Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

As coisas como elas são

por josé simões, em 06.04.21

 

Kristian Jones.jpg

Na véspera o moço de recados da Presidência tinha aparecido na avença semanal que tem na televisão do militante n.º 1 a acusar António Costa de afrontar e tentar condicionar o Presidente da República, no dia a seguir "Marcelo ouve especialistas sobre aplicação da “bazuca” europeia". "Condicionar", dizem eles.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

É o que temos

por josé simões, em 01.04.21

 

Marcelo.jpg

 

 

Acordamos com as primeiras páginas "Costa enfrenta Marcelo", "Costa desafia Marcelo", lá dentro, no Público, "Costa não obedece a Marcelo" [verdade] quando, independentemente da urgência e da justeza dos apoios por que esperam 130 mil desesperados compatriotas nossos com a corda na garganta e um túnel ao fundo da luz, isso será julgado no dia das eleições, a verdade é que "Marcelo enfrentou a Constituição", "Marcelo desafiou a Constituição", "Marcelo não obedece à Constituição" que juro defender e fazer cumprir. Estas seriam as letras gordas, verdadeiras, a ilustrar primeiras páginas.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"Os accionistas da EDP precisavam de conversar consigo!"

por josé simões, em 17.03.21

 

 

 

António Costa podia ter sacudido para longe e metido tudo na ordem, preferiu carregar a suspeição em cima das costas. São opções.

 

 

 

 

Enquanto o pau vai e vem folgam as costas

por josé simões, em 11.03.21

 

x.jpg

 

 

Marcelo, que não perde uma oportunidade para se meter à frente, nem que para isso a tenha de a criar, e não estamos propriamente a falar em meter-se à frente da câmara do telemóvel, desta vez não perorou ao país. Como diz o povo, entrou mudo e saiu calado. O pau já foi, mas há-de voltar. António Costa que se prepare.

 

[Na imagem, com link, a próxima apresentação de António Costa depois da volta do pau]

 

 

 

 

Tudo farinha do mesmo saco

por josé simões, em 05.03.21

 

kkk.jpg

 

 

Um é o líder de um partido que pede o confinamento de etnias, a deportação de cidadãos nacionais, intimida professores através da exposição pública da sua identidade, ameaça jornalistas.

 

António Costa a repetir o mantra que a direita radical usa, equivaler Ventura a Mamadou para desculpabilizar o primeiro.

 

Nem André Ventura nem Mamadou Ba representam aquilo que é o sentimento da generalidade do país. Felizmente

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O circo nunca acaba

por josé simões, em 17.12.20

 

costa zaragatoa.jpg

 

 

Se Emmanuel Macron não não tivesse testado positivo a foto de António Costa no teste à Covid-19 tinha aparecido, logo nas horas seguintes, ainda dentro do período de incubação, como nunca apareceram fotos a anteceder todas as viagens que o primeiro-ministro efectuou ao estrangeiro?

 

 

 

 

"A pão e água", dizem eles

por josé simões, em 03.12.20

 

glen martin.jpg

 

 

Para aqueles que acham que o "a pão e água" tem alguma coisa a ver com a [justa] reivindicação da indústria hoteleira e restauração, a ser negociada com o Governo pelas respectivas organizações representativas.

 

"Isto é o pior fascismo de regra que conheci. Tivemos um filho da p*** assim na Jugoslávia há 17 anos, passámos 21 dias de fome e derrubámos o filho da p*** do ditador do Milosevic. Isto também tem de cair".

 

Quebra mas não parte: Ljubomir Stanisic sai do hospital, volta para a greve de fome e compara Costa a ditador jugoslavo

 

E depois de terem recebido com aplausos o Ventas do Chaga numa manif convocada para o Rossio que se dizia apartidária,  ainda se dão ao luxo de gozar com todos os portugueses que sofreram 48 anos de fascismo na pele.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Num mundo perfeito

por josé simões, em 27.11.20

 

Sem Título.jpg

 

 

Num mundo perfeito Pedro Passos Coelho tinha telefonado a Christine Lagarde e agora tínhamos o @psocialista em peso, mais os avençados e ilhas adjacentes, em pé de guerra nas "redes" e no comentário televisivo, contra a subserviência do poder político ao poder económico e a uma tecnocrata nomeada por interesses mais ou menos obscuros, enquanto ignora a Constituição de um país soberano e as decisões saídas de um Parlamento eleito em eleições livres e democráticas.

