Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Do burlesco

por josé simões, em 17.03.16

 

rhino.jpg

 

 

A embaixada de Marcelo ao Papa, em nome de D. Afonso Henriques, curvado no beija-mão piedoso, por 1179, pelo milagre de Ourique e pela visão de Nuno Álvares no campo de S. Jorge. Na primeira visita de Estado fora de portas Marcelo Rebelo de Sousa nomeado Marcelo I pela bênção papal.


O Portugal que já não existia, do simbolismo inventado por António Ferro e do castelo de Guimarães restaurado por medida dos feitos heróicos e da afirmação da nacionalidade, afinal ainda existe. Depois da tragédia – Cavaco, a comédia – Marcelo, com o caminho-de-ferro de Benguela, a cultura do sisal em Moçambique e o cacau em S. Tomé na ponta da língua. Heróis do mar, Nobre povo, Nação valente e imortal.


[Imagem]