Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Portugal, perdão, a Mala da Verdade

por josé simões, em 11.08.09

 

 

 

Ou uma concepção muito sui generis do que é foro público e do que é foro privado onde, «150 mil euros que o deputado» enquanto deputado «alegadamente recebeu em 2002, em envelopes e malas, dos empresários da construção civil Virgílio Sobral de Sousa e Jorge Silvério, na campanha das eleições para a liderança da distrital do PSD de Lisboa, que acabou por vencer» são «casos de natureza privada».

 

O que, e olhando à forma como as listas foram elaboradas, com a Querida Líder a ter direito de veto sobre as decisões do colectivo partidário, não espanta ninguém: o PSD é um partido do foro privado que usa – e bem – o foro público.

 

Ou talvez nem seja bem isso porque a senhora, como é sabido, «enreda-se… tropeça… Manuela Ferreira Leite tem direito a uma interpretação especial» da sua interpretação especial do país e da política.

 

(Imagem de Teri Tatcher fanada no The Sun)

 

 

 

 

|| O Jogo da Mala

por josé simões, em 10.08.09

 

 

 

As eleições são a 27 de Setembro e o julgamento tem data marcada para 27 de Outubro. São exactamente 30, os dias entre as duas datas.

 

Assim de repente lembrei-me da Constituição da República Portuguesa e do seu Artigo 157.º - Imunidades. Ou então desta feita aparece com os maxilares engessados para não falar

 

(Na imagem Ohare Customs via Chicago Tribune)