Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| “De pé, ó vítimas da fome!”

por josé simões, em 20.01.11

 

 

 

 

 

Se ruas cheias de gente fosse sinónimo de maiorias absolutas há 37 anos que vivíamos sob um regime comunista.

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

|| A “suspensão da Democracia” pelo guru da Direita

por josé simões, em 20.01.11

 

 

 

 

 

«Cavaco alertou para as consequências de uma segunda volta, que seria “desviar as atenções do essencial”. E “o essencial” é que iria causar “uma contracção do crédito e uma subida das taxas de juros.»

 

Nunca nos dias da minha vida tinha visto nos jornais, nas televisões, nos blogues, no Twitter, e mais houvesse, a Direita tão preocupada com uma eventual derrota da Esquerda numas eleições. E se houvessem sondagens encomendadas?

 

 

 

 

 

 

|| O elogio do candidato

por josé simões, em 19.01.11

 

 

 

 

 

«(…) ao longo de mais de trinta anos, é uma vida inteiramente sacrificada em proveito do país, e desconhecendo completamente todos os prazeres da vida, é um homem excepcional que não aparece, infelizmente, ao menos, uma vez em cada século, mas aparece raramente ao longo de todos os séculos.»

 

Podia ser uma das milhentas odes a Cavaco Silva com que nos têm bombardeado nos últimos dias. Podia mas não é.

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

|| Vigaristas e outras coisas terminadas em istas

por josé simões, em 19.01.11

 

 

 

 

 

Dizem que Manuel Alegre não presta para nada porque é apoiado pelos trotsquistas do Bloco e pelos maoístas-estalinistas do MRPP e que bom bom é Cavaco Silva que é apoiado pelos oliveiristas-fantasistas-louleiristas do BPN e da SLN.

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

|| Trinta e sete anos depois do 25 de Abril

por josé simões, em 18.01.11

 

 

 

 

 

"Já tive a sorte de dar um beijinho à dôtora [Maria Cavaco Silva]" diz uma popular, atrás duma acção de campanha de Cavaco Silva, algures no Minho.

 

As pessoas continuam a ser são muito "pobrezinhas"…

 

(Na imagem fotograma de “2001: Odisseia no Espaço” de Stanley Kubrik)

 

 

 

 

 

|| Via a candidatura democrática e patriótica

por josé simões, em 17.01.11

 

 

 

 

 

Quando alinhou ao lado do PSD e do CDS no apoio a Eanes, isso sim, era um partido responsável e com sentido de Estado, apesar dos milhões de mortos de Mao e de Estaline na bandeira:

 

«O PCTP/MRPP, liderado por Garcia Pereira, decidiu reconsiderar no apelo ao voto em branco e resolve agora defender o voto em Manuel Alegre»

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

 

|| O triunfo da vontade

por josé simões, em 15.01.11

 

 

 

 

Mesmo que sejam pouco mais que uma centena, como hoje em Famalicão e na Póvoa do Varzim, sobe para cima do carro. Passa a imagem, para as televisões e perante os jornalistas mansos amorfos, do candidato submerso numa maré de povo. E assim se cria uma maré-cheia. É dos livros.

 

Desde Nuremberga em 1934 que já foi tudo inventado.

 

(Imagem)

 

(Em stereo)

 

 

|| Rewind / Fast Forward button (Presidenciais 2011)

por josé simões, em 13.01.11

 

 

 

 

 

(Negrito meu)

 

«Foi um dia terrível aquele em que Hitchcock ou outra pessoa qualquer descobriu que uma mulher a gritar emite o mesmo som que um comboio a entrar num túnel. A fusão fez furor, o que começou por ser uma mulher acabou como túnel, e a razão por que ela gritava ou quem estava no comboio deixou de interessar

 

James Agate in Ego, 1935

 

(Na imagem Psycho, Anet Leigh's shower scene scream via Getty Images)

 

 

 

 

 

 

 

|| Pay attention, please

por josé simões, em 12.01.11

 

 

 

 

 

Para os mais distraídos: Presidente da República não é sogra, podemos escolher.

 

(Imagem de Satiricon de Frederico Fellini)

 

 

 

 

 

 

 

|| A seguir na coluna das setas “sobe e desce” dos jornais

por josé simões, em 10.01.11

 

 

 

 

 

"Não comento declarações dos candidatos, por mais loucos que sejam"

 

(Na imagem Groucho Marx via  Cine Text/ Allstar)

 

 

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 09.01.11

 

 

 

 

 

|| Tempos que correm

por josé simões, em 07.01.11

 

 

 

 

 

(…)

 

2. Sifflements, ronflements, renâclements ;

3. Murmures, marmonnements, bruissements, grommellements, grognements, glouglous ;

4. Stridences, craquements, bourdonnements, cliquetis, piétinements ;

 

(…)

 

L'Art des bruits

 

(Na imagem partitura de Erratum Musical por Marcel Duchamp)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

|| Hide Yourself (vale para os dois)

por josé simões, em 06.01.11

 

 

 

 

 

Numa remix "manhosa" (falha-me o nome) de War, versão Frankie Goes to Hollywood, a voz de Holly Johnson está em repeat até à náusea com "Frankie says… Frankie says… Frankie says… ".

 

Na remix "manhosa" de War dos tempos que correm a voz em repeat, a aproximar-se vertiginosamente da náusea, é "Alegre says", "Cavaco says".

 

It´s good for, huh? Absolutely nothing! Yeah.

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

 

|| Um filho é sempre um filho

por josé simões, em 06.01.11

 

 

 

 

 

E se "nós nem acompanhamos a vida dos nossos filhos depois de eles saírem de casa" também é verdade que, como diz o povo, o bom filho à casa torna, e "de forma nenhuma" encontra a porta fechada. A família é o núcleo da sociedade e amigos é a família, o resto são conhecidos. Pelo menos é o que se diz.

 

 

 

 

 

|| Também já não voto nesses!

por josé simões, em 06.01.11

 

 

 

 

 

A mesma publicidade que incluía textos de Confúcio e Franz Kafka, entre outros.

 

(Se bem que a inclusão de Kafka tenha sido… premonitória?)