Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O capitalismo predatório explicado por ele próprio

por josé simões, em 22.06.21

 

tholden.jpg

 

 

A Altice Portugal vai proceder a um despedimento colectivo de 300 pessoas. Por culpa do Governo. Por culpa da entidade reguladora. Por culpa do atraso do dossier 5G. Por culpa do "contexto muito adverso que se vive no setor das comunicações" em ano de pandemia que originou um tráfego nunca antes visto por via do teletrabalho. Por culpa de todos os outros, trabalhadores colaboradores ou não da Altice, que continuam a trabalhar e a descontar, já que "é o único meio" que pode garantir aos trabalhadores "o acesso a medidas de protecção social, nomeadamente ao subsídio de desemprego". Ainda bem que a mais-valia para os patrões e accionistas não tem nada a ver com isto.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Empregos a dar com um pau

por josé simões, em 22.07.17

 

Joe Suzuki (1).jpg

 

 

Aparece um senhor em nome da Altice, diz que é o dono, nas televisões a falar português de Portugal, a prova provada de que é possível ficar rico a trabalhar, ou a personificação do Tio Patinhas de Walt Disney, ganhou um tostão, guardou-o numa redoma e a partir daí foi um vê se te avias, até ficar dono de um império, que veio, vieram, para Portugal para fazer investimento, criar riqueza, para os bolsos quem, não disse, para criar emprego, mas os portugueses, esses madraços, com o Governo das esquerda à cabeça, socialista, estalinistas, trotsquistas e outras coisas terminadas em "istas", maléficos como o caralho, não querem. Não querem. Não querem. Sem que nenhum "jornalista", entre aspas e fora de aspas, lhes pergunte "ó faxavor, então se vêm para Portugal para criar emprego porque é que vão despedir três mil?".

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 20.07.17

 

clown (1).jpg

 

 

A UGT, que assina de cruz códigos do trabalho a flexibilizar o despedimento e a diminuir o valor da compensação financeira pelo mesmo, é a UGT que está agora muito preocupada com a possibilidade "criminosa" da Altice poder despedir três mil trabalhadores, curiosamente só depois da CGTP ter saído para a rua pela mesma razão.

 

[Imagem de autor desconhecido]