Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Habitação, Saúde, Educação, só há liberdade a sério quando houver

por josé simões, em 06.07.19

 

lei bases sns.jpg

 

 

Em Maio de 1979 a Assembleia da República aprovava com os votos contra da direita - PSD e CDS, o projecto de lei n.º 157/1 sobre as Bases Gerais do Serviço Nacional de Saúde que havia de consagrar um dos melhores serviços nacionais de saúde do mundo, apesar dos cortes orçamentais, das tentativas de desmantelamento em favor de interesses privados que fazem do direito à saúde um negócio, das malfeitorias de que tem sido vítima até aos dias que correm.

 

Em Julho de 2019, 40 anos depois, a Assembleia da República, outra vez com os votos contra da direita - PSD e CDS, aprova a primeira Lei de Bases da Habitação. Daqui para a frente vai ser história.

 

[Habitação, Saúde, Educação, só há liberdade a sério quando houver]

 

 

 

 

Da (a)normalidade democrática

por josé simões, em 19.06.19

 

 

 

O nível intelectual, e o respeito pela figura de deputado e pela instituição Assembleia da República, de um deputado eleito que numa comissão parlamentar de inquérito se entretêm a filmar o inquirido enquanto faz gifs para o Twitter com piadolas pontuadas por smiles ":-)".

 

Vitor Constâncio está novamente na Comissão de Inquérito à CGD para prestar depoimento. Começou pela teoria da "cabala", cartilha que já conhecemos de outros momentos. Hoje começou literalmente aos papéis :)

 

Duarte Filipe Batista de Matos Marques deputado eleito do PSD pelo círculo eleitoral de Santarém no Twitter.

 

 

 

 

"É tudo um putedo"

por josé simões, em 28.05.19

 

trapezista (4).jpg

 

 

Passam uns quantos cheques sem cobertura e têm o nome escarrapachado no sítio do Banco de Portugal e impresso em papel atrás do balcão de todas as lojas do país.

Atrasam-se num pagamento, qualquer que seja o motivo, que o Fisco só vê números de contribuinte não vê corações, e ficam com o nome em exposição no online das Finanças.

Injectamos 23,8 mil milhões na banca nos últimos 12 anos e a lista dos ladrões é "segredo de Estado", não autorizada a consulta pelo escudeiro dos banqueiros, em flagrante desrespeito pelos representantes eleitos pelas vítimas do roubo em eleições livres e democráticas, e que ainda se dão ao luxo de pagar com o dinheiro dos seus impostos o principesco salário a quem, no Banco de Portugal, devia ter por princípio último zelar pelos supremo interesse dos contribuinte e não por fechar os olhos ao fartar vilanagem dos banqueiros.

 

Como diria o malogrado "camarada" Arnaldo Matos, "é tudo um putedo".

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Gotham

por josé simões, em 12.05.19

 

António Cotrim-Lusa.jpg

 

 

Gotham

 

 

[Imagem de António Cotrim/ Lusa]

 

 

 

 

Da qualidade da democracia

por josé simões, em 10.05.19

 

berardoparlamento (1).jpg

 

 

Se as comissões parlamentares de inquérito em Portugal tivessem o mesmo peso institucional e o mesmo valor jurídico que as comissões de inquérito do Senado norte-americano os Berardos desta vida pensavam duas vezes antes de se deslocarem ao Parlamento para gozar com a cara de todos os portugueses que lhes garantem com esforço e sacrifício um nível de vida acima das suas possibilidades. [E não nos estamos propriamente a referir à foto que ilustra o texto].
 
 
 
 
 

Da qualidade da democracia

por josé simões, em 28.03.19

 

rape.jpg

 

 

Mais 40 anos de democracia e percebem que o dinheiro do contribuinte não é nenhuma casa de putas, que se pode deixar o Renault Clio em casa, já que não por respeito ao dinheiro do contribuinte ao menos que por respeito à sustentabilidade, ao ambiente e à cidade devolvida ao cidadão, e comecem a ir de transporte público ou a pé para o trabalho, como o speaker mais famoso do mundo da democracia mais antiga do mundo, sem que lhes caiam os parentes na lama, do alto do pedestal a que se alçaram, completamente desligados da realidade de quem os elegeu para os representar à sua imagem e semelhança.

 

Tal e qual as empresas privadas, onde é que já se viu?!

 

Parlamento. Só serão pagas as viagens que forem mesmo feitas

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O surpreendente hat-trick do padre Meireles capitaneado pelo Ronaldo da Igreja

por josé simões, em 27.03.19

 

futsal.jpg

 

 

O recreio na Assembleia da República com o PSD e o CDS nas funções de delegado e sub-delegado de turma.

