Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Desassossego mas calma aí

por josé simões, em 13.06.12

 

 

 

Desassossego, e todos os dias, é o que milhares de pessoas fazem, nos blogues, no Twitter, no Facebook, nas empresas, nas escolas, nas associações e colectividades, nos empregos, nas situações mais simples do dia-a-dia, sem data marcada e sem organização controleira e sem baias programáticas aprovadas em reunião de executivo camarário. Anunciar um "Dia do Desassossego" para uma plateia composta por personagens - personagens e não personalidades, como Mário Soares, Maria Barroso, Manuela Eanes, António Costa, Francisco José Viegas, Gabriela Canavilhas, Jerónimo de Sousa, Vasco Graça Moura e Nuno Júdice, a nata da nata dos sossegados do sistema, só pode ser piada de mau gosto. Ou nem por isso. Afinal Saramago morreu militante e crente de um partido estalinista.

 

[Sid Vicious mugshot na imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Uma questão de “bicos”

por josé simões, em 11.03.10

 

 

 

Ainda que por razão diversa, eu também acho rasca, absurdo e estúpido que uma derrapagem de 1, 655 milhões de euros, saídos directamente – e sem passar pela casa da partida (Monopoly rules) - dos impostos pagos pelos contribuintes portugueses seja motivo de polémica.

 

Tão rasca, tão absurdo e tão estúpido que se Portugal fosse um país a sério nem estes “bicos” se faziam nem a questão se colocava.

 

(Imagem de Gaudenzio Marconi)