Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Novilíngua

por josé simões, em 27.02.16

 

expresso.png

 

 

"Pequeno incidente".


A falta de respeito do Governador de Portugal pelos portugueses, pelos seus sacrifícios e privações, pelo esforço do seu trabalho para pagar o BES, para pagar o Banif, e para pagar principescamente a Sérgio Monteiro para vender o Banco Internacional de Cabo Verde a José Veiga, proibido pelo Ministério público de contactar Sérgio Monteiro.

 

 

 

 

||| Transtorno de personalidade esquizotípica [*]

por josé simões, em 13.01.16

 

image.jpg

 

 

"Passos acredita que voltará a ser primeiro-ministro"


[Imagem Ospedale Psichiatrico di Sassari]


[*]

 

 

 

 

||| Televisão Independente

por josé simões, em 30.12.15

 

t-shirt.png

 

O candidato independente das perguntas combinadas e os paineleiros independentes escolhidos para desempenharem o papel de comentadeiros independentes à entrevista isenta.


[Imagem]


"Os comentadores da @tvi24pt estão tão apaixonados por Marcelo Rebelo de Sousa, que se calhar pensam que amanhã é dia de S. Valentim"

 

 

 

 

||| O candidato Pinypon

por josé simões, em 28.12.15

 

muneca-retro-pin-y-pon-vintage-con-su-ropita.jpg

 

 Cumprindo a sua sina, depois da primeira, cada qual é para o que nasce, certinho como o destino, a segunda, uma entrevista inteirinha gasta a falar de Marcelo Rebelo de Sousa, para depois os comentadores, quase tanto tempo quanto o tempo ganho por Marcelo Rebelo de Sousa com a entrevista a Maria de Belém Roseira, passarem o tempo do espaço de comentário à entrevista a falar de Marcelo Rebelo de Sousa por causa da paixão de Maria de Belém Roseira por Marcelo Rebelo de Sousa. Há liaz, raaamente "o meu adversário directo não é Sampaio da Nóvoa".


[Imagem]

 

 

 

 

||| É um pássaro? É um avião? É o Super Homem!

por josé simões, em 15.12.15

 

Superman.png

 

 

Quando José Sócrates, de recurso em recurso, chegar à condenação do Estado português no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, quem paga a indemnização é Batman Carlos Alexandre, o Robin Rosário Teixeira, ou o suspeito do costume, o Superman José Povinho?

 

 

 

 

||| Pior que viver num universo paralelo

por josé simões, em 12.12.15

 

 

 

O Partido Socialista sobe nas sondagens, António Costa sobe nas sondagens que dão a maioria dos sondados a avisar um qualquer Presidente vedeta-interveniente que o Governo na base dos acordos parlamentares à esquerda deve concluir a legislatura. O Bloco de Esquerda sobe nas sondagens, Catarina Martins sobe nas sondagens que a põem à frente de Paulo Portas, ex-vice-primeiro-pantomineiro de Pedro Passos Coelho que continua a insistir na argumentação, a radicalizar o PS, a catalogar e etiquetar o PCP como extrema-esquerda, a radicalizar o Bloco de Esquerda, a radicalizar Catarina Martins, a colocar Catarina Martins como primeira-ministra sombra de António Costa, a mandante do Governo a par de Arménio Carlos da CGTP, nas ruas com a "tropa de choque". Pior que viver num universo paralelo é Pedro Passos Coelho não perceber que há um tempo para tudo e que o seu tempo já passou e que a cada dia que passa o seu tempo é mais passado. Ele que continue que vai no bom caminho.

 

 

 

 

||| Temos candidata

por josé simões, em 11.12.15

 

Rocio-Montoya_Collage.jpg

 

 

Está encontrado o idiota candidato útil a Marcelo nas presidenciais de 2016: Maria de Belém, os primeiros 17 minutos da entrevista à televisão do militante n.º 1 gastos a falar de... Marcelo. Temos candidata.


[Imagem]

 

 

 

 

||| O Dia D

por josé simões, em 21.11.15

 

One year after the D-Day landings in Normandy, Ger

 

 

"O PS não tem nenhuma legitimidade para nos pedir seja o que for. No dia em que o PS tiver de depender dos votos do PSD ou CDS para aprovar alguma matéria importante, o que espero é que o doutor António Costa peça desculpa ao país - que enganou o país na solução que corporizou, ao derrubar o governo anterior, oferecendo um governo instável e minoritário no Parlamento - e se demita"


Ou o dia da morte política de Pedro Passos Coelho, o dia em que um Governo PS, liderado por António Costa, se vir na contingência de levar ao Parlamento qualquer coisa relacionada com o Tratado Europeu, com a União Monