Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Álamo – Ossétia

por josé simões, em 11.09.08

 

Como já aqui havia sido escrito, era uma questão de tempo.

Assim como uma questão de (mais ou menos) tempo vai ser com a Abkházia e com o Kosovo.

 

Uma grande nuance em relação a Álamo: «a História assim determinou».

 

Adenda: Continua a ser uma questão de tempo. Talvez seja é de conveniência comum aguardar pela integração do Kosovo na Albânia...

 

 

 

Álamo – Ossétia do Sul e Abkházia

por josé simões, em 26.08.08

 

Partindo do principio (que aliás perfilho) do direito dos Povos à autodeterminação e independência, porque razã(õ)es o Kosovo pode ser independente e a Ossétia e a Abkházia não? Ou até mesmo a Madeira e os Açores; nestes dois casos com óbvias vantagens para os “cubanos”.

 

A questão que se coloca, nos casos da Ossétia do Sul e da Abkházia, talvez mais que no caso do Kosovo, é o “síndrome Álamo”.

 

 

 

Countdown

por josé simões, em 18.02.08

 

A partir de agora resume-se tudo a uma questão de tempo. De quanto tempo o Kosovo vai precisar para pedir a sua integração na Albânia. O Texas precisou de 9 anos para pedir a integração na União; e depois de Álamo.
 
Cento e setenta e dois anos depois na Europa?
 
(Foto via El País)
 
 

Álamo – Kosovo

por josé simões, em 11.12.07

 

Da história dos Balcãs sei muito pouco além de que foi por ali que começou a I Guerra Mundial, e que depois de terminada a segunda, um senhor chamado Tito manteve todo aquele caldeirão de culturas na “paz dos anjos” graças a uma receita simples e eficaz: repressão e muita porrada no lombo. (Nota: para que fique esclarecido, não estou a advogar que se recorra à receita!)
Mas do pouco que sei dá-me para perceber que pelo caminho que as coisas levam, dali não vais sair nada de bom para nós; Europa.
 
Também sei que os Estados Unidos apoiam a independência do Kosovo. Pois é; mais que não fosse por uma questão de coerência. Faz-me lembrar a história da independência do Texas em 1836. A minha interrogação é, se irá também o Kosovo ter a sua Álamo. A minha dúvida é se depois de uma eventual Álamo no Kosovo, e alguns anos passados, o Kosovo será oficialmente um estado ou uma província da Albânia.
 
Deve ser assim também, que os sérvios estão neste momento a ver o filme.
 
E já que vamos em matérias de independências, lembrei-me assim de repente de Taiwan e do Tibete…