Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

É amanhã

por josé simões, em 31.07.19

 

 

 

 

 

Nascem mais bebés em Agosto?

por josé simões, em 20.06.19

 

James Gallagher.jpg

 

Só fecha para férias em Agosto quem tem obrigatoriamente de fechar em Agosto. Por exemplo as fábricas, as famosas "paragens", para manutenção, substituição e reparação. Assim é só um caso de administração, gestão e organização. Má.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Férias

por josé simões, em 01.08.18

 

encerrado.jpg

 

 

 

 

É amanhã

por josé simões, em 31.07.18

 

 

 

 

 

Vou ali e já venho

por josé simões, em 08.08.16

 

praia-vales-dos-homens.jpg

 

 

 

 

 

||| Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 15.08.15

 

escapism.jpg

 

 

[Daqui]

 

 

 

 

||| É amanhã

por josé simões, em 31.07.15

 

 

 

 

 

 

||| #PorAcasoFoiIdeiaMinha

por josé simões, em 23.07.15

 

Philadelphia, Pennsylvania, circa 1928. Assembling

 

 

«Com apenas 22 dias úteis de férias legais, Portugal está entre os países da Europa que menos férias têm»


«Também a nível de feriados, gozamos atualmente somente nove dias, um dos números mais baixos da União Europeia [...]»


[Imagem]


#PorAcasoFoiIdeiaMinha

 

 

 

 

|| A coisa é simples de contar

por josé simões, em 13.08.12

 

 

 

Pedro Passos Coelho, que ultrapassou a troika logo no tiro de partida, deixando mais de metade do país, e respectivos filhos e avós, a chorar, tenta agora minimizar danos e, aconselhado pelo estado-maior, composto por personalidades tão distintas que vão desde Dias Loureiro, o tal, ao omnipresente e omnipotente e omnisciente braço direito e ministro da Propaganda, Miguel Relvas, veio tentar passar a imagem de humilde-cidadão-comum-a-viver-dentro-das-suas-parcas-possibilidades e, com a devida antecedência, avisou tudo o que era jornal, rádio e televisão onde, quando, e como ia fazer umas férias populares e económicas, de modo a que, no Dia D, um batalhão de jornalistas, fotógrafos e camera man's estivesse devidamente posicionado para cobrir a entrada do senhor primeiro-ministro no areal, acompanhado da esposa, e envergando uns calções de banho ainda da época balnear do tempo em que as velhas usavam sacos para fazer café. Os pormenores de poupança são importantes, nada é deixado ao acaso.

 

Só que a comunicação social, que vive disto para alimentar o espírito voyeurista da populaça, nem que para tal tenha de vender a alma ao Diabo fazer, consciente e amorfa, o papel de veiculo transmissor da propaganda governamental, mas que também se alimenta do barulho e do show off, marcou presença e cobriu os protestos de quem sente na pele a acção governativa do "mais além da troika", mais o "elevador social" do partner de coligação, o sempre eterno, renascido e imune, Paulo Portas.

 

As crianças, essas, não têm culpa. Pois não. Os filhos que choram, dos desempregados, dos desempregados sem subsídio de desemprego, dos miseráveis do RSI, dos salários drasticamente reduzidos dos pais que ainda têm trabalho, mais o mais tempo que passam no trabalho e as férias que não têm, das casas penhoradas e o tal do et caetera que nunca mais tem fim. Exactamente a mesma culpa que as filhas do senhor primeiro-ministro não têm, que o pai tenha convocado os media para um  face lifting durante as férias, que têm. Vale o povo, ser educado, ter princípios morais, ter bom coração ou, como diria Pedro Passos Coelho, ser piegas, e comover-se facilmente com os filhos dos outros.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| É isto, não é?

por josé simões, em 03.08.12

 

 

 

Pedro Passos Coelho diz que, durante as férias, delegou funções em Vítor Gaspar porque agora não convém dizer que foi em Miguel Relvas; é isto, não é?

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Empregos para ucranianos e brasileiros

por josé simões, em 29.08.11

 

 

Não espanta ninguém que alguns dos principais beneficiários pelo estado calamitoso em que se encontram as finanças do país venham agora a terreiro clamar por medidas para a competitividade e produtividade. Agora que o país deixou de ser atractivo para a imigração há que aplicar aos nativos a mesma dose que antes era aplicada aos desgraçados que vinham de fora em busca de melhores salários e condições de vida. Começa sempre assim, não está em causa isto, não está em causa aquilo, e depois vem o mas.

 

 

 

 

 

|| Relatório e Contas

por josé simões, em 28.08.11

 

 

Este verão foi assim.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

|| “Não mais deveres sem direitos, Não mais direitos sem deveres”

por josé simões, em 18.05.11

 

 

 

 

Eu sei que nos tempos que correm não fica bem citar estrofes de A Internacional mas, o que frau Merkel quis dizer, foi que se vai proceder à uniformização fiscal na União Europeia, e que a carga horária laboral dos teutões deve ser igual à dos portugueses, e que os portugueses devem, a partir de ontem, ter o mesmo salário mínimo e médio que os teutões, e que os reformados, pensionistas, e desempregados portugueses devem receber o mesmo que recebem os reformados, pensionistas, e desempregados teutões, de forma a também eles poderem comprar uma casinha no litoral alentejano, ou nas serranias algarvias, ou um monte alentejano, daqueles abandonados desde os idos da reforma Agrária, de forma a gozarem o resto dos dias ao Sol. Ou à sombra, conforme preferirem.

 

 

 

 

 

 

 

|| Bem Parece – Albufeira by night (Allgarve 2010, relatório e contas)

por josé simões, em 04.09.10

 

 

 

 

 

Começa tudo logo na descida da Avenida do MFA pelas bifas acabadinhas de chegar em contentores via Easyjet ou Ryanair - as branquinhas peixe-rei virgens, as vermelhas gamba já com quilómetros - em produções fashion-estronça do tempo jurássico em que se ia a Londres via Porfirios para andar na moda, e a caminho da rua dos encontrões que é como quem diz onde estão os bares house pimba ou comercial “só grandes músicas”, com mini-saias pelo umbigo e sem roupa interior ou com as banhas a sair pelo cós das calças e as mamas apertadas pelo soutien dois números abaixo do número,  à procura do verdadeiro macho latino, clone do Cristiano Ronaldo com três botões da camisa desabotoados a mostrar a ausência capilar e com uma amêijoa em cada orelha. O Zezé Camarinha está velho e está lá na Rocha, o middle age Allgarve do tempo em que o Algarve se escrevia só com um éle, e onde não se passa nada. As outras bifas, as que sobram, não são bifas, são indígenas clones perfeitos das bifas que pensam que se forem como as originais pescam alguma coisa, nem que seja ao chichorro. Acabam a pescar as sobras do primeiro arrasto da noite, os clones menos clones do CR7, ou aqueles que nem thank you sabem dizer malgré o Novas Oportunidades. Tudo está bem quando acaba bem.

 

Fuck me, I’m famous. David Guetta até tocava naquela coisa sem nome que dá pelo nome de Kadoc. Falando num algarvio irrepreensível: Maldita aora; nunca havera de sair de Legues!

 

(Bem Parece é o nome de uma panificadora em Albufeira com sitio logo ao cimo da Av. do MFA e que me pareceu ficar bem como título do post)

 

(Em stereo)

 

 

 

 

|| Eu vou ali e já venho

por josé simões, em 28.08.10