Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A chegaização do PSD

por josé simões, em 31.01.24

 

ratos.jpg

 

 

O subsídio de desemprego é um direito decorrente da carreira contributiva, para quem se encontra temporariamente desempregado, como o próprio nome indica. Trabalhou, descontou para isso, recebe por isso, limitado no tempo.  O Rendimento Social de Inserção é um mecanismo de combate à pobreza que, alegadamente, permite aos beneficiários a satisfação das suas necessidades básicas. Não embarcando na conversa do taberneiro que chefia o partido da taberna no Parlamento, uma busca rápida na internet permite perceber que ninguém consegue ter uma vida decente com o Subsídio de Desemprego e muito menos com o RSI. E depois há o Complemento Solidário para Idosos, um apoio pago aos pensionistas e reformados com baixos recursos, aqueles que Luís Montenegro promete elevar ao valor do Salário Mínimo Nacional, tenham ou não trabalhado toda a vida, tenham ou não descontado para a Segurança Social, em linguagem futeboleira "beneficiar o infractor". O mesmo Luís Montenegro que numa palestra na Confederação do Comércio e Turismo aproveita para gozar com quem trabalha, com quem está desempregado e com quem recebe o RSI ao largar que "Não pode ser mais lucrativo estar em casa a receber subsídios do que trabalhar".

 

[Imagem de autor desconhecido]