Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Benny Hill

por josé simões, em 28.08.18

 

Benny_Hill (1).JPG

 

 

Na SIC Notícias tivemos Pedro Santana Lopes, comentador residente com avença paga, a debater com Carlos César, presidente do grupo parlamentar do Partido Socialista, a criação do novo partido Aliança de... Pedro Santana Lopes. Depois "ai Jesus" que as pessoas não compram jornais, preferem o Goucha e a Cristina aos canais notíciosos no cabo, e nem sequer se dignam sair de casa para ir votar.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 27.08.18

 

clown (9).jpg

 

 

Pedro Santana Lopes, o "menino guerreiro" com cabelo à beto imbecil anos 70 [outros são Francisco Balsemão, Zé Pedro Aguiar-Branco, Lobo Xavier] que queria usar cabelo comprido por ser muito rebelde, muito à frente, muito hippie, muito anti-sistema, muito qualquer coisa, mas que não podia, por causa da família e do estatuto social e do salazarento anti-guedelhudo e que, por falta de tomates e de verdadeira atitude " Rebel Without a Cause" o levava a cortar por cima da orelha mas a deixar crescer atrás, num ridículo panisga rabinho de cavalo bonsai, curiosamente a fazer escola nos agarrados ao pó do Pinhal Novo/ Palmela e Bairro da Camarinha/ Setúbal que por isso pensavam iludir a polícia e assim subir no rating da respeitabilidade, que nunca fez mais nada na puta da vida do que viver a expensas do erário público, com boa imprensa que lhe dá tempo de antena para papaguear um partido político mesmo antes e o ser:

 

O ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes assumiu hoje que o objetivo eleitoral do Aliança, partido que quer constituir, é "lutar para ganhar" ao líder do PS, António Costa

 

[Imagem de autor desconhecido] 

 

 

 

 

Isto é, no mínimo, estranho

por josé simões, em 23.04.18

 

Sammy Slabbinck.png

 

 

E, pelas televisões todas, ficamos todos a saber que agora, depois do "carimbo" do ministro, o Tribunal de Contas tem luz verde para agir. Foram 20 meses, podia ter sido uma legislatura quando a "coisa" devia ter durado 20 dias. E isto é, no mínimo, estranho, já que devia ser o Tribunal de Contas a carimbar a decisão do ministro, à semelhança do que acontece com os veredictos do Tribunal Constitucional. E aqui é que mora o verdadeiro "bloco central de interesses", a reforma do sistema que nem o PS nem o PSD estão interessados em fazer, tirar o Tribunal de Contas do papel de figura de estilo, um grilo-falante do sistema.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Descubra as diferenças

por josé simões, em 04.03.18

 

"Santa Casa da Misericórdia apoia Fundação Ricardo Espirito Santo Silva"

 

Maio de 2016

 

 

"Pedro Santana Lopes vai ser Presidente da Fundação Ricardo Espírito Santo"

 

Março de 2018

 

 

 

 

A transumância

por josé simões, em 14.01.18

 

transumancia.jpg

 

 

No partido onde nada é feito e decidido sem segundas intenções e onde as segundas intenções são sempre as primeiras intenções - tratar da vidinha, ganhar currículo, na política e no Estado, que permita o acesso à porta giratória Estado-privado-Estado, depois da derrota de Santana Lopes vamos agora começar a assistir à transumância dos apóstolos, aios e escudeiros de Passos Coelho  para para o círculo próximo a Rui Rio. Antes que o galo cante 3 vezes vão negar um e outro, e o outro, que não vai andar por aí mas que vai "continuar a lutar politicamente" que é a mesma coisa mas dito com o peso da idade, pode, daqui por uns anos, voltar [que não sabe fazer mais nada] e construir a narrativa de que se os liberais de pacotilha não se lhe tivessem colado à candidatura ter sido o primeiro-ministro que Jorge Sampaio lhe negou ser.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Jornalismo de qualidade

por josé simões, em 09.01.18

 

Dan Lydersen.jpg

 

 

Jornalismo de qualidade foi ver Clara de Sousa, sem nunca alterar o tom de voz nem desencostar as costas da cadeira, com meia dúzia de perguntas desmontar um saco de vento e anular o seu ponto forte - jogar com as palavras e enrolar conversa, de modo a fazê-lo sentir-se acossado e a reagir irritadíssimo, perder a compostura e andar literalmente à nora atrás do prejuízo.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O emplastro

por josé simões, em 07.01.18

 

emplastro.jpg

 

 

Dois dias depois de no debate com Rui Rio ter apelado aos portugueses para acreditarem na "possibilidade de Portugal chegar ao nível supremo", Santana Lopes, apoiado pelos apóstolos e gurus do "turista finlandês", vem dizer que quer "transformar Portugal na nova Finlândia", nas vésperas de deixar cair que, no nirvana atingido na Escandinávia do sul sob a sua liderança, o Estado social não é bem a ideia que toda a gente tem do Estado social, no nível supremo do norte da Europa... ou do sul da Europa, que não pode continuar a viver acima das suas possibilidades, que o dinheiro do contribuinte não chega para tudo e há que pagar ao 3.º sector, que tem um papel importantíssimo e que cria emprego [e era melhor que não criasse com o dinheiro dom contribuinte] e o coise. No fundo um português turista finlandês.

 

 

 

 

25 de Abril [quase] sempre!

por josé simões, em 04.01.18

 

maioria silenciosa.jpg

 

 

A páginas tantas Santana Lopes, enquanto agita para as câmaras de televisão uma foto de Rui Rio ao lado de Vasco Lourenço, acusa Rui Rio de ter estado [numa conferência como convidado] na Associação 25 de Abril [tipo, "estão a ver aqui o gajo ao lado da máfia siciliana?" O diabo na terra antes de Passos Coelho ter invocado o Diabo] enquanto Passos Coelho trabalhava para a recuperação do país - ir além da toika, retirar direitos e garantias, precariedade e baixos salários, privatizar a eito empresas do sector estratégico do Estado [algumas nacionalizadas pelo Estado chinês], desmantelar o Estado social em benefício de IPSS e Misericórdias da caridadezinha [como até ao dia 24 de Abril], maioritariamente administradas por PSD's e CDS's. Para quem não sabe da importância do 25 de Abril de 1974 para Portugal e para os portugueses, para o que somos hoje enquanto país, na Europa e no mundo, na melhoria da qualidade de vida e no salto qualitativo que foi dado...

 

 

 

 

Da legitimidade democrática do líder do PSD

por josé simões, em 23.12.17

 

PPD (2).jpg

 

 

Que autoridade tem o futuro líder do PSD para falar em legitimidade e em verdade e em transparência quando a sua eleição é assente na fraude da máfia dos sindicatos de votos?

 

PSD arrecada quase um milhão em quotas pagas em atraso

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 15.12.17

 

clown (5).jpg

 

 

Desde 1976 a andar por aí, Santana Lopes diz que governação do país "precisa de ser reinventada".

 

[Imagem]

 

 

 

 

O grande partido da direita radical

por josé simões, em 02.11.17

 

the killing fields.jpg

 

 

O que as declarações, primeiro de Pedro Santana Lopes a recuperar, entre outros, o "valor seguro" Miguel Morgado - o "ideólogo" de Pedro Passos Coelho, depois de Rui Rio, a ir mais além que Maria Luís Albuquerque que foi mais além que a troika, vieram confirmar foi que o PSD passou de partido da direita radical "de jure", sem coragem para ir a votos, escondida num programa de mentira, para partido da direita radical "de facto", e aqui há que tirar o chapéu aos rapazes que o tomaram por dentro e em 6 anos operaram as mudanças necessárias, eficazes e para ficar. Social-democracia sempre!

 

[Imagem]

 

 

 

 

A Lapa

por josé simões, em 11.10.17

 

Sieff.jpg

 

 

Quando Pedro Passos Coelho decidiu interromper o seu "desígnio terreno" escrevi que mais importante do que conhecer o seu sucessor era saber do futuro de ideólogos e apóstolos do "predestinado" interrompido, porque "incompreendido", dentro do partido. Ontem ouvimos Pedro Santana Lopes ser pago para anunciar na SIC Notícias a sua candidatura à liderança do PPD enquanto assumia a defesa do "defunto" ["Não parece bem que o partido possa ser entregue a quem, numa altura tão difícil para o país, passou a vida a pôr em causa o trabalho de salvação nacional que quase era feito. Para mim, é algo absolutamente incongruente. Devo dizer: não consigo compreender que isso possa acontecer. Porque, tal como os seres humanos, não concebo que a generalidade dos militantes do PSD, que defendeu e foi solidária com o Pedro Passos Coelho, possa agora dizer: Ai Passos Coelho saiu? Então vamos agora escolher aqueles que o quiseram deitar abaixo e disseram mal o tempo todo. E por isso acho que tenho esse dever"] e rematar que "Miguel Morgado e Duarte Marques são valores dentro do partido". Nada como a separação das águas e a clarificação.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O surrealista naif, Capítulo II

por josé simões, em 09.10.17

 

chagall_flight.jpg

 

 

Marcelo, o novato ingénuo, recebeu Santana Lopes para falar sobre "o papel da Misericórdia no sistema económico e financeiro português".

 

[Imagem]

 

O surrealista naif, Capítulo I

 

 

 

 

O respeitinho é muito bonito, capítulo II

por josé simões, em 30.08.16

 

Elementos_da_escola_salazarista.JPG

 

 

A abertura do leque dos que, nas "redes sociais" [gloup], da direita à direita à esquerda à esquerda, se mostram perplexos com a decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, é duma tal amplitude que, só por si, explica aos mais distraídos a razão pela qual Salazar foi eleito "o maior português de sempre" pelos portugueses num programa de televisão - a única eleição que venceu.


[Imagem]

 

 

 

 

||| O Vómito da Manha [sem til]

por josé simões, em 06.02.16

 

correio da manha.jpg

 

 

Se este vómito, este nojo - faltam-me os adjectivos, não remete, nas gordas, automaticamente para a Santa Casa, os jogos, o Euromilhões, Santana Lopes, O Santana Lopes... Abaixo de cão.