social. Eu. A culpa do sobrinho do BESA, do BES, de Angola, do dinheiro do contribuinte ali empatado, não é a marca ideal para prestigiar o Sporting. O Sporting antes de mim. A culpa do Ricciardi, primo do outro, do Ricardo Salgado, não sei se estão a ver, consegue andar aí pelos ontervalos da chuva. A minha família. Os cartilheiros do Benfica. A corrupção no Benfica. A comunicação social ao serviço do Benfica. Eu. A comunicação social, compreendo, atacada na assembleia em Alvalade, querem vingança, mas se puserem a mão na consciência percebem porque é que foram atacados. Não nos deixam trabalhar em prol do Sporting. A minha vida privada e o Sporting e a minha família e eu. Chamei a atenção do Patrício, que até tem uma camisola no museu do clube, e dos outros atletas, que não se insulta nem responde torto a um  membro da claque. A minha ex-mulher fugiu com a minha filha mais nova por culpa da comunicação social. O Rogério Alves e o Renato Sampaio. O Presidente da República que andou comigo ao colo e o presidente da Assembleia da República. Eu. O Sporting. O Sporting antes de mim e o Sporting depois de mim. Nunca disse aos membros da claque para não insultarem a atacarem jogadores, pelo menos do próprio clube. Os actos indiundos [sic]. Eu. O Sporting e a minha família e eu e o Sporting e a minha família. O Miguel Sousa Tavares que me quer ver morto á nascença na primeira página do Expresso e o Sol que me põe a dar ordens para o ataque a Alcochete quando estava com a minha mulher a lutar pelo nascimento da minha filha, aquela que mandei anunciar nos ecrãs de Alvalade antes de um jogo de futebol. O Jaime Marta Soares, dinossauro autarca, diz-me uma coisa e faz outra, coitado nem desliga o telemóvel para dormir. Eu e a minha família e eu e a minha família. Bardamerda para quem não é do Sporting! "Sentido de responsabilidade".

 

Nunca, mas nunca  diz, ou sequer levemente admite, que as coisas são merecedoras dos actos praticados, só justifica, subtilmente, os acontecimentos com as coisas que levaram aos actos, sempre alheias à sua pessoa, sem qualquer causa-efeito.

O curioso, ou sinónimo de patologia grave, é a constante mistura dos planos familiar, profissional e clubístico para justificar cada acção ou como vitimização.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O maneta de ferro

por josé simões, em 17.05.18

 

master_of_the_flying_guillotine.jpg

 

 

Luís Filpe Vieira estava a par de tudo, desde Setembro de 2017, data do início das suspeições dos e-mails, dos vouchers, das toupeiras, do caralho, e data em que o campeonato nacional de futebol 2017/ 2018 nunca devia ter iniciado até ficar tudo em pratos limpos. Bruno de Carvalho não sabia de nada, o braço direito do presidente do Sporting era maneta.

 

[Imagem em português]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 17.05.18

 

clown (4).jpg

 

 

Ministério da Administração Interna...

Secretaria de Estado do Desporto...

Instituto Português do Desporto...

Federação Portuguesa de Futebol...

 

 

António Costa admite criar autoridade nacional contra a violência

 

[Imagem]

 

 

 

 

O estado da nação

por josé simões, em 16.05.18

 

nope.jpg

 

 

E não só assistem todas as noites aos programas de insulto futeboleiro nas televisões como ainda ligam para chamadas de valor acrescentado a responder a merdas tipo "Rui Santos Pergunta" que só existem na cabeça do imbecil que as coloca à votação.

 

[Imagem]

 

 

 

 

“O presidente do futuro é o presidente-adepto. Sou eu”

por josé simões, em 15.05.18

 

scp logo.jpg

 

 

O presidente-adepto faz a "jota" do futebol nas claques que aplaudem quando o clube ganha e que saem de casa a altas horas da madrugada, faça chuva ou faça frio, para estarem no aeroporto e na porta do estádio a apupar jogadores e apedrejar carros e o autocarro do clube.

O presidente-adepto toma como primeira medida municiar-se de um jornalista-mercenário, bem colocado no meio da comunicação social e com uma boa agenda de contactos, como ministro da propaganda para as redes sociais e para os media.

O presidente-adepto, como todos os irracionais de bancada, acha que o clube tem de ganhar sempre tudo, em todas as modalidades, em todas as provas e competições em que está envolvido.

O presidente-adepto quando a realidade não se ajusta à sua visão fanático-clubista, como todos os bons irracionais de bancada, direcciona a sua raiva e frustração, de forma primária como primário é o seu raciocínio, para os jogadores e equipa técnica.

O presidente-adepto açula os antigos camaradas de armas, os hooligans da claque, como forma de pressão sobre os jogadores e equipa técnica, no pressuposto, básico, de que se sentirem pressionados e com o olho do cu apertado desatam a jogar como foras-de-série e a ganhar jogos desalmadamente.

O presidente-adepto não sabe que o futebol é uma industria que move milhões e que dá emprego, directo e indirecto, a profissionais que honram a entidade empregadora e o salário que recebem no final do mês, e que o tempo do amor à camisola foi no tempo dos pais do presidente-adepto.

O presidente-adepto não sabe, nem quer saber, que depois de toda esta envolvência as marcas e os patrocínios abandonam o clube e as receitas da publicidade e televisões vão pelo cano e que a quotização a pagar as despesas do clube foi coisa nos idos da baliza às costas.

O presidente-adepto desvaloriza activos, jogadores e treinadores, e não cria mais-valias com as respectivas vendas, antes lhes paga indemnizações chorudas por rescisão de contratos com justa causa.

O presidente-adepto, em última instância, consegue que uma hipotética aquisição, jogador ou treinador, pelo historial de "estabilidade e segurança" pense duas ou mais vezes antes de assinar pelo seu clube.

 

Viva o presidente-adepto viva, pim!

 

 

"O presidente do futuro é o presidente-adepto. Sou eu"

 

 

 

 

Destruição do valor acrescentado

por josé simões, em 14.05.18

 

Graça Quitério.jpg

 

 

Para mim, para quem "pimenta no cu dos outros é refresco", como dizem os camaradas brasileiros:

 

- Jorge Jesus merece isto e muito mais, foi esta a sua escolha ainda era funcionário do Benfica.

 

- Os sportinguistas merecem isto e muito mais, não só elegeram Bruno de Carvalho, em eleições livres e democráticas, como lhe reforçaram os poderes num plebiscito à autoridade do presidente.

 

- Os sportinguistas merecem isto e muito mais porque a sua equipa ganha todos os jogos, à rasquinha mas ganha, porque Bruno de Carvalho agiu como agiu a seguir à derrota com o Atlético de Madrid para a Liga Europa e porque o Bruno de Carvalho tem razão e ainda foi brando com os jogadores e equipa técnica como ficou provado com o empate caseiro na recepção ao Benfica e na derrota em casa do Marítimo.

 

- Como não amar um presidente de um clube que não perde oportunidade para invocar a sua condição de sobrinho-neto de Pinheiro de Azevedo, uma irrelevância da revolução de Abril, que fica para a história na alínea "Anedotário Nacional, Capíttulo PREC", tal e qual o sobrinho-neto para o pontapé-na-bola lusitano.

 

[Imagem]