Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

25 de Abril de 2020

por josé simões, em 25.04.20

 

José Sena Goulão - Agência Lusa.jpg

 

 

[José Sena Goulão/ Agência Lusa]

 

 

 

 

"Lições de democracia"

por josé simões, em 25.04.20

 

 

 

"O CDS não aceita lições de democracia", by Telmo Correia, o deputado vitalício do CDS no Parlamento. Desde que nos lembramos que vemos o CDS a querer dar lições de democracia aos outros, nomeadamente aos que lutaram pela democracia enquanto o CDS desfrutava da "situação", contra o "reviralho", no Estado Novo.

 

 

 

 

25 de Abril sempre!

por josé simões, em 25.04.20

 

1. março camilo castelo branco setubal.jpg

 

 

[Provavelmente o graffiti mais antigo da cidade de Setúbal, desde o dia 26 de Abril de 1974 na parede da ex-conserveira 1.º de Março à Rua Camilo Castelo Branco]

 

 

 

 

25 de Abril sempre!

por josé simões, em 25.04.20

 

salgueiro maia 25 abril.jpg

 

 

 

 

Ponto final

por josé simões, em 22.04.20

 

NOT WAVING BUT DROWNING Tim Fishlok.jpg

 

 

"D. Manuel Clemente, cardeal patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, vai estar presente na sessão solene que assinala os 46 anos da Revolução de 25 de Abril". E assim João Almeida pelo CDS, o CDS inteiro em João Almeida, e a direita manhosa, ressabiada com a democracia, passaram sozinhos a Páscoa em casa.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Quem não os conhece que os compre

por josé simões, em 18.04.20

 

 

 

Gajos que em plena pandemia Covid 19 querem "reabrir" a economia indignados porque o Parlamento vai assinalar o 25 de Abril, data que nunca comemoraram.

 

 

 

 

Continuamos sem perceber o problema do CDS com o dia da liberdade?

por josé simões, em 16.04.20

 

cds (1).jpg

 

 

No debate sobre o prolongamento do "estado de emergência" o CDS, por João Almeida, disse que não achava bem o Parlamento reunir-se para comemorar o 25 de Abril quando os portugueses tinham sido proibidos de celebrar a Páscoa em família e, como falou primeiro, roubou esta parte ao Ventas do Chaga que assim teve de rebuscar outra palermice de última hora. Um Parlamento reduzido à mínima fracção, por via das medidas de distanciamento social e do exemplo que é preciso passar, e uma Páscoa em família, com milhares em êxodo pascal a enxamear as estradas, alegremente de norte para sul, de sul para norte, do litoral para o interior, do interior para o litoral e, estivessem os hotéis e restaurantes a todo o vapor, as fronteiras abertas, até havia quem tivesse família no sul de Espanha, mesmo com casa encostada à praia. O mui famoso vírus-express. João Almeida [e o CDS], que nunca usou um cravo nas sessões comemorativas, frustrado por não ter havido beijo comunitário aos pés do crucifixo, depois de na sessão que votou o primeiro "estado de emergência" ter aparecido em modo circo presidencial sul-americano de máscara na cara. Percebem o problema do CDS com as tradições religiosas ou continuamos sem perceber o problema do CDS com o dia da liberdade?

 

[Imagem

 

 

 

 

As ratazanas de esgoto

por josé simões, em 27.04.19

 

 

 

Um ex juiz, activista político, sem respeito pelo Estado de direito e pela presunção da inocência até à condenação em tribunal e trânsito em julgado, vem ao país dos bardamerdas, como ministro da Justiça de um país estrangeiro, fazer comentários e tecer considerações sobre o sistema judicial e de justiça de um país soberano sem que as ratazanas de esgoto, que são, mostrem grandes sintomas de urticária. Já o bloco do Bloco de Esquerda na manif do 25 de Abril a cantar que o lugar de Bolsonaro é ao lado de Salazar, o que, em abono da verdade, até o próprio não deve desdenhar, isso é que não pode ser, isso é que é sintoma grave de anti-democracia e desrespeito por um país soberano.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

A tabuada de somar promiscuidades do CDS de Filipe Anacoreta Correia

por josé simões, em 25.04.19

 

tabuada.jpg

 

 

As escutas apanham um banqueiro, não nomeado, que se propõe pagar o salário do líder do CDS, o líder do CDS exige determinado banco no consórcio dos submarinos.

 

25 Abril: CDS-PP diz que "promiscuidade com o poder" é incompatível com a dignidade democrática

 

Alguém ofereça uma tabuada de somar promiscuidades ao deputado Anacoreta do CDS.

 

 

 

 

No tempo do coise é que era bom

por josé simões, em 25.04.19

 

1 (6).jpg

 

 

3 (7).jpg

 

 

2 (7).jpg

 

 

7 (6).jpg

 

 

4 (6).jpg

 

 

8 (3).jpg

 

 

5 (6).jpg

 

 

9 (2).jpg

 

 

6 (5).jpg

 

 

10 (1).jpg

 

 

11 (1).jpg

 

 

12 (1).jpg

 

 

13 (1).jpg

 

 

 

 

25 de Abril sempre!

por josé simões, em 25.04.19

 

Alfredo_Cunha.jpg

 

 

[Imagem de Alfredo Cunha]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 13.01.19

 

clowns-vintage-vintage-circus.jpg

 

 

Foram as esquerdas, depois do 25 de Abril, que construíram o mito de que o Estado Novo era de direita para legitimarem o seu poder e sobretudo limitarem a legitimidade das direitas

 

[Imagem]

 

 

 

 

25 de Abril de 1974 - 25 de Abril de 2018

por josé simões, em 25.04.18

 

Fábrica1ºMarçoRuaCamiloCasteloBrancoSetúbal.jpeg

 

 

[Na imagem o grafitti político mais antigo da cidade de Setúbal, pintado logo na noite de 25 de Abril de 1974, na parede da fábrica de conservas 1.º de Março na Rua Camilo Castelo Branco].

 

 

 

 

União Nacional

por josé simões, em 25.04.17

 

tears.jpg

 

 

E ao segundo ano a 'Geringonça' produziu o 25 de Abril mais insonso de que há memória em 42 anos de comemorações.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

25 de Abril sempre

por josé simões, em 25.04.17

 

1.jpg

 

 

[Na imagem aquele que provavelmente é o graffiti político mais antigo da cidade de Setúbal, surgido logo na manhã do dia 26 na parede da então fábrica de conservas 1º. de Março à Rua Camilo Castelo Branco]