Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Avareza versus Ira

por josé simões, em 03.01.12

 

 

 

Avareza: «(…) no cristianismo, é sinónimo de ganância, ou seja, é a vontade exagerada de possuir qualquer coisa. Mais caracteristicamente é um desejo descontrolado, uma cobiça de bens materiais e dinheiro,  ganância.»

 

E depois, se o cidadão-contribuinte der largas ao sentimento de revolta contra o poder temporal, ainda que protegido por uma decisão do poder judicial, são ovelhas tresmalhadas do rebanho do Senhor que não percebem que Deus escreve direito por linhas tortas e que são insondáveis os desígnios do Senhor, ou são perigosos jacobinos tomados pelo pecado da Ira e merecedores do fogo do Inferno?

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| Sinais de fumo (pá!)

por josé simões, em 16.03.11

 

 

 

 

 

A abertura do ano judicial nas televisões foi: Marinho Pinto, Marinho Pinto, Marinho Pinto, e depois os figurantes.

 

(Imagem Bone Necklace, council chief, Oglala Sioux,1899 by Herman Heyn of Heyn Photo, Omaha, Nebraska. No. 422)

 

 

 

 

 

 

 

 

|| Playlist

por josé simões, em 16.03.11

 

 

 

 

 

Costumam ser sempre muitos bons os discursos na abertura do ano que só 7 meses.

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

 

|| Abaixo a Reacção

por josé simões, em 27.05.09

 

Este é um daqueles casos que, a acontecer antes do dia 9 de Novembro de 1989, ia fazer correr rios de tinta nos jornais e quilómetros de película nos telejornais, contra o comunismo e a falta de liberdade e a ausência de democracia. E vinham logo estes camaradas, no extinto O Diário (a verdade a que temos direito) e no Avante!, com editoriais inflamados contra a direita e a reacção e os reaccionários, e contra a ingerência nos assuntos internos de um Estado soberano.

 

Assim resta-nos (reaccionários e revolucionários) praguejar contra a cegueira e a injustiça da Justiça portuguesa, e desconfiar das razões do não envio do pedido de visto, e da mãozinha de Putin por detrás de um programa, habitualmente em directo e que de repente passa a diferido.

 

(Imagem de Sergei Supinsky / AFP)

 

 

Post.Scriptum: Não me lembro de alguma vez ter escrito uma coisa com tantos "e".