 

[António Costa no Twitter]

 

 

 

 

Ano 46 depois do 26 de Abril

por josé simões, em 21.11.20

 

salazar.jpg

 

 

Logo após António Costa ter anunciado as novas medidas contra a Covid 19, Bernardo Ferrão, alegado sub-director da SIC Notícias, aparece na televisão do militante n.º 1 a acusar o primeiro-ministro de se escudar na Lei, es - cu - dar - na - Lei. Ainda o Ferrão estava deslumbrado com a profundidade da sua análise já Rui Rio estava a dar à unha no Twitter, a tresler a Lei, de forma a que fosse proibido, por Lei, o Congresso dos comunistas a realizar no mesmo dia em que o seu colega do Chaga reúne o Conselho Nacional em concelho de risco muito elevado.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O estado da Nação, II

por josé simões, em 27.10.20

 

DANA WYSE.jpg

 

 

Malgrado a barragem de propaganda nos media, pela opinião publicada e falada nas duas semanas que antecederam o debate do Orçamento do Estado, no sentido de atribuir a culpa de uma hipotética crise política ao Bloco de Esquerda, os 30 minutos do discurso de abertura de António Costa são gastos, que é diferente de usados, a justificar-se.

 

[Imagem]

 

O estado da Nação, Capítulo I

 

 

 

 

Socorro que vem aí o diabo!

por josé simões, em 23.10.20

 

new-york-sunshine-repent-or-perish-film.jpg

 

 

Argumentar que um eventual chumbo do Orçamento do Estado pelo Bloco de Esquerda é chamar Passos Coelho - o agregador da direita, para lhe entregar o poder de volta, tal e qual o chumbo do PEC IV de Sócrates, é só má-fé argumentativa e deliberadamente ignorar que Passos Coelho foi a votos, que ganhou em eleições livres e democráticas, que nem o PCP nem o Bloco metem quem quer que seja a governar, e fazer de conta que António Costa não se meteu no buraco onde se encontra quando disse "No dia em que a sua subsistência depender do PSD, este Governo acabou" e que agora, com a cumplicidade dos media e dos paineleiros-comentadeiros com lugar cativo, atira o ónus da culpa para os ex-parceiros da 'Geringonça' e espera que se anulem e abdiquem dos seus princípios em função do Governo minoritário PS, numa espécie de TINA 2.0?

 

[Imagem]

 

 

 

 

Já chegámos à China?

por josé simões, em 14.10.20

 

1er octobre 1949  Mao Zedong proclame la fondation

 

 

Apresentar à Assembleia da República uma proposta de lei a que solicitaremos uma tramitação de urgência para que seja imposta a obrigatoriedade [...] da utilização da aplicação STAYAWAY COVID em contexto laboral, escolar e académico, nas forças armadas e nas forças de segurança e no conjunto da administração pública.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Flying Circus

por josé simões, em 17.09.20

 

flying circus.jpg

 

 

Ou somos todos burros ou afinal não passou tudo de uma brincadeira.

 

Luís Filipe Vieira retira António Costa, Fernando Medina e todos os “os titulares de cargos públicos” da comissão de honra

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 17.09.20

 

clown.jpg

 

 

Em matéria de paixões, cada um tem direito à sua contradição íntima

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

A papoila saltitante

por josé simões, em 12.09.20

 

x.jpg

 

 

António Costa, o cidadão, integra a comissão de honra do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira que, enquanto cidadão, provocou perdas de 225 milhões ao Novo Banco, cobertas pelos impostos dos cidadãos, benfiquistas ou não, gostem ou não de futebol, nas legislativas eleitores ou abstencionistas. 

 

[Imagem]