Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Fim-de-semana

por josé simões, em 08.05.16

 

dEUS ‎– Little Arithmetics.jpg

 

 

Este fim-de-semana foi assim.


Little Arithmetics ~ dEUS


[7" vinyl]

 

 

 

 

|| Entretanto na Austrália...

por josé simões, em 16.03.12

 

 

 

‘If God exists, I hope he has a good excuse’

 

The Atheist Foundation of Australia

 

 

 

 

 

 

|| Uma dúvida em final de ano e depois do burro do presépio [*]

por josé simões, em 29.12.11

 

 

 

Foi o João César das Neves quem, e sob pseudónimo, escreveu isto ou o João César das Neves estudou por aqui?

 

[*]

 

 

 

 

 

 

|| Fim-de-semana

por josé simões, em 07.11.10

 

 

 

 

 

Este fim-de-semana foi assim

 

Deus, Pátria & FamíliaMata-Ratos

 

(7”vinyl)

 

 

 

 

 

 

 

|| O caso Deus (Jesus é o Salvador)

por josé simões, em 28.07.10

 

 

 

Assim como na religião católica vox populi, associada e identificada com faixas sociais mais pobres e menos cultas da sociedade e onde há a percepção de que Deus e Jesus/ Jesus e Deus são a mesma pessoa (e a tendência para Os confundir), para Cavaco o mercado não é Deus mas é no mínimo Jesus.

 

«Nem sequer por afirmar que "o mercado não é Deus" (coisa que Cavaco, entre muitos, não se cansou de repetir).»

 

(Imagem de Ricard Terré)

 

 

 

 

 

 

|| Talibans são os outros

por josé simões, em 15.02.10

 

 

 

«FIGC vai começar a punir os jogadores que evoquem o nome de Deus em vão»

 

Qualquer dia começam a (re)acender as fogueiras…

 

(Primeiro no Twitter)

 

 

 

|| Se "Deus quiser" e "graças a Deus"

por josé simões, em 15.02.10

 

 

 

É ridículo, para não lhe chamar outra coisa, invocar Zeus para não proferir a palavra Deus, só porque se é agnóstico, ateu, não crente ou o que lhe quiserem chamar.

 

Dizer «Deus sabe» é expressão popular, não profissão de Fé.

 

(Imagem de Rafael Trobat)

 

 

 

|| Apesar de se apresentar sempre pela “Direita”

por josé simões, em 25.12.09

 

 

 

«Papa Bento XVI lamenta que Deus não seja uma prioridade para os homens»

 

(Na imagem Washington, D.C., 1922, Auto accident, National Photo Co)

 

 

 

O que tu queres sei eu!

por josé simões, em 11.12.08

 

Independentemente de (quase) toda a gente saber o que ele quer e onde é que ele quer chegar; independentemente de haver quem finja que não percebe e interprete sempre como “o outro”e/ ou “a diferença”. E antes que caiam por aí os inevitáveis, esclareço já que apesar de agnóstico e em certa medida anti-religião, aqui por casa há quem faça o presépio, a árvore de Natal e até quem vá à Missa do Galo! E não é por isso que no dia 24 vamos todos  deixar  de comer uma bacalhauzada e beber uns copos.

 

Mas, do meu ponto de vista agnóstico e em certa medida anti-religião, isto até faz algum sentido: como pode alguém que acredita em Deus poder admitir que esse mesmo Deus tenha tido um filho na Terra, e consiga viver com isso?

 

(Isto é um bocado para o pagão)

 

 

 

«Nas casas de saúde também há muita gente que diz que é Napoleão ou Júlio César» (*)

por josé simões, em 22.09.08

 

"Já pensaram na pachorra que é preciso para ser Deus? Lidar com toda a humanidade ao mesmo tempo deve ser horrível. É que Deus tem de conviver com todo o tipo de pessoas. Neste caso é mesmo todo o tipo de pessoas. Não há dúvida que Deus tem de ser Deus só para conseguir suportar ser Deus."

 

João César das Neves no Diário de Notícias

 

(*) O título do post é roubado a Alberto João Jardim

 

(Foto EPA via Dayli Telegraph)

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 26.05.08

 

“ignorar a possibilidade de Deus é como desinteressar-se da existência do pai, benfeitor ou patrão, senhorio ou polícia. E se Ele aparece?”

 

João César das Neves no Diário de Notícias

 

(Link)

 

 

 

Abandona(r)do por Deus

por josé simões, em 24.05.08

 

 

“Abandonei Deus várias vezes”

 

Paulo Teixeira Pinto (PTP) na Única do Expresso

 

Fui até à casa de banho olhar-me no espelho. Fiz um rewind à minha existência. Reli a entrevista de Paulo Teixeira Pinto. Olhei – com olhos de ver – para o seu (PTP) way of life. Concluí: não que tenha abandonado Deus; não  que Deus me tenha abandonado; mas, que nunca sequer se dignou a olhar para mim. Sem a menor sombra de dúvida!

 

(Ao que se chama nascer com o cu virado para a Lua; ou uma possível explicação para o meu agnosticismo militante)

 

(Foto de Wade Griffith)

 

“Está a cair pão!”

por josé simões, em 18.02.08

 

A propósito da “caldeirada” de água (à Setúbal) que hoje caiu, e que deixou a cidade como a imagem mostra; e por ter ouvido na paragem do autocarro, da boca de uma senhora que estava ao meu lado, o comentário “Chove que Deus a dá!” (estranha forma esta que Deus arranjou para dar…), recupero aqui um poema de José Gomes Ferreira, que me saiu na oral de Português do 9.º ano em oitentas do século passado, da forma mais estranha que se possa imaginar.
 
Chega o sotôr ao exame, chama aqui o ilustre e diz: “Faça o favor de abrir o livro numa página “ao calhas”; “assim seja” pensei eu; e melhor o fiz. Saiu-me o belo do Zé Gomes na rifa:
 
 
                                       Dia de chuva na cidade
                                       triste como não haver liberdade.
 
                                       Dia infeliz
                                       com varões de água
                                       a fecharem o mundo numa prisão.
                                       E alguém a meu lado com voz múrmura que diz:
                                       “ está a cair pão.”
 
                                       Ah! que vontade de gritar àquela criança seminua
                                       sem pão nem sol de roupa:
                                       “ Eh! pequena! Deita-te na rua
                                       E abre a boca…”
 
(A foto é de um amigo que, há falta de melhor para fazer, andou a manhã pela cidade de máquina fotográfica na mão)