Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Tabuada Escolar Ratinho

por josé simões, em 17.07.20

 

tabuada escolar ratinho.jpg

 

 

Em 2006 as escutas do caso Portucale apanham uma conversa entre Paulo Portas e Abel Pinheiro onde se discute a sucessão e é feita referência a um banco apontado como parceiro do CDS em vários projectos.

Este banco, que não foi nomeado, estaria disponível para pagar uma parte do salário - equivalente ao de primeiro-ministro, do líder sucessor de Paulo Portas - Luís Nobre Guedes, Pires de Lima ou Telmo Correia, os nomes em cima da mesa.

 

Em 2014, já Paulo Portas vice-primeiro-ministro, vem a público que em 2004, dois anos antes das escutas, Paulo Portas, então ministro da defesa, tinha exigido a inclusão do BES no consórcio dos submarinos além de ter permitido que a proposta de financiamento do consórcio de bancos fosse revista em alta, tendo as margens de lucro (spread) aumentado de 0,19% para 0,25%.

 

Entre 2011 e 2014, os anos do "apagão fiscal" relativo às transferências para offshores,  do CDS Paulo Núncio metido por Paulo Portas à frente da secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais, ocultou empresa que levou à queda do BES, a "caixa negra" do GES.

 

Ele há coincidências que parecem coisas arquitectadas de propósito e com o intuito de manchar e denegrir o bom nome das pessoas e instituições.

 

 

 

 

"Desconfinar o patriotismo"

por josé simões, em 11.06.20

 

salazar.jpg

 

 

A partir deste dia, 25 de Abril de 1974, quando o patriotismo foi confinado, deixou de haver o desfile dos mutilados, das viúvas e dos órfãos, das mães carregadas de luto, para receberem uma medalha no Dia da Raça no Terreiro do Paço. O Chicão, que já morreu e não sabe, cheira mal que tresanda.

 

 

 

 

"O Coração das Trevas"

por josé simões, em 09.06.20

 

1 (1).png

 

 

2 (2).png

 

 

Statement by former EU Council President Herman Van Rompuy in reaction to Austrian ex-Chancellor’s Wolfgang Schüssel’s words about EPP President Donald Tusk’s role in stopping the work of the Evaluation Committee on FIDESZ’s membership in the EPP.

 

 

3 (1).png

 

 

"O Coração das Trevas" ou os verdadeiros democratas do Partido Popular Europeu.

 

[Via]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 07.06.20

 

palhaço.jpg

 

 

"Negar um barrete dos forcados de Évora é negar a tradição e a cultura portuguesa". JP pede demissão da ministra da Cultura.

 

 

 

 

100 anos depois

por josé simões, em 27.05.20

 

a.jpg

 

 

Existe marxismo cultural em Portugal

 

[Bolchevismo cultural]

 

 

 

 

Para o anedotário da política nacional

por josé simões, em 20.05.20

 

chicao.jpg

 

 

Percebem agora porque é que o senhor Melo ficou ofendido disfarçado de incomodado por o senhor Sobral o ter tratado por sr. Melo? Não foi propriamente por ter preterido o extenso em favor da abreviatura.

 

[Print screen da imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 05.05.20

 

clown (2).jpg

 

 

"A utilização do referido excerto de seis minutos, argumentou o eurodeputado do CDS, era um exercício de destilação de “ideologia”, “transformando alunos em cobaias do socialismo”, e “uma aviltante e ignóbil revolução cultural em marcha que pais sem recursos não podem evitar”

 

CDS critica escolha de Rui Tavares para telescola e exige intervenção do Governo

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

A favor: PS, PSD, BE, PAN e CDS

por josé simões, em 03.05.20

 

Decreto do Presidente da República n.º 20-A 2020.jpg

 

 

Portanto a CGTP, central sindical afecta ao partido que votou contra o prolongamento do estado de emergência - o PCP, organiza uma manif no Dia do Trabalhador com base no decreto presidencial aprovado no Parlamento com os votos a favor dos partidos que estavam contra a realização da manif. Confusos?

 

 

 

 

Quarenta e sesis anos do 25 de Abril resumidos num óbito

por josé simões, em 29.04.20

 

freitas - soares.jpg

 

 

O Partido Socialista, "pai" da direita em democracia, que aproveita todas as oportunidades para "morder" o PS e a democracia. Morreu o CDS que inventou o slogan do fundador do PS candidato presidencial. Quarenta e seis anos do 25 de Abril resumidos num óbito.

 

 

 

 

"Lições de democracia"

por josé simões, em 25.04.20

 

 

 

"O CDS não aceita lições de democracia", by Telmo Correia, o deputado vitalício do CDS no Parlamento. Desde que nos lembramos que vemos o CDS a querer dar lições de democracia aos outros, nomeadamente aos que lutaram pela democracia enquanto o CDS desfrutava da "situação", contra o "reviralho", no Estado Novo.

 

 

 

 

Quem não os conhece que os compre

por josé simões, em 18.04.20

 

 

 

Gajos que em plena pandemia Covid 19 querem "reabrir" a economia indignados porque o Parlamento vai assinalar o 25 de Abril, data que nunca comemoraram.

 

 

 

 

Continuamos sem perceber o problema do CDS com o dia da liberdade?

por josé simões, em 16.04.20

 

cds (1).jpg

 

 

No debate sobre o prolongamento do "estado de emergência" o CDS, por João Almeida, disse que não achava bem o Parlamento reunir-se para comemorar o 25 de Abril quando os portugueses tinham sido proibidos de celebrar a Páscoa em família e, como falou primeiro, roubou esta parte ao Ventas do Chaga que assim teve de rebuscar outra palermice de última hora. Um Parlamento reduzido à mínima fracção, por via das medidas de distanciamento social e do exemplo que é preciso passar, e uma Páscoa em família, com milhares em êxodo pascal a enxamear as estradas, alegremente de norte para sul, de sul para norte, do litoral para o interior, do interior para o litoral e, estivessem os hotéis e restaurantes a todo o vapor, as fronteiras abertas, até havia quem tivesse família no sul de Espanha, mesmo com casa encostada à praia. O mui famoso vírus-express. João Almeida [e o CDS], que nunca usou um cravo nas sessões comemorativas, frustrado por não ter havido beijo comunitário aos pés do crucifixo, depois de na sessão que votou o primeiro "estado de emergência" ter aparecido em modo circo presidencial sul-americano de máscara na cara. Percebem o problema do CDS com as tradições religiosas ou continuamos sem perceber o problema do CDS com o dia da liberdade?

 

[Imagem

 

 

 

 

Coluna vertebral de plasticina

por josé simões, em 15.04.20

 

trapezista (1).jpg

 

 

Os que apontavam falta de patriotismo nas críticas ao Governo da direita radical durante os idos da troika, da miséria, do desemprego e da emigração, da austeridade imposta pelo fanatismo ideológico, a eito e por cima de toda a folha, "ai aguenta, aguenta", "não sermos piegas", são os que agora criticam o Governo a braços com uma situação ímpar de pandemia à escala global, para a qual nenhum governo no mundo estava preparado e onde cada dia é um dia diferente na aprendizagem com os erros próprios e os erros dos outros, e não só o criticam como acham que é patriótico criticar. O Samuel Johnson é que os topou quando escreveu que "o patriotismo é o último refúgio de um canalha".

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"Qu'ils mangent de la brioche" *

por josé simões, em 18.03.20

 

cds.jpg

 

 

Diz-me com quem te preocupas. O problema do CDS não é a quebra brutal de rendimento dos trabalhadores com a entrada em vigor do layoff, não. O problema do CDS, disse-o Telmo Correia no plenário do parlamento que aprovou o "estado de emergência" , é o montante previsto para o layoff ser insuficiente para as empresas. Os trabalhadores perdem poder de compra e ficam com a corda na garganta em regime de layoff? Comam brioche.

 

[Na imagem cartaz do CDS durante o PREC]

 

* Qu'ils mangent de la brioche

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 18.02.20

 

Albert Fratellini (1956).jpg

 

 

Chico Francisco, líder do CDS que se orgulha de ser o único partido historicamente contra a "Constituição socialista", invoca a Constituição como argumento contra a morte medicamente assistida.

 

[Imagem]