Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O patriota

por josé simões, em 19.05.24

 

PortugueseFlag1095.svg.png

 

 

O senhor Milei falou na língua dele, assim como a senhora Le Pen na língua dela falou, o doutor Ventura, o Patriota, foi a Madrid auto-empossar-se primeiro-ministro de Portugal... em castelhano, na convenção do Vox, aquele partido que celebra a "hispanidad" com um mapa do império filipino, o da península Hispânica, não, nunca, o da Ibérica, construída por quem o doutor patriota invoca quando lhe dá jeito "traições à Pátria", aquela que não precisava pedir autorização a Castela para auto-empossar chefes de Estado em Lisboa.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Lucas 23:34

por josé simões, em 30.01.24

 

Salustiano Garcia.jpg

 

 

Las redes critican el cartel de la Semana Santa sevillana: "Es irrespetuoso y blasfemo"

 

Jesus porém dizia: "Pai, perdoa-lhes, que não sabem o que fazem!" Eles dividiram entre si a roupa de Jesus, depois de terem deitado sortes. Lucas 23:34

 

 

 

 

A Princesa Encantada

por josé simões, em 01.11.23

 

disney.jpg

 

 

"Peço aos espanhóis que confiem em mim" disse a futura chefe de Estado que antes de o ser já era, sem se submeter ao escrutínio popular, por herança, por desígnio divino, porque sim e para sempre. Viva a República! [e o bourbon, o descendente do milho].

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Ó pra mim, escrevo tão bem e sou tão inteligente

por josé simões, em 26.07.23

 

Queensbridge housing project in Queens, New York. Photograph by Arthur Rothstein, June, 1942.jpg

 

 

Começa a avença a mentir com quantos dentes tem na boca, foi o PP, desde o primeiro minuto, o único a assacar culpas à ETA pelos atentados, e continuou Aznar contra todas as evidências a apontar o dedo aos etarras, já a investigação policial criminal apontava para o terrorismo islãmico. Daí até ao trucidar de partido nas urnas foi menos de um fósforo. Um peru menor. Não havia redes sociais mas tínhamos os blogues no apogeu a passarem informação em tempo real mais rápido que as agências de informação e os media tradicionais. Outro peru menor. Entusiasmada continua. Ela em pequenina ia a Espanha e pelo caminho os pais e os irmãos "aqui foi assassinado pela ETA o não sei quantos, ali foi assassinado o não sei quem", o chamado turismo terrorista. Não se levam herdeiros dos terroristas para o Governo, a menos que sejam franquistas. Ou ex bombistas do MDLP, sentados no Parlamento nas cadeiras onde antes se sentavam os doutores do CDS e que servem de base de apoio ao Governo PSD nos Açores. Ou se o PP fizer um acordo com o EH Bildu em Vitoria, os terroristas bons, com sentido de Estado, porque o PSOE está a sequestrar a democracia. Ela depois faz uma adenda.

Quando íamos a España o meu pai também pelo caminho "ali a ETA matou sicrano", "aqui o Paquirri cortou 3 orelhas e 1 rabo", "acolá os GAL meteram uma bomba", "aqui fazem umas tapas de boquerones en vinagre que são um espectáculo". A minha família sempre foi muito ecléctica. Não tenho é jeito nenhum para a escrita. Nem para me movimentar nos meandros do amiguismo lisboeta.

 

"Sou comentadora porque passei anos a escrever - bem - em blogues. E depois passei anos a escrever - bem - em jornais", escreveu a escrivã um destes dias no Twitter.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Arroz outra vez?!

por josé simões, em 25.07.23

 

The other side of the red carpet.jpg

 

 

Aqui, como em Espanha, a esquerda especializou-se em desvalorizar e passar por cima dos resultados das eleições quando lhe convém. Especializou-se em não respeitar a vontade expressa nos votos dos eleitores. No fundo, a não respeitar o funcionamento da democracia. E essa atitude não podemos deixar de lamentar e condenar.

 

Respeitar o funcionamento da democracia e a vontade expressa nos votos dos eleitores é governar quem tiver maioria parlamentar, tenha ou não ganho as eleições. Como nos Açores, como convinha ao PSD. E chama-se democracia parlamentar constitucional. Parece haver especialistas mais especialistas que os especialistas. Especializaram-se. Diz que este senhor é vice-presidente do PSD.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

¡No pasarán!

por josé simões, em 24.07.23

 

PR.jpg

 

 

O patriota abalou todo lampeiro para Madrid com a fezada de aparecer na varanda ao lado do chefe da nova falange que apresenta o mapa de Espanha com Portugal incluído, sem as fronteiras da nação mais velha da Europa assinaladas. É tudo nosso, dele, do espanhol. E o patriota não apareceu à janela com o cabelo à Lua, não por causa do mapa de Castela mas porque a dose de presunto foi cortada para metade e na sede da nova falange só houve melão para o jantar.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Visit Pain

por josé simões, em 16.05.23

 

1.jpg

 

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

Created in Midjourney, the cleverly-titled series called Visit Pain was inspired by a recent holiday the pair took in the region during a heatwave. And while they were impressed by the temperature - "over 35 degrees in April" - they were troubled to learn that a rise of 1.5 degrees in recent years has led to droughts and death.

 

[Link nas imagens]

 

 

 

 

Meltin' in a pot of thieves *

por josé simões, em 07.04.23

 

x.jpg

 

 

Tinha para aí 10 anos fui com os meus pais à Semana Santa em Sevilha. As gajas descalças na procissão a chover, os gajos de Klu Klux Klan e o caralho. Grande cena para um puto. Ao almoço, num restaurante qualquer, "o que é que queres?" pergunta o meu pai, "um bife de cerdo" respondo. Um silêncio instantâneo no restaurante, a espanholada toda a olhar para a nossa mesa, o garçon com cara de quem ia ali mesmo na gravata do meu pai amolar uma faca para me decapitar, o meu pai mais rápido que a própria sombra "ele vai comer calamares", e eu "porque é que não posso comer um bife?", a minha mãe "xiu, não se fala mais nisso". Foi o meu primeiro choque com os talibãs antes de haver talibãs. A religião não é o ópio do povo, como dizia o outro, a religião lixa é o bife ao povo.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

* Gloria

 

 

 

 

Choque e Pavor

por josé simões, em 21.03.23

 

x.jpg

 

 

[Clicar na imagem]

 

 

 

 

Duas décadas passadas

por josé simões, em 10.11.22

 

Queensbridge housing project in Queens, New York.

 

 

Quase duas décadas passadas o ídolo da direita radical e ilusionista liberal do tugão repete o mantra que os apóstolos lusitos escreviam nos blogues - Blasfémias, O Insurgente, 31 da Armada, replicado do Tea Party de Ron Paul, Sarah Palin, Michele Bachmann, que elegiam, ambos, os de lá e os de cá, Al Gore como alvo preferencial, "desconstruído" pelo humor reaccionário do The People's Cube, e que serviria para abrir caminho à MAGA de Donald Trump e inspirar a réplica imbecil em terras de Vera Cruz :

 

Ayuso dice que la lucha contra el cambio climático favorece el comunismo y que la izquierda va "contra la evidencia científica"


La presidenta de Madrid defiende que el fenómeno es cíclico "desde que la Tierra existe" y acusa a la izquierda de imponer una agenda de reformas para paliarlo "contra la evidencia científica"

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Apocalipse 12:9

por josé simões, em 08.08.22

 

EFE.jpg

 

 

[Link na imagem. Título do post]

 

 

 

 

Riders on the storm

por josé simões, em 18.07.22

 

REUTERS-Jon Nazca.jpg

 

 

A helicopter fills with water as it works to extinguish a forest fire in Alhaurin el Grande, Spain, July 15, 2022. Reuters/ Jon Nazca

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Há o jornalismo e há o filha da putismo

por josé simões, em 12.07.22

 

transferir.jpg

 

 

António Costa e o Partido Socialista governaram como a direita queria:

não se pôs um travão ao aumento das rendas de casa por ser um ataque ao investimento privado na recuperação dos imóveis urbanos, depois de décadas ao abandono e à degradação, nem nas outras rendas, as das energéticas e das PPP rodoviárias, por exemplo, que o Estado tem de honrar os compromissos e não pode dizer que agora afinal não senhor, acabou-se a mama;

não se taxaram as empresas com maiores lucros, nem com lucros conjunturais devido à pandemia ou à invasão russa da Ucrânia, que isto não é a União Soviética, nem o socialismo, nem tampouco a Venezuela, e ainda corríamos o risco de deslocalizarem para a Taprobana onde o mercado é mais liberalizado e amigo do investimento;

teve um arremedo de baixa de imposto sobre combustíveis, rapidamente absorvido pela margem de lucro das gasolineiras, e depressa deixou de ser uma vitória do Ilusão Liberal reclamada em cartaz na rotunda, para cair no esquecimento ou do "mais vale estar calado que fazer figura de urso" a reivindicar coisas que até um puto da primária percebe o logro;

deu 60 paus de ajuda alimentar a cada família carenciada enquanto os espanhóis se esticaram até aos 200, mas também não é por aí, que dar dinheiro vivo a calaceiros e manhosos é incentivo à chulice de quem não quer trabalhar e fazer pela vida, como defende a direita, e se têm fomeca está cá o Banco Alimentar e o voluntário Marcelo, que até sai mais barato ao Estado que sai do bolso e do bom coração dos compatriotas que recusam a lei da selva do direito do mais forte à sobrevivência, princípio ético e moral do liberalismo;

e o pasquim que passou 5 anos a acusar o PS de governar a toque de caixa dos parceiros da esquerda geringonça, a apontar os males que isso trazia, trouxe ao país, e com reflexos nas décadas vindouras, agora chora porque afinal os socialistas não governaram como os comunas e os esquerdalhos queriam que governasse.

 

A Judiciaria já fazia uma investigação, com um daqueles nomes pomposos, imagem de marca, que costumam abrir telejornais, tipo "Operação Papel para Forrar o Balde do Lixo", sobre como é que jornais que não vendem, i e Sol, por exemplo, estão sempre nas bancas e no online ao minuto.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

La solitude *

por josé simões, em 01.07.22

 

Ballesteros-Anza.png

 

 

[Link na imagem *]

 

 

 

 

De castigo

por josé simões, em 29.06.22

 

reyes_cena_gala_otan_madrid_20220628.jpg

 

 

António Costa foi isolado pelo protocolo durante o jantar oferecido pelos reis de Espanha aos chefes de Estado presentes na cimeira da NATO:

     - Por causa do falatório caso não tivesse sido convidado para a mesa;

     - Por ter peçonha;

     - Para aprender a ficar calado quando o assunto é a Ucrânia;

     - Porque era de mau tom fazer uma mesa à parte, como antigamente nos jantares de família com a mesa das crianças;

     - Por sofrer do "complexo Putin" - mesa de 6 metros

Aceitam-se sugestões.

 

[Link na imagem]