Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Das acções determinantes das mulheres

por josé simões, em 23.03.09

 

 

 

"a História regista quase exclusivamente as conquistas dos homens, quando na realidade uma parte importantíssima se fica a dever a acções determinantes, perseverantes e benéficas realizadas pelas mulheres"

 

Palavras bonitas de serem ditas pela boca de quem escreveu o Monitum na pele de Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, e agora Sumo Pontífice de uma igreja em que o papel atribuído às mulheres pouco mais é que cantar nas homilias, limpar o templo, colocar flores no altar e recolher as esmolas.

 

Compreendi-te!

 

(Imagem de Michelle V. Agins via The New York Times)

 

 

 

Um Portugal que já não existe (pensava eu)

por josé simões, em 17.02.09

 

 

Leio no Público (link só para assinantes) que um tal de João Gomes pôs a circular por aí um abaixo-assinado com o objectivo de devolver à ponte 25 de Abril o nome original de Ponte Salazar. E que o senhor até tem sítio na net (não é defeito é feitio, mas não escrevo o link nem para assinantes) dedicado à causa, não da ponte, mas de Salazar himself.

 

Ora eu nestas coisas dos nomes e da História até tenho uma atitude muito british, as coisas são como são e como foram e não se muda nada e prontes. Mas não é por isso que eu venho aqui.

 

Diz o tal senhor a-morrer-de-saudades-pelo-ditador-de-Santa-Comba que «quando andou na Mocidade Portuguesa, aprendeu “uma série de coisas boas”. “Como as meninas aprendiam a bordar, por exemplo.”». E permito-me acrescentar, casavam virgens, namoravam à janela, usavam um lenço a cobrir a cabeça, não usavam calças e andavam em escolas separadas dos meninos; as que andavam. Porque mulher digna do nome de mulher não tinha nada a fazer na escola; estava ali para precisar de homem e em silêncio, porque quem geme durante o acto sexual são as putas, como é sabido.

 

Agora, sff, descubram as diferenças entre os saudosos tempos do senhor João Gomes e os não menos saudosos tempos do Deputado da Nação.

 

(Foto via Wellcome Library)