Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| O Donaltim

por josé simões, em 09.02.12

 

 

 

O Donaltim era aquele boneco que aparecia na televisão a preto-e-branco sentado ao colo de um senhor a dizer coisas que na realidade não dizia e que eram ditas pelo senhor ao colo do qual se sentava, e que tinha o braço enfiado por dentro do pobre boneco, à laia de coluna vertebral, ao mesmo tempo que com a mão lhe dava movimentos à boca enquanto desenvolvia ele próprio um discurso, com a boca fechada e sem mexer os lábios.

 

O Donaltim não podia ser imputado porque não tinha culpa de nada, não tinha culpa de ser boneco.

 

«a "praxe parlamentar que ao longo do tempo poupa o primeiro-ministro de ir às comissões", a "fixação [no regimento] do debate quinzenal", e a "racionalidade no modo como se exerce o controlo político do Governo pelo Parlamento"»

 

CAPÍTULO III

FUNCIONAMENTO DA COMISSÃO

 

Artigo 15.º

(Audições)

 

4. Cada grupo parlamentar pode utilizar uma vez, por sessão legislativa o direito potestativo de requerer  a audição de membros do governo ou de qualquer entidade.