Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Libero

por josé simões, em 15.09.16

 

ai-weiwei-palazzo-strozzi-florence-libero-reframe-

 

 

aiming to draw attention to the fate of refugees who risk their lives daily to reach europe by crossing the mediterranean

 

 

 

 

Ainda alguém se lembra?

por josé simões, em 02.09.16

 

aylan kurdi.JPG

 

 

Foi no dia 2 de Setembro de 2015, faz hoje precisamente um ano e até tem página na Wikipidéia num porradão de línguas e tudo. Ainda alguém se lembra? Ainda alguém se lembra de Omran e ainda nem 15 dias são passados? E qual é a indignação do dia no intervalo do protesto contra as touradas, o mercado de transferências do pontapé-na-bola caseiro, e a salvação do pitbull que matou um desgraçado que teve o azar de passar ao portão, nessa súcia de acéfalos que dá pelo nome de “redes sociais” e que é o Facebook de todos amplificado pelo Facebook de alguns que andaram numa universidade para ter um canudo de jornalista? "Um dia todos terão direito a 15 minutos de fama" e a uma indignação por minuto.

 

 

 

 

Guardar

Tudo como dantes

por josé simões, em 30.08.16

 

the_independent.jpg

 

 

usa_today.jpg

 

 

newyork_times.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Guardar

Entretanto em Barcelona...

por josé simões, em 29.07.16

 

Barcelona.jpg

 

 

"Som i serem ciutat refugi. Somos y seremos ciudad refugio"


Contador de la vergüenza.

 

 

 

 

Guardar

Guardar

||| Tudo numa imagem

por josé simões, em 21.12.15

 

Guardian photographer of the year 2015 Yannis Behr

 

 

Guardian photographer of the year 2015: Yannis Behrakis

 

 

 

 

||| Outros milhares a pé através da Europa em direcção à Austria e Alemanha

por josé simões, em 05.09.15

 

'Death March from Camp Gleiwitz I to Camp Blechham

 

 

A imagem é daqui e explicada ali.


[Milhares de migrantes e refugiados vão a pé da Hungria para a Áustria pela auto-estrada]

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 05.09.15

 

The New York Times Magazine.jpg

 

 

A capa do The New York Times Magazine

 

 

 

 

Ainda alguém se lembra do dia de ontem?

por josé simões, em 04.09.15

 

daily_mail.jpg

 

dn.jpg

 

efsyn.jpg

 

el mundo.jpg

 

lesoir.jpg

 

milliyet.jpg

 

mirror.jpg

 

publico.jpg

 

the_times.jpg

 

hurriyet.jpg

 

el pais.jpg

 

tanea.jpg

 

the_national.jpg

 

elcorreo.jpg

 

the_independent.jpg

 

 

 

 

||| War, What is it good for? Absolutely nothing [9]

por josé simões, em 03.09.15

 

Soldiers-Painting-Peace-by-Banksy.jpg

 

 

"Nós não queremos vir para a Europa. Só queremos que parem a guerra na Síria"


[Imagem]

 

 

 

 

|||

por josé simões, em 03.09.15

 

Bodrum_Turquia.jpg

 

 

 

 

 

||| Histórias de cães abandonados no Facebook

por josé simões, em 15.08.15

 

Hope Kroll.jpg

 

 

40 mortos por asfixia no porão de um barco carregado de migrantes ao largo de Itália.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Gente fechada em estádios de futebol

por josé simões, em 12.08.15

 

chile estadio nacional.jpg

 

 

«Polícia detém milhares de imigrantes em estádio de futebol de ilha grega»


[Imagem]

 

 

 

 

||| Foi Nigel Farage quem ganhou as eleições na bifelândia?

por josé simões, em 04.08.15

 

Jenny-Holzer.jpg

 

 

Como «é preciso diferenciar os imigrantes por motivos económicos dos que são perseguidos por motivos políticos» mesmo que os imigrantes por motivos económicos sejam consequência dos motivos políticos, com o alto patrocínio do Reino Unido, quer por cúmplicidade, quer por omissão – a que se deu o pomposo nome de realpolitik, quer por acção directa, é não perceber que é melhor, infinitamente melhor, ser homeless nas ruas de Londres do que viver debaixo de tecto na Somália, na Etiópia, na Eritreia ou no Sudão, e empurrar o "lixo" para debaixo do tapete mesmo que o debaixo do tapete seja o tapete da porta da rua de quem passa e já nem vê. Pela ausência de massa cinzenta foi Nigel Farage quem ganhou as eleições na bifelândia?


[Imagem de Jenny Holzer]

 

 

 

 

||| O que é a Europa da União Europeia?

por josé simões, em 02.08.15

 

Pas_de_Calais,_Atlantikwall,_Panzersperren.jpg

 

 

«Itália participará nos bombardeamentos da NATO na Líbia». «Itália pede apoio da Europa contra imigrantes clandestinos»


«Reino Unido y Francia sugieren bombardear Libia por sus 'armas químicas'». «França começa a bombardear a Líbia». «França e Reino Unido pedem ajuda à UE para enfrentar situação em Calais».


«Ministro grego ameaça «inundar Europa com imigrantes ilegais»


O que é a Europa da União Europeia? [Não vale responder "uma cambada de imbecis"]


[Imagem]

 

 

 

 

||| Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 29.07.15

 

paulo portas.jpg

 

 

Ouvir Pedro Passos Coelho, em roda livre, sem o papelinho à frente que é quando o senhor fica em ponto de rebuçado, discorrer sobre as "várias raízes" dos fluxos migratórios que assolam a costa sul da Europa e fazer de conta que não nos lembramos da cumplicidade do seu Governo no despejar de toneladas de bombas sobre a Líbia em apoio de hordas de lunáticos aos gritos Allahu Akbar em cima de pick-up’s, ao jeito de Mad Max, para implantar a liberdade e a democracia e os direitos humanos, contra o coronel Khadafi marchar, marchar, que se faz tarde e isto é tudo Primavera.


Ouvir o senhor, já embalado e deslumbrado com a sua eloquência e com a fluidez do raciocínio, apontar o dedo à União Europeia porque faz falta concertar uma estratégia para um problema comum e não-sei-o-quê na necessidade de atacar o terrorismo na Líbia, que é onde a vaga de imigração nasce, através de mais cooperação económica e do fomento de um "governo de salvação nacional" e fazer de conta que não nos lembramos de Paulo Portas, mais os seus botões de punho, a entrar para o Guinness Book como o primeiro governante ocidental a aterrar em Tripoli, capital da Líbia que ia ser democrática, tal e qual o 25 de Abril em Portugal, a fechar milhentos negócios com o governo liberal e democrático e respeitador dos direitos humanos e do Estado de Direito e o maná que ia ser para as empresas portuguesas e as exportações e o coise.


Não ter a puta da vergonha na cara é isto.


[Imagem]