Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

CSI Rosário Teixeira, Capítulo II

por josé simões, em 17.04.18

 

miss marple.jpg

 

 

Primeiros: levámos com a primeira parte. José Sócrates vítima às mãos de Rosário Teixeira, acossado, a defender-se com unhas e dentes frente ao totalitarismo do poder judicial não eleito. Segundos: levamos com a segunda parte, uma reviravolta ao melhor estilo de Hollywood, José Sócrates, o manhoso, corrupto, corrompido, que enriqueceu no exercício do cargo de primeiro-ministro à conta da cousa pública que jurou defender e desempenhar, "pela minha [dele] honra".  "A investigação deduz" e "O Ministério Público pensa". "O Ministério Público acredita" e "a investigação calcula". Ok, demos de barato que o Sócras foi corrompido, arrecadou milhões de euros, que é um gastador compulsivo [que é], "que quem cabras vende...", em quem os totós acreditam piamente na inocência. E votam no homem, de tal forma que até pode ser candidato à Presidência da República e ganhar. [A história das compras do livro não é para aqui tida nem achada porque se limitou a fazer o que as editoras de música faziam nos 80s, com compradores de singles e LP's cirurgicamente distribuídos pelas lojas que contavam para o Top + por forma a manter o artista nos primeiros três lugares fo top. I just called to say i love you, lembra-se?]. Adiante."A investigação deduz" e "O Ministério Público pensa". "O Ministério Público acredita" e "a investigação calcula". Ok, até aqui estamos no nível da dedução. do "pensismo" [de pensa], da apreciarão [estima], e do cálculo. Ok. Então e o Ministério Público tem provas? E a investigação tem provas irrefutáveis? A + B? 1 + 1 = 2?. Pois. Daí a novela interminável com as fugas ao segredo de justiça todos os dias nas primeiras páginas do Correio da Manha [sem til]. José Sócrates até já é culpado e condenado no affair Vale do Lobo apesar da acusação ter deixado cair a acusação. Daí as gravações vídeo dos interrogatórios com o título de "investigação jornalística" na SIC e da SIC Notícias. E agora já está julgado e condenado. E agora se um juiz se atrever a dizer que isto é tudo muito bonito mas são tudo suposições e conjecturas, provas não as há, relação causa-efeito tampouco.. E agora se um juiz resolver absolver o Sócras, como é que fica o desgraçado [com o devido respeito ao Meritíssimo]? E isto é com o Sócras, um ex-primeiro-ministro, uma figura pública. E se fosse consigo, e se fosse contigo?

 

Capítulo I

 

[Miss Marple na imagem]

 

 

 

 

CSI Rosário Teixeira

por josé simões, em 16.04.18

 

columbo.png

 

 

Não sei se foi por ter passado muito tempo a ver séries e filmes 'amaricano's sobre investigação criminal e julgamento em tribunal, que não nas páginas dos tablóides, pensava eu, na minha santa ignorância, que uma acusação em tribunal era baseada em provas irrefutáveis e não em especulações e suposições. E também, pelo muito tempo que passei a ver séries e filmes 'amaricanos', sou levado a concluir que, num tribunal 'amaricano', os senhores Rosário Teixeira e Calex era corridos para fora do tribunal pelo juiz sem sequer tocarem com os pés no chão. À parte uma coisa inexplicável que foi o favor que a televisão do militante n.º 1 fez a José Sócrates com o "trabalho jornalístico" assente única e exclusivamente em meter no horário nobre o ex-primeiro-ministro aos berros perante o procurador, ladeado pelos advogados que se limitavam a pedir calma, enquanto tentava desmontar uma acusação assente em nada, vamos acabar todos, contribuintes, a pagar uma indemnização choruda a José Sócrates por condenação do Estado português, em última instância, pelo Tribunal Europeu.

 

[Na imagem]

 

 

 

 

O dia em que caiu por terra a teoria do amigo do Sócras

por josé simões, em 02.03.17

 

Rin Tin Tin.bmp

 

 

Procurador suspeito de corrupção emprestou dez mil euros ao juiz Carlos Alexandre

 

"o juiz aludiu à forma bem vestida como o amigo se apresentava, ao facto de ter comprado um carro novo e de o filho se encontrar a estudar nos Estados Unidos como motivação para ter aceite o empréstimo que ele lhe oferecera". Há aqui um padrão, o senhor doutor, o senhor banqueiro, bom aspecto, boas roupas, bom trato, posição social, a palavra do cavalheiro que vale mais que papel assinado, respeitinho é muito bonito, primus inter pares, Salazar 50 anos depois, o triunfo da forma sobre o conteúdo, Pavlov's Dog.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

 

Credibilidade

por josé simões, em 02.02.17

 

chema madoz.jpg

 

 

A credibilidade da investigação criminal mede-se pelos anos, longos anos, a ouvir dizer nas televisões e a ler nos jornais em julgamentos e condenações públicas que "o ministério público acredita" e nunca ouvir dizer "o ministério público tem provas", já não digo irrefutáveis mas pelo menos provas.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Ora vamos lá a saber

por josé simões, em 18.09.16

 

brooklyn-street-art-spy-ian-cox-nuart-stavSPY. NUA

 

 

A entrevista concedida pelo honesto, sóbrio e austero "O que é aquilo? É um avião? É o Super-Homem? Não, é o Super-Juiz Carlos Alexandre" à televisão do militante n.º 1 e ao jornal do militante n.º 1 que, e para o caso em concreto e nas circunstâncias actuais e pela tambiquice subjacente, será sempre o jornal do militante n.º 1 e a televisão do militante n.º 1, foi a pedido do dito cujo Super-Juiz ou foi uma fezada de uma básica aprendiz-estagiária de jornalismo destacada para o Instituto de Medicina Legal para cobrir [salvo seja] os óbitos e que se viu sem saber ler nem escrever com uma furo nas unhas? Não parecendo a resposta a isto ajuda muito a perceber tudo o resto


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

Portugal, século XXI

por josé simões, em 09.09.16

 

Marc Johns.jpg

 

 

Um juiz, senhor, doutor, meritíssimo, que se refere a fulano, beltrano, sicrano como "o engenheiro", cão, barão, e não por senhor ou cidadão.


[Imagem]

 

 

 

 

tu-ru tu-ru tu-ruuuuu... tu-ru tu-ru-turu, a banda sonora dos X Files

por josé simões, em 08.09.16

 

 

 

Os nossos cortes salariais começaram logo com "o engenheiro José Sócrates" primeiro-ministro. Não tenho amigos, nem herança, nem família, tenho de trabalhar para pagar as contas. Ainda "o engenheiro José Sócrates não era primeiro-ministo. E o prazo do "inquérito" está na deadline. Numa entrevista a citar Orwell e que começa na porta da igreja na saída da procissão. É uma questão de Fé e não há a "delação premiada", como no Brasil, para confirmar a nossa fé, que Deus é brasileiro, e poupar massa cinzenta na investigação criminal, como no CSI na FOX Crime. Podia ter ido para padre foi para juiz. Vocações. Não sou uma pessoa de quem devam ter medo. No país onde alguém pode estar 1 ano preso sem saber do que é acusado.


tu-ru tu-ru tu-ruuuuu... tu-ru tu-ru-turu, a banda sonora dos X Files.


Tenham medo, muito medo. Começou com extra-terrestres, acabou com o Cancer Man. Os X Files.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O populismo explicado às criancinhas e outros analfabetos

por josé simões, em 07.09.16

 

Donal Trump WC.jpg

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa faz uma inédita presidencial visita ao DCIAP [Departamento Central de Investigação e Acção Penal] dias depois de ter abrilhantado o circo "Abertura do Ano Judicial" com a peregrina proposta "à organização da Justiça o que é da Justiça, à política o que é da política", os políticos e os agentes políticos que deixem a organização da Justiça para os juízes, advogados e ilhas adjacentes, e na véspera do "O que é aquilo? É um avião? É o Super Homem? Não, é o Super Juiz Carlos Alexandre" com a corda na garganta por os prazos para a investigação não serem ad aeternum e de José Sócrates nada além da condenação na primeira página do Correio da Manha [sem til] dar uma entrevista à televisão do militante n.º 1.


