Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| "ninguém está acima da lei e que o tempo da impunidade acabou"

por josé simões, em 16.02.15

 

Otelo Saraiva de Carvalho.jpg

 

 

Impressionante é o silêncio , o silêncio ensurdecedor, da direita da 'marcha do arco e balão da governação', do 'sentido de Estado' e da defesa do 'Estado de direito', de dedo em riste apontado ao COPCON, a baptizada 'polícia política do PREC', e ao Otelo Saraiva de Carvalho dos mandatos de detenção assinados em branco. Mesmo aqueles que não eram nascidos na altura e que emprenharam pelas orelhas de ouvir contar lá em casa, activistas na bloga e no feiçe coise e no tuita, técnicos e especialistas nos ministérios e secretarias de Estado, assalariados do dinheiro do contribuinte. "ninguém está acima da lei e que o tempo da impunidade acabou" e parece que há um problema com a separação de poderes e com o Estado de direito se o PS ganhar as eleições.

 

 

 

 

||| Pediu dinheiro a um amigo

por josé simões, em 13.12.14

 

hearing and seeing machine.jpg

 

 

«José Sócrates escutado a pedir dinheiro a amigo» e devia, logo logo logo de seguida, ter pedido pareceres a dois juristas da Faculdade de Direito de Coimbra [dois doutores de Coimbra, meu Deus!], se próximos do PSD de Passos Coelho tanto melhor, a escudar-se no "bom princípio geral de uma sociedade que quer ser uma comunidade – comum unidade –, com espírito de entreajuda e solidariedade", e se fosse escutado a pedir os pareceres tanto melhor ainda.


Querem que a gente acredite na justiça? Nem que peçam "por favor!".


[Imagem]