Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ler o Avante!

por josé simões, em 10.04.08

 

Leio hoje no Avante! um artigo assinado por Gustavo Carneiro sobre a venda do órgão oficial dos comunistas portugueses em Moura, e intitulado «As voltas que o Avante! dá».
 
Esta leitura traz-me à memória um ex-colega de trabalho, militante do PCP que comprava religiosamente todas as semanas 7 – sete – 7 Avantes!”. Um por cada um de nós. Após uma vista de olhos à primeira e última página, eram religiosamente guardados na última gaveta da sua secretária. Até à semana seguinte, quando o camarada-vendedor aparecia. Quando a gaveta ficava cheia; lixo com eles. Um ritual que se repetiu durante anos, até à reforma.
 
O mesmo vendedor do Avante! na empresa, foi também, o vendedor da “saudosarevista Vida Soviética. Conseguiu até ganhar o prémio de uma viagem à então União Soviética por ter sido o melhor vendedor da revista a nível nacional! O meu colega comprador de “Avantes!”, não comprava uma por cada um de nós, mas mais que uma comprava.
 
Por isso não posso deixar de sorrir ao ler:
 
“Vender dez Avantes numa freguesia do Baixo Alentejo até poderia não ser um muito bom cartão de visita nem motivo merecedor de reportagem. Mas se se disser que há menos de um ano não se vendia nem um, as coisas mudam de figura”
 
O problema do PCP é que o Avante! vai-se vendendo; mas… e lendo? Pois. A grande maioria dos leitores de Avante! são os outros; os que o fazem on-line. Aqueles que estão imunes à mensagem que os comunistas portugueses tentam passar.
 
(Imagem roubada ao Arrastão)