Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Como se as escolas não tivessem nada a ver com isso

por josé simões, em 24.02.21

 

Jacques Henri Lartigue.jpg

 

 

Agora que atingimos o índice de contágio mais baixo desde o início da pandemia e o mais baixo da Europa aparecem a pedir o regresso do ensino presencial como se uma coisa não tivesse nada a ver com a outra, como se os palermas - não conheço outro termo, não equivalem o levar os filhos à escola com o viver à vontadinha, como se se limitassem a fazer a entrega e a recolha dos infantes e regressar a casa sem andar por aí na boa vai ela a laurear a pevide, como se o trabalhinho que deu chegar até aqui não tivesse nada a ver com o dia em que se decidiu mandar os putos para casa. Até podemos mandar regressar a rapaziada à escola mas continua a haver aqui um problema de consciência social e de cidadania, o mesmo que falhou na confiança depositada nos portugueses, palavras do primeiro-ministro António Costa, na "abertura de Natal", o povo que elegeu Salazar "o melhor português de sempre", o da ditadura e repressão. Agora 'pençem', como escrevem nas caixas de cometários os minions do Chaga, saudosistas do melhor de todos nós de todos os tempos.

 

[Link na imagem]