Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Quem tramou Pedro Rabbit?

por josé simões, em 30.06.22

 

danny-kaye.jpg

 

 

Ontem o ministro tinha falado em nome do Governo. Está lá tudo, é ir à box e puxar atrás. O ministro não ia falar em nome do Governo sem autorização do primeiro-ministro. E o que aconteceu é que estava tudo decidido mas não era para ser falado. Uma maioria absoluta suporta um Governo, o Governo governa e decide com base em pareceres e estudos técnicos e ambientais facultados pelas entidades competentes, o líder do maior partido da oposição ser chamado é para português ver. Ou para entalar. E era para entalar Montenegro mas saiu o Santos entalado. O que para Costa deve ser igual ao litro. Por sua vez Marcelo não tuge nem muge, afinal Costa e metade do PS apelaram ao voto nele. E o congresso do PSD que ia ser uma sessão de masturbação colectiva ganha um interesse inesperado.

 

[Luís Montenegro na imagem [not]]

 

 

 

 

"Eu gosto de mamar nos peitos da cabritinha"

por josé simões, em 30.06.22

 

Germany, 1912-1915.jpg

 

 

Pessoas que aterram em Luton e papam 45 minutos de bus até Londres, ou que aterram em Stansted e levam com mais de uma hora até Marble Arch, indignados por o aeroporto ir para Alcochete. Devem estar a gozar com os que de Heathrow até Victoria Station vão uma hora de pé no underground em hora de ponta, mind the gap, ou com aqueles que vindos de Gatwick gramam, sem respingar, uma hora e cinquenta minutos também de bus até ao dito arco de mármore.

 

Parece que agora a ideia é investir numa pista temporária no aeroporto lacustre do Montijo até o de Alcochete estar pronto lá para dois e e trinta e não sei quantos [até vão mudar a lei e tudo, não vá algum presidente de câmara ter veleidades] com um pronto, quase novo, com poucos quilómetros de serviço, como aqueles carros em segunda mão que se compram na CarNext ou na Benecar, passe a publicidade, e que serve de pouso a moscas, no meio caminho quilométrico de Lisboa a Faro, e já agora Sines, de onde se vê o canal do Panamá, como disse o outro de quem já ninguém se lembra, e ao mesmo caminho horário que os bifes, mais os estrangeiros que visitam Londres, têm de percorrer quando chegam à capital da ilha. Lembrei-me destes exemplos ingleses só porque estamos sempre a chorar que venham para o Algarve, para o turismo da pint e de fazer merda na rua, enquanto se vomitam todos, a seguir à ressaca da noite anterior passada a avermelhar ao sol no areal mais próximo, porque há mais aeroportos nas mesmas condições, noutras latitudes.

 

"Eu gosto de mamar nos peitos da cabritinha, Mamo à hora que eu quero porque a cabrita é do contribuinte"

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

De castigo

por josé simões, em 29.06.22

 

reyes_cena_gala_otan_madrid_20220628.jpg

 

 

António Costa foi isolado pelo protocolo durante o jantar oferecido pelos reis de Espanha aos chefes de Estado presentes na cimeira da NATO:

     - Por causa do falatório caso não tivesse sido convidado para a mesa;

     - Por ter peçonha;

     - Para aprender a ficar calado quando o assunto é a Ucrânia;

     - Porque era de mau tom fazer uma mesa à parte, como antigamente nos jantares de família com a mesa das crianças;

     - Por sofrer do "complexo Putin" - mesa de 6 metros

Aceitam-se sugestões.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

E não se fala mais nisso

por josé simões, em 21.06.22

 

deathbytoys.jpg

 

 

Com as urgências de obstetrícia num caos - por enquanto só estas; com a gasolina a subir todos os dias; com a inflação a fazer o fim do mês ter, para já, 40 dias; com a Euribor a ameaçar os dias de descanso de milhares de famílias, António Costa aparece todo lampeiro nas televisões a anunciar com um ano de antecedência o "aumento histórico" nas pensões para... 2023. Não se percebe muito bem esta "antecipação de lucros", ou antes, percebe-se, diz que há um gajo a ganhar quatro mil paus do contribuinte por mês para estes efeitos.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O último a saber

por josé simões, em 17.06.22

 

Friedrich Kunath.jpg

 

 

António Costa, aquele que ia ter uma carreira brilhante na Europa - "the future's so bright, i gotta wear shades", o que até mereceu raspanete de Marcelo, em tom de ameaça, no dia da tomada de posse do Governo, que anda desde a visita de Ursula von der Leyen a Kyiv a esvaziar expectativas ucranianas sobre a adesão à União Europeia, que não são favas contadas e coise, soube da visita de médico de Draghi, Macron e Scholz a Zelensky como todos os portugueses que vão a Bruxelas tirar fotos ao lado do Atomium, pela televisão, e pela televisão viu a presidente da Comissão Europeia dizer que a entrada da Ucrânia no clube é schnell, schnell. Agora só lhe resta ficar isolado no fica pé, ou engolir um sapo e dizer que o que disse não foi exactamente aquilo que toda a gente ouviu dizer. Como diria Mark Twain, "as notícias da importância europeia de António Costa eram manifestamente exageradas".

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

A pessoa mais mal formada que pode haver

por josé simões, em 01.06.22

 

gesto.jpg

 

 

Cavaco Silva aproveita o Dia da Criança para pedir desculpa pelo atraso com que felicita António Costa pela vitória nas legislativas, só possível pelas benesses do PSD e a infantilidade dos comunistas e bloquistas, e desata a escrever em como os seus governos foram bué bons, das reformas que o seus governos fizeram, algumas contra a vontade do PS, que foi ele quem inaugurou as maiorias absolutas, em como a sua pessoa foi e é importantíssima na história de Portugal e, não fora ele e os seus governos bué bons, o Costa andava hoje à nora na ingovernabilidade, por culpa das reformas que o PS não queria fazer era ele primeiro-ministro, e dá umas dicas, de borla, sobre onde e como António Costa deve reformar para ficar para a história quase como ele, Cavaco Silva. Cavaco Silva é a pessoa mais mal formada que pode haver.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Disneyland Irpin

por josé simões, em 23.05.22

 

Irpin.jpg

 

 

Mesmo dando de barato que em tempo de guerra não se limpam armas, dito de outra forma, em tempo de guerra há outras prioridades a acudir que limpar ruas e construir casas, isto apesar de sermos bombardeados todos dias com imagens onde as pessoas a seguir aos bombardeamentos russos metem mãos à obra e desatam a limpar ruas e reconstruir o que está ao seu alcance, há um padrão comum a todas as visitas de todos os chefes de Estado a Kyiv: independentemente  do ângulo em que são filmadas e fotografadas, são sempre no mesmo bairro, nas mesmas ruas, nas mesmas casas, com os mesmos carros baleados, ao ponto da jornalista da SIC, Cândida Pinto, ter dito que, um mês depois de ter deixado Irpin, reconhecia a rua e a referência de António Costa à roupa deixada no estendal pelas pessoas em fuga. Assim a modos que uma Disneyland da guerra para impressionar ocidental.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Isto é gozar com quem trabalha

por josé simões, em 10.04.22

 

pop corn.jpg

 

 

O Polígrafo foi confirmar se era mesmo verdade aquela coisa do António Costa no Parlamento, que  entre 2016 e 2019 "Portugal cresceu sete vezes mais do que nos 14 anos anteriores", para concluir ser uma afirmação falsa porque afinal no período de tempo mencionado Portugal ter crescido 28 - vinte e oito - 28 vezes mais, o dobro, o que só prova que António Costa é um mentiroso do caralho, como diz o pagode.

 

Se isto não é o Polígrafo sem a mínima noção do ridículo a gozar com quem trabalha...

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 31.03.22

 

clown.jpg

 

 

Marcelo afirma não ter indicação de que Costa pensa sair a meio da legislatura

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O ressabiado-mor da nação

por josé simões, em 30.03.22

 

Philip Lück.jpg

 

 

Marcelo, que na primeira oportunidade que lhe surgiu dissolveu o Parlamento com a desculpa esfarrapada do chumbo do Orçamento do Estado; Marcelo, que conspirou activamente para substituir Rio por Rangel na liderança do PSD; Marcelo, que contra a opinião de todos os partidos com assento parlamentar atrasou ao máximo que lhe foi possível as legislativas para dar margem à liderança laranja saída das directas que, para mal dos seus pecados, calhou a Rui Rio, é o Marcelo que aproveita o anunciado, com mais de um mês de antecedência, discurso da tomada de posse do Governo, bocejante, entediante, sem fio de jogo qual futebol da Selecção Nacional de Fernando Santos, para extrapolar a importância europeia de António Costa e ameaçar com a bomba atómica da dissolução parlamentar caso o primeiro-ministro tenha a veleidade de sonhar com um lugar na nomenclatura europeia. Marcelo o ressabiado-mor da Nação caído de beiços nas mãos de uma maioria absoluta parlamentar. 

 

[Link na imagem] 

 

 

 

 

António Costa, propaganda e dar mau nome à tropa

por josé simões, em 22.03.22

 

Jacques-Louis_David.jpg

 

 

A imagem de um pelotão no campo militar de Santa Margarida, a correr em formatura no meio da lama, de arma apontada, para António Costa ver, pela irracionalidade e nonsense, é absolutamente estúpida e dá mau nome a uma tropa, em princípio a elite que vai partir para a Roménia em missão NATO . Parece que voltámos ao tempo das guerras napoleónicas.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O Inverno de Marcelo

por josé simões, em 31.01.22

 

Screenshot 2022-01-31 at 11-21-16 gregory orekhov

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa, que conspirou e tomou partido para mudar a liderança do PSD e que já tinha o Parlamento dissolvido na cabeça  ainda antes do chumbo do Orçamento de Estado, vê-se relegado para o papel de rainha de Inglaterra, uma tortura para o intriguista-mor da Nação, que saltita de telejornal em telejornal a cada 10 minutos para falar de tudo e mais um par de botas, sem capacidade de influenciar a governação de um António Costa sem a desculpa dos parceiros de "geringonça" que lhe tolhiam os movimentos.

[Link na imagem]

 

 

 

 

Como se manipulam umas eleições. Capítulo III

por josé simões, em 28.01.22

 

41.jpg

 

 

"Tudo em aberto". O PS com 36% e o PSD com 33%. E António Costa lá atrás, com um sorriso apalermado, a espreitar por cima do ombro de Rui Rio, à frente em grande plano, em pose de estadista.

 

Como se manipulam umas eleições. Capítulo II

 

 

 

 

Burn, baby, burn

por josé simões, em 25.01.22

 

in flames.png

 

 

No day after às eleições vamos estar todos nos media e nas redes a concluir que António Costa passou tempo demais a falar de Rui Rio na campanha eleitoral?

Mais de 40 anos passados sobre as primeiras eleições livres e democráticas e continuam sem perceber que o eleitorado castiga campanhas feitas pela negativa.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Como se manipulam umas eleições

por josé simões, em 23.01.22

 

Escritos murais pós 25 de Abril, na parede da ofi

 

 

No espaço de uma semana António Costa passou de estar a três deputados da maioria absoluta, com a esquerda em maioria no Parlamento, segundo sondagem da Pitagórica, para o homem que vai atrás de Rui Rio com a direita em maioria no hemiciclo, segundo uma tracking poll num universo de 180 eleitores, apresentada por uma televisão - a CNN Portugal, ex TVI24, como se de uma sondagem se tratasse, com a imprensa com agenda, onde a fronteira entre jornalismo e comentariado não existe, prontamente a dar eco do feito, e com mobilização geral dos milhares de perfis nas redes a fazerem alarde da boa nova. Assim se inventa uma dinâmica de vitória e se manipula uma parte do eleitorado, dos indecisos aos abstencionistas.

 

[Link na imagem]