Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Descubra as diferenças

por josé simões, em 17.03.16

 

sherry knutson.jpg

 

 

«Governo fez as contas e atribuir os extintos passes "4-18" e "sub 23" a todos os jovens portugueses, independentemente das respectivas condições socioeconómicas, "custaria 20 milhões de euros", diz o ministro do Ambiente »


«Governo dá 17 milhões aos taxistas [...]. Segundo eles, [os taxistas] o Governo dá "um pacote que pode ir até aos 22 milhões»


[Imagem]

 

 

 

 

||| Em nome do Pai

por josé simões, em 17.06.15

 

no logo.jpg

 

 

Já tínhamos uma Bíblia da anti-globalização selvagem, pelo capitalismo das marcas e das corporações. Agora temos um Papa anti-globalização selvagem, contra o Governo global das multinacionais. E um Papa com uma Bíblia na mão é outra loiça.


[O livro é meu, a imagem é minha]

 

 

 

 

|| Revealed – the capitalist network that runs the world

por josé simões, em 24.10.11

 

 

 

«[…] revealed a core of 1318 companies with interlocking ownerships (see image). Each of the 1318 had ties to two or more other companies, and on average they were connected to 20. What's more, although they represented 20 per cent of global operating revenues, the 1318 appeared to collectively own through their shares the majority of the world's large blue chip and manufacturing firms - the "real" economy - representing a further 60 per cent of global revenues.

 

When the team further untangled the web of ownership, it found much of it tracked back to a "super-entity" of 147 even more tightly knit companies - all of their ownership was held by other members of the super-entity - that controlled 40 per cent of the total wealth in the network. "In effect, less than 1 per cent of the companies were able to control 40 per cent of the entire network," says Glattfelder. Most were financial institutions. The top 20 included Barclays Bank, JPMorgan Chase & Co, and The Goldman Sachs Group.»

 

[Mais]

 

 

 

 

 

 

Chicago Boys

por josé simões, em 18.11.08

 

Fazendo de conta que até nem percebi que as declarações vinham carregadas de ironia direccionada ao suposto autismo e teimosia de José Sócrates, mas que lhe saíram (mais) um tiro no pé. Subitamente o país inteiro perdeu o sentido de humor…

 

Fazendo de conta que o tiro no pé foi precisamente porque Manuela Ferreira Leite deixou cair nas entrelinhas que, se um dia for Governo, não contem com ela para nada, porque fazer reformas contra as corporações em Portugal, é tarefa impossível. Um inesperado laivo de sinceridade-compreensiva para um futuro fracasso das reformas empreendidas por este Governo.

 

Fazendo de conta tudo isto, pode a líder do PSD tocar a arrebanhar no seu partido os discípulos dos Chicago Boys (que os há) , e começar desde já a preparar na sombra a alternativa à governação. Podemos depois voltar todos para as ruas a gritar “Portugal não será o Chile da Europa!”