Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Bombardeamentos cirúrgicos

por josé simões, em 03.07.09

 

 

 

Ficamos todos a saber que António Chora é “um quadro operário cuja cabeça” está feita, “de cima a baixo, pela ideologia da classe dominante” e que na Autoeuropa os trabalhadores resistem apesar “da violenta chantagem que sobre eles vem sendo exercida, (…) desde que rejeitaram o pré-acordo negociado entre a Administração e a CT” e apesar das ameaças de Sócrates e do seu Governo, da UGT e dos grandes meios de comunicação social, “com destaque para o diário de Belmiro de Azevedo”.

 

Também ficamos a saber que em Inglaterra os sindicatos levaram a cabo uma luta vitoriosa e que a “administração do grupo petrolífero francês Total cedeu a todas as exigências dos grevistas”.

 

Pelo meio a luta continua no STAL e no STML contra “o «cozinhado azedo», estabelecido pelo Governo com a UGT/SINTAP»”.

 

Meanwhile faz mais de 15 dias que o direito à Greve e à contratação colectiva foi suprimido na Venezuela do Socialismo Bolivariano do sec. XXI de Hugo Chávez, sem que o Avante! lhe tenha dedicado sequer um só parágrafo que seja.

 

TPC (Trabalho Para Casa):

 

- A greve é boa e a contratação colectiva são instrumentos úteis, excepto se os Comunistas e/ou seus aliados estiverem no poder?

 

- Na redacção do Avante! não há quem saiba ler jornais na língua de Cervantes, mesmo com recurso ao tradutor do Google?

 

- A supressão do direito à Greve e à contratação colectiva faz parte da caminhada Rumo ao Socialismo onde há que ter em atenção a “história de cada povo e (…) a situação concreta de cada país, pois se há princípios e características gerais comuns da nova sociedade, não há nem pode haver modelos de socialismo”?

 

- A redacção do La Clase é manipulada e controlada pela administração Obama à imagem do que já acontece com o Twitter?

 

(Na imagem Potemkin 1905 poster by Alexander Rodchenko)

 

 

 

 

Untermenschen

por josé simões, em 31.08.08

 

Não sei se é pelo blog ter nome em alemão… apesar dos primeiros links serem, respectivamente, a Declaração Universal dos Direitos do Homem e mais 5 – cinco – 5 entradas para a memória do Holocausto. Realmente a referência é algo demagógica e de mau gosto.

 

Para se ter a noção do que estamos a falar; comprado  há uns anos atrás em saldo (1 euro!) num supermercado em Vale de Cambra onde fui parar por acaso; e de leitura acessível a qualquer cidadão que não se mova nas teias do Direito:

 

Justiça Nazi – a lei do holocausto

 

Richard Lawrence Miller

 

Editorial Notícias (sem data de publicação)

 

 

 

O faroeste ao contrário (segunda parte)

por josé simões, em 29.08.08

 

Já era esperado.

Primeiro foi no assalto / sequestro ao BES. Escreveram-se coisas que, se eu fosse facilmente impressionável, tinha desatado a chorar que nem uma Madalena arrependida por alma do bandido-sequestrador e com um ódio de morte ao facínora do sniper.

 

Agora é a alteração à Lei das Armas.

E, como diz “o outrovalha-me Deus! o Procurador-geral da República é demagogo e irresponsável por «denunciar o “hiper garantismo” dos arguidos», porque, «afinal de contas indivíduos que o Sr. PGR não pode, ou não devia ignorar, serem cidadãos na posse plena dos seus direitos, liberdades e garantias».

 

Então e «os direitos, liberdades e garantias das vitimas», que é o que para aqui conta?

 

É ou não é o faroeste ao contrário?