 

 

 

 

Vamos lá a ver se a gente se entende

por josé simões, em 25.03.19

 

groucho_marx_in_duck_soup.jpg

 

 

Se o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas e os Chefes de Estado-Maior dos três ramos das Forças Armadas são nomeados pelo Presidente da República, por indicação do Governo, saído do Parlamento em eleições livres e democráticas;

Se dez dos treze juízes do Tribunal Constitucional são eleitos pela maioria qualificada de dois terços dos deputados à Assembleia da República, eleitos em eleições livres e democráticas;

Se o Presidente do Tribunal de Contas é nomeado pelo Presidente da República, sob proposta do Governo, saído do Parlamento em eleições livres e democráticas;

Se tudo isto é sinónimo de maturidade, da qualidade da democracia, da transparência e isenção da vida política, porque é que a nomeação do presidente da RTP pelo Parlamento, eleito em eleições livres e democráticas, é sinónimo de obediência a agenda política e partidarização da televisão pública?

 

 

 

 

Resumidamente foi isto

por josé simões, em 20.02.19

 

 

 

[Daqui]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 31.01.19

 

 

 

Mais um dia na vida de Assunção Cristas, uma ex-ministra de um governo que injectou mais de 1500 milhões na CGD sem fazer qualquer auditoria, que afirmou nunca ter discutido qualquer banco em conselho de ministros, e que confessou ter assinado a resolução do BES na praia e sem a ter lido.

 

 

 

 

Da qualidade da democracia

por josé simões, em 06.12.18

 

 

 

Segundo conta, já carregou no botão “muitas vezes por vários outros colegas“. Mais: “Isto não é só no PSD que acontece, é em todas as bancadas.” A deputada reforça a ideia: “Que atire a primeira pedra quem não sabe que isto acontece”.

 

 

 

 

Por um voto se ganha, por um voto se perde

por josé simões, em 27.11.18

 

Autumn Faraday.jpg

 

 

Diz o povo que "por um voto se ganha, por um voto se perde", e agora vamos todos imaginar a falta de respeito pelos portugueses e pela república, com a rebaldaria e as matrafisgas feitas na casa da democracia, algumas se calhar de pendor decisivo em diplomas e leis com implicações directas e indirectas nas vidas de milhões de portugueses, cidadãos eleitores ou não, até o PSD entrar em processo de auto-implosão com as diversas facções em conflito a denunciarem nomes, datas e situações concretas, cirurgicamente, ping-ping, para a comunicação social.

 

PSD: Feliciano Barreiras Duarte não estava no Parlamento, mas votou contra o Orçamento do Estado

 

[Imagem]

 

 

 

 

A cegueira mata

por josé simões, em 22.11.18

 

Martha Rosler.jpg

 

 

No afã órfão-saudosista do pantomineiro do pin nunca passou pela cabecinha dos inteligentes da direita radical que ao começarem uma guerra de guerrilha contra Rui Rio, por interposta pessoa José Silvano, iam abrir a Caixa de Pandora e levar por tabela.

 

José Matos Rosa estava em Cabo Verde, mas marcou presença em plenário. Duarte Marques estava no Porto mas fez log in em Lisboa. José Silvano não foi caso único no Parlamento

 

Daqui até às europeias vamos entrar no vale tudo, e não é de admirar se começarem a aparecer rabos de palha de Luís Montenegro, de Hugo Soares, ou até do próprio Passos Coelho, ressuscitado a preceito para desmoralizar aios, escudeiros e apóstolos. O que vai dar um jeito tremendo a Rui Rio, imbuído do seu desígnio terreno, a sua missão histórica em limpar o partido e o devolver ás origens. Fernando Negrão vai avisando que cabe ao eleitorado avaliar [e ao líder do partido propor quem vai a exame]. Para bom entendedor...

 

[Imagem]

 

 

 

 

Vota no Jardel Centroavante

por josé simões, em 20.11.18

 

jardel-centroavante.png

 

 

E depois é uma questão de tempo até ao populismo ou o oportunismo chico-esperto lançar uns nomes quaisquer conhecidos, ocos e correias de transmissão para fazerem figura de corpo presente, dizer que sim e assinar por baixo no Parlamento.

 

São já mais de três mil assinaturas e entre elas as do antigo presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, e do vocalista do GNR, Rui Reininho. Mas o que os une? Uma petição para a reforma do sistema eleitoral, que permita os círculos uninominais e, portanto, que os cidadãos possam escolher os candidatos preferidos às eleições legislativas.

 

[Imagem]

 

 

 

 

"Um bando de virgens ofendidas"

por josé simões, em 09.11.18

 

prostituta.jpg

 

 

O bode expiatório e a falta de respeito pelo cargo para o qual se foi eleito e pela inteligência dos eleitores.

 

[Imagem de autor desconhecido]