Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Isto é para levar a sério?

por josé simões, em 26.12.19

 

Federico Fellini on the set of Satyricon, phorographed by Mary Ellen Mark, 1969 (1).jpg

 

 

Depois do "ministro" [entre aspas] do Ambiente ter vindo anunciar o desassoreamento do Mondego para evitar as cheias que lhe proporcionaram cinco dias depois ter vindo anunciar  a recuperação dos diques no prazo de dois meses, António Costa, que tem uma paixão pela saúde, veio ele próprio anunciar o desassoreamento do Serviço Nacional de Saúde, num caso peculiar de primeiro-ministro do Estado laico a fazer "mensagens de Natal", primeiro ao eleitores e depois aos cidadãos. António Costa tem a noção de que mais tarde ou mais cedo a direita vai regressar ao poder e que estes exercícios manhosos de propaganda manhosa são o grão a grão que enche o papo dos eleitores, até à saturação que inevitavelmente há-de dar uma sapatada no PS para entregar o poder de mão-beijada a quem vai acabar por concluir o longo processo de desmantelamento do SNS em prol do negócio da saúde privado? É assim que as coisas funcionam, a entrega da guarda da capoeira à raposa, já deviam estar avisados por um governo de Passos Coelho, do empobrecimento geral na "ida ao pote", a seguir a um governo PS. E bem podem berrar pelo "pai António Arnaut" e pela "herança", metida na gaveta depois do upgrade feito a meias com António Semedo, que o pote é para rapar até ao fim.

 

[Na imagem Federico Fellini on the set of Satyricon, phorographed by Mary Ellen Mark, 1969]