Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ainda sou do tempo de Marcelo ir à Festa do Avante!

por josé simões, em 30.08.20

 

Miss Bugs - Do no harm ice lolly (Yellow Blades).j

 

 

Marcelo, o "supremo magistrado da Nação", fez figura de __________ na inauguração da feira do livro no Porto, interpelado por uma cidadã a filmar-se para ser filmada - no futuro todos vão querer os seus 15 minutos de anonimato, enquanto gastava os seus 15 minutos de fama num ror de lamurias, com mentiras à la Chega à mistura - o não aumento do salário mínimo nacional que foi aumentado pela primeira vez em muitos anos durante os anos da 'geringonça'.

 

Marcelo, o "supremo magistrado da Nação", fez figura de __________ na inauguração da feira do livro no Porto; Marcelo, o "supremo magistrado da Nação", foi apanhado desprevenido, ou Marcelo, o "supremo magistrado da Nação", que inventa menus de degustação com sopas de nome franciu, fez figura de ___________ consciente da figura de ___________ que estava a fazer?

 

Marcelo, o "supremo magistrado da Nação", e a vida negra que António Costa vai ter no segundo mandato de Marcelo, como "supremo magistrado da Nação", e os sapos que vai ter engolir todos os dias com o apelo ao voto que fez.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Acham isto normal?

por josé simões, em 13.06.18

 

1 (15).jpg

 

 

2 (15).jpg

 

 

3 (14).jpg

 

 

Bicha, que "fila" é paneleirice brasileira, na Feira do Livro ao Parque Eduardo VII em Lisboa, para tirar selfie com Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. O título do post é uma pergunta retórica.

 

[Imagens fanadas no Twitter]

 

 

 

 

|| O Homem Pequenino

por josé simões, em 18.04.13

 

 

 

Ou, como disse uma vez José Saramago, «para temperamentos nostálgicos, em geral quebradiços, pouco flexíveis, viver sozinho é um duríssimo castigo».

 

[Imagem]

 

Adenda: O Homem Pequenino não existe na obra de José Saramago mas podia muito bem existir, ser uma sequela de O Homem Duplicado, e abordar também questões ligadas à identidade e à falta dela.

 

 

 

 

 

 

|| Da série "Coisas Verdadeiramente Surpreendentes"

por josé simões, em 14.05.12

 

 

 

Podia ser uma paisagem idílica do Portugal rural dos pequeninos - «O primeiro-ministro foi esta tarde à Feira do Livro de Lisboa com a mulher, numa visita que se pretendia particular e informal» - pintada em tons sépia, assim houvesse Instagram aplicado às câmaras das televisões nas reportagens dos telejornais, e às objectivas dos fotojornalistas – «Deteve-se demoradamente nos pavilhões e comprou livros».

 

«O passeio foi quase perfeito até aos últimos 20 minutos» - não se desse o facto de o SIS ter deixado de fazer clipping - «quando algumas dezenas de indignados […] o vaiaram exibindo cartazes» - coisa verdadeiramente surpreendente em 38 anos de Democracia, e obrigando uma força  policial a «sair do nada», para surpresa de todos, jornalistas incluídos.

 

"Os homens nascem sem alma", foi o primeiro título  a chamar a atenção de Passos Coelho. E aos jornalistas, chamou a atenção?

 

Vómito.

 

[Na imagem "Whores", autor desconhecido]