Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

"Liberdade para pensar", dizem eles

por josé simões, em 28.03.21

 

modlane.jpg

 

 

Em 1973 o Expresso referia-se aos movimentos de libertação das colónias como "terroristas"; em 2021 a televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, refere os terroristas islâmicos no norte de Moçambique como "insurgentes".

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Histórias mal contadas

por josé simões, em 25.07.16

 

crying room.jpg

 

 

Como é que um refugiado com problemas do foro psiquiátrico e a aguardar extradição tem acesso a explosivos para encher uma mochila e se fazer explodir com eles?


[Imagem]

 

 

 

 

O medo, o Estado Islâmico, o medo do Estado Islâmico e um palerma como presidente da França

por josé simões, em 17.07.16

 

feetasso.jpg

 

 

O mote foi dado por François Hollande logo na hora e a sangue quente: é um atentado terrorista do Daech [em árabe]. Estava dito, está dito. O medo não é só amigo dos terroristas, islâmicos ou outros, também aproveita à máquina do Estado ainda democrático, apesar de mesmo que administrada por partidos de esquerda e ditos do socialismo democrático.


Pressionado por todos os lados pelo discurso da Frente Nacional, Hollande responde à la Frente Nacional, como a Frente Nacional gosta de ouvir, Hollande enterra-se ainda mais, dá mais força à Frente Nacional e dá trunfos ao medo do 'Mal', que reivindica a acção 48 – quarenta e oito – 48 horas depois [!] Passa assim oficialmente a atentado, by appointment do Estado Islâmico, depois de oficiosamente indicado para tal pelo Estado francês. O medo.


Estava dito, está dito. E agora Hollande vai ter de explicar como é que um fundamentalista islâmico "comia carne de porco, bebia álcool e consumia drogas" como dizem as televisões todas. É uma radicalização rápida, instantânea como as tendas de campismo do Decathlon. O medo é amigo e há que levar a narrativa a bom porto. O mesmo porto das dezenas de detidos de células terroristas em Molenbeek logo a seguir ao atentado de Bruxelas: libertados e nunca mais ninguém ouviu falar deles.


Se fosse hoje o desequilibrado da Germanwings também era um terrorista islâmico. E tinha sido muito mais fácil.


[Imagem]

 

 

 

 

Os otomanos que se lixem

por josé simões, em 30.06.16

 

the_independent.jpg

 

 

Mais de 24 horas passadas e ninguém tem bandeiras da Turquia nas fotos de perfil nas "redes sociais". Os otomanos que se lixem [com éfe grande].


[A imagem é da primeira página do The Independent]

 

 

 

 

||| Um governo dito de esquerda

por josé simões, em 22.01.16

 

Nazi_Mickey.jpg

 

 

"França deverá estender estado de emergência até à vitória sobre o Daesh"


[Imagem]