Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| 3 de Dezembro de 1984 – 3 de Dezembro de 2014

por josé simões, em 03.12.14

 

Bhopal, India.png

 

 

Bhopal, India [segundo a Magnum Photos]

 

 

 

 

||| O Tonto

por josé simões, em 10.11.13

 

 

 

Originalmente o Tonto foi criado para que o Lone Ranger tivesse alguém com quem falar. O Tonto, em países de língua espanhola, foi baptizado de Toro porque Tonto significa… tonto. E Toro, que em português significa touro, é um animal que investe a eito, sem raciocinar… O Tonto tem uma maneira peculiar de falar que se caracteriza pelo não uso de artigos definidos e indefinidos. O tonto é um comanche, um índio, porque o Cristóvão Colombo quando aportou às Américas pensava que tinha chegado às Índias. Hi-yo Silver!

 

 

 

 

 

 

|| Minaretes na Suiça

por josé simões, em 09.07.10

 

 

 

«Um grupo de desconhecidos, armados com espadas e facões, atacou a decepou a mão e parte do braço de um professor universitário católico na Índia, acusando-o de ter blasfemado contra Maomé.»

 

 

 

 

|| Vasectomia e luta de classes

por josé simões, em 16.11.09

 

 

 

«A vasectomia, explicou, foi porque as crianças podem enfraquecer emocionalmente um lutador, distraindo-o da causa da luta de classes e da destruição do capitalismo.»

 

 

 

|| A educação sexual de uma freira

por josé simões, em 04.04.09

 

Sexo em troca de favores; sexo com noviças, freiras e padres em troca de dinheiro; espiar casais nos parques e ver filmes pornográficos para estar familiarizada com o amor carnal; lesbianismo como forma de prazer sexual sem correr o risco de engravidar.

 

Parece o guião de um qualquer filme pornográfico manhoso. Parece mas não é. É "Amém, autobiografia de uma freira", escrito pela Irmã Jesme, uma ex-freira de Kerala, que deixou a Igreja depois de 33 anos a viver num mosteiro no sul da Índia.

 

"Eu não sabia que poderia ter tanto interesse na vida de um humilde freira”.

 

Memória

por josé simões, em 29.11.08

 

 

 

Nova Iorque, 11 de Setembro de 2001

 

 

 

 

Bombaim, 27 de Novembro de 2008

 

For sale: 13-year-old virgin

por josé simões, em 14.04.08

 

“Her heavily made-up, striking face and beautiful pink sari make her look as if she were on her way to a party. But the truth is different. Suli, 14, is a virgin and a bidding war is being held for the right to be the first to sleep with her.
 
The collection of shelters where she lives houses 59 families, all members of the Bedia tribe, which has a long tradition of caste-based prostitution. Girls born here become prostitutes in a rite of passage into "adulthood" as routine as marriage is to the rest of Indian society.”
 
Desenvolvimento e foto galeria aqui
 
 

Avisos estranhos; mas mesmo muito estranhos...

por josé simões, em 05.11.07

 

 

Cavaco e Salazar

por josé simões, em 15.01.07
Em visita ao Museu Arqueológico em Velha Goa, o Presidente da República evitou uma ala onde se encontram os retratos dos ex-Presidentes portugueses, entre os quais um identificado como “o ultimo primeiro-ministro português”, nem mais nem menos que António Oliveira Salazar.
 
Mais tarde, confrontado pela comunicação social portuguesa, Cavaco Silva recusou linearmente ter-se desviado, para não ter passar pelo retrato de Salazar:
 
“Não me desviei. Tinha um percurso que deveria seguir. Porque, caso não o cumprisse, não conseguiria cumprir a minha agenda.”
 
Enfim, resumiu-se tudo a um não atrasar de agenda.
 
(Para atrasos de agenda, motivados pelo referido senhor, já bastaram 48 anos).

***

por josé simões, em 14.01.07

Cavaco Silva que chegou à Índia como o Sr. Professor, vai voltar como o Sr. Doutor, se bem que Honoris Causa e, pela Universidade de Goa de quem nunca ninguém tinha ouvido falar até hoje, até à manifestação de protesto contra o doutoramento.

Não sei qual o peso da referida Universidade na tão propalada excelência de ensino indiano, mas seja ele qual for, aparentemente e a seguir ao doutoramento, teve o condão de fazer o Presidente pegar na bisca, lançada pelo Ministro do Trabalho há uns tempos atrás; a flexisegurança.

E não é que o Presidente Cavaco Silva, está de acordo com o conceito?

Só que existem alguns pormenores de somenos:

Alguém que explique aos portugueses porque é que até ontem a Segurança Social estava a rebentar pelas costuras e com um prazo de validade de uma geração e, com a flexisegurança esse problema deixa de existir?

 

Alguém que explique aos portugueses porque é que os nossos empresários estão sempre a pedir alterações à lei quando se fala em despedimentos, quando a actual lei permite despedir desde que seja com justa causa?

 

Eu até sei porquê, mas,  como não fui eleito para nenhum cargo governação, não me compete a mim explicar.