Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O primeiro dia

por josé simões, em 31.01.20

 

1 (9).jpg

 

 

2 (7).jpg

 

 

3 (5).jpg

 

 

4 (4).jpg

 

 

5 (5).jpg

 

 

5 (6).jpg

 

 

6 (3).jpg

 

 

8 (3).jpg

 

 

7 (3).jpg

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 29.01.20

 

a_bola.jpg

 

 

               A primeira página do A Bola.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 25.01.20

 

ca_national_post.jpg

 

 

               A primeira página do National Post, Canadá.

 

 

 

 

Substituir "mexicanos" por__________________

por josé simões, em 21.01.20

 

1 (5).jpg

 

 

               A primeira página do mexicano La Jornada.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 09.01.20

 

10 (1).jpg

 

 

               A primeira página do New York Post.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 20.12.19

 

l_express.jpg

 

 

A primeira página do L' Express, vista pelo trocadilho de Bowie para o personagem Aladdin Sane/ A Lad Insane.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 14.12.19

 

A capa do Der Spiegel.jpg

 

 

               A capa do Der Spiegel

 

 

 

 

Estado da arte

por josé simões, em 07.12.19

 

NYPost.jpg

 

 

 

 

Isso agora também não interessa nada

por josé simões, em 31.10.19

 

vozgalicia.jpg

 

 

               Na primeira página do La Voz de Galicia.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 23.10.19

 

o jogo.jpg

 

 

A primeira página Champions League do órgão oficioso do FC Porto em vésperas do clube receber o The Rangers Football Club para a... Liga Europa.

 

[Via]

 

 

 

 

Entretanto na Austrália...

por josé simões, em 21.10.19

 

1 (31).jpg

 

 

2 (31).jpg

 

 

3 (30).jpg

 

 

4 (23).jpg

 

 

5 (21).jpg

 

 

Jornais australianos "censuram" primeira página em protesto contra restrições à liberdade de imprensa

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 14.10.19

 

bola (1).jpg

 

 

               A primeira página de A Bola

 

 

 

 

Portugal, dia 2 de Outubro do Ano da Graça de 2019

por josé simões, em 02.10.19

 

publico_.jpg

 

 

               A primeira página do jornal Público.

 

 

 

 

Fascismo nunca mais!

por josé simões, em 08.09.19

 

folha s. paulo (1).jpg

 

 

Após visitar a feira e encontrar um romance gráfico em que dois heróis se beijam, prefeito mandou fiscais ao local em busca de materiais "impróprios" para crianças.

 

[Na imagem a resposta do Folha de S. Paulo na primeira página]

 

 

 

 

O suspeito do costume nem sequer lê o jornal, vê as gordas no Correio da Manha

por josé simões, em 03.09.19

 

kennedy.jpg

 

 

"O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu hoje incentivos do Estado aos 'media' para fazer face à crise no sector, considerando que sem uma comunicação social forte não há democracia. Para o Presidente da República, qualquer solução não pode ser de censura ao sector, mas recorrendo a medidas, como algumas existentes noutros países como incentivos à leitura de jornais por jovens e nas escolas, através do financiamento de assinaturas, ou desagravamentos fiscais, exemplificou.". Isto dito em português de Portugal significa que Marcelo quer pôr o suspeito do costume, "o contribuinte", que noutros casos o suspeito do costume pode ser "o eleitor" ou "o cidadão", a financiar, com o dinheiro dos seus impostos, órgãos de comunicação social na sua grande maioria propriedade de empresas privadas, à excepção de um, propriedade do militante n.º 1 do partido de Marcelo Rebelo de Sousa, e meteu ali pelo meio os "incentivos à leitura de jornais por jovens e nas escolas" para compor o ramalhete, facilmente desmanchado com o argumento da "doutrinação" pelo Estado e do "marxismo cultural", a partir do núcleo duro da base que o pariu e elegeu. Está certo, já que "o contribuinte" paga os desmandos da excelência da gestão da banca privada porque não pagar os jornais e as televisões privadas que marcam o ritmo e o compasso da agenda da direita radical? Como diz o Jesus, Jorge, são pinares.

 

[Imagem de autor desconhecido]