Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

As bocas de herr Schäuble sobre Portugal na primeira página do Financial Times

por josé simões, em 27.10.16

 

ft_uk.jpg

 

 

 

 

 

Os agarrados

por josé simões, em 10.09.16

 

guardian.jpg

 

 

daily_telegraph.jpg

 

 

ft_uk.jpg

 

 

Quando 3 – três – 3 jornais, três referências do jornalismo escrito e da imprensa mundial, vêm os três no mesmo dia fazer primeira página com um acto de censura do big brother Facebook à icónica foto "A Menina do Napalm" - o apocalypse now tal e qual ele foi e que Copolla havia de passar para o grande ecrã e que valeu um Prémio Pulitzer ao foto jornalista Huynh Cong Ut, diz muito do nonsense que é a sociedade rede social globalizada neste início do séc. XXI, quando tudo se podia resolver com um simples acto de desprezo pelo login e um puro e simples deixar de frequentar aquele café virtual. Mas vá-se lá dizer isto à turba de arrumadores [virtuais de fotos e comentários] agarrados ao pó net.

 

 

 

 

 

 

Guardar

||| Da série "Coisas Verdadeiramente Surpreendentes"

por josé simões, em 14.04.14

 

 

 

Para inglês ler, o Governo preocupado com a opinião dos portugueses:

 

"é preciso ter em conta o que as pessoas pensam sobre qual será a melhor solução"

 

Vai haver referendo, contra a sua vontade mas vai, chama-se eleições europeias.

 

[Imagem de Laurent Askienazy]

 

 

 

 

 

 

||| Vida Soviética

por josé simões, em 17.02.14

 

 

 

Eu também tenho um familiar que coleccionou todos os números da revista Vida Soviética. Até ao dia em que o camarada Mikhail Sergueievitch Gorbachev percebeu a insustentabilidade da coisa. Não sei o que é que foi feito das revistas, contentor do lixo com elas, talvez, e é pena porque aquilo era uma mina de bem-fazer agit-prop, e de manipulação, de valor histórico inestimável.

 

Nós sempre fomos assim, vem no jornal é verdade, e então se vier num jornal estrangeiro nem se fala, porque os jornais indígenas têm agenda escondida e os estrangeiros são isentos até ao tutano.

 

«"Financial Times" diz que Portugal é o herói-surpresa da retoma na Zona Euro»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| LOL

por josé simões, em 29.03.13

 

 

 

«Isabel dos Santos garantiu, em entrevista ao Financial Times, que o sucesso profissional que já atingiu nada tem a ver com o seu pai, o presidente de Angola [

 

 

 

 

 

 

|| A crise da dívida soberana na Europa, explicada às criancinhas e outros analfabetos [II]

por josé simões, em 16.11.11

 

 

 

Detalhes

 

[Capítulo I]

 

 

 

 

 

 

Goleada

por josé simões, em 19.11.08

 

 

O Financial Times elaborou um ranking com as classificações dos ministros das Finanças. O nosso, Teixeira dos Santos, ficou em 19.º, o que neste ranking específico significa ficar em último. O ranking vale o que vale; tem a importância que as pessoas lhe quiserem dar. O que já valeu muito – demais até – foi a reacção do gabinete do ministro, ao enviar para as redacções dos telejornais, uma nota a chamar a atenção para o facto de no ranking só constarem 19 ministros das Finanças e a União Europeia ser composta por 27 países…

 

Fraco consolo. Faz lembrar aquele treinador de futebol que depois de ter levado 5 – 1 em casa, vem na conferência de imprensa lembrar que, o pior resultado, tinha sido no ano tal, em que tinham levado 7 secas.

 

(Na foto via GETTY Images, Inglaterra – Alemanha, final do Campeonato do Mundo, 1966)