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

||| É um pássaro? É um avião? É o Super Homem!

por josé simões, em 15.12.15

 

Superman.png

 

 

Quando José Sócrates, de recurso em recurso, chegar à condenação do Estado português no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, quem paga a indemnização é Batman Carlos Alexandre, o Robin Rosário Teixeira, ou o suspeito do costume, o Superman José Povinho?

 

 

 

 

||| Tipografia em Delfos

por josé simões, em 24.02.15

 

cm.png

 

 

 

 

||| "ninguém está acima da lei e que o tempo da impunidade acabou"

por josé simões, em 16.02.15

 

Otelo Saraiva de Carvalho.jpg

 

 

Impressionante é o silêncio , o silêncio ensurdecedor, da direita da 'marcha do arco e balão da governação', do 'sentido de Estado' e da defesa do 'Estado de direito', de dedo em riste apontado ao COPCON, a baptizada 'polícia política do PREC', e ao Otelo Saraiva de Carvalho dos mandatos de detenção assinados em branco. Mesmo aqueles que não eram nascidos na altura e que emprenharam pelas orelhas de ouvir contar lá em casa, activistas na bloga e no feiçe coise e no tuita, técnicos e especialistas nos ministérios e secretarias de Estado, assalariados do dinheiro do contribuinte. "ninguém está acima da lei e que o tempo da impunidade acabou" e parece que há um problema com a separação de poderes e com o Estado de direito se o PS ganhar as eleições.

 

 

 

 

||| Dito de outra maneira

por josé simões, em 04.02.15

 

james-clar-associates-the-rat-race.jpg

 

 

Lamenta profundamente não poder silenciar todos aqueles que se insurgem contra as arbitrariedades e as injustiças da justiça, mesmo com a prisão preventiva aplicada como lei da mordaça.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Daqui por uns anos

por josé simões, em 03.02.15

 

404-error.gif

 

 Quando daqui por uns anos, muitos e longos que as anedotas são de alentejanos mas quem tem o proveito é a justiça do Minho ao Algarve, José Sócrates ganhar uns milhões de euros de indemnização depois de recurso atrás de recurso que, invariavelmente, termina no Tribunal Europeu, por causa de um processo mal-amanhado, mal fundamentado, mal investigado e que não deu em nada a não ser em dores de cabeça para o próprio e mais um ror de gente e os tempos que passou à sombra atrás das grades, quem é que paga o pilim? O erário público aka o bolso do contribuinte aka o Estado, ou o bolso do juiz Carlos Alexandre, a meias com o bolso do Procurador Rosário Teixeira, com uma "vaquinha" de ajuda dos meritíssimos Agostinho Torres, Mouraz Lopes e outros?

 

 

 

 

||| Normalidade democrática

por josé simões, em 03.02.15

 

just us.jpg

 

 

Os problemas da Justiça em Portugal já não são de ontem, nem sequer de hoje, são de quando os meretíssimos senhores juízes fizeram a transição da ditadura dos tribunais plenários para a democracia do Estado de direito como se nada de especial se tivesse passado.


[Imagem]

 

 

 

 

||| O[s] Verdadeiro[s] Artista[s]

por josé simões, em 04.01.15

 

RKO clown Toto distributes cardboard Easter bunnie

 

 

«O procurador do Ministério Público, Rosário Teixeira, e o juiz de instrução criminal, Carlos Alexandre, estarão convencidos que as entrevistas dadas por José Sócrates à comunicação social são uma forma de reproduzir o que foi dito em interrogatório judicial, logo, um exemplo claro de violação de segredo de Justiça.»


Adenda: O Título do post era para ter sido ROTFL


[Imagem "RKO clown Toto distributes cardboard Easter bunnies packed with lollipops from W.T. Grant Company at UW Children's Orthopedic hospital, 436 N. Randall Street.(1932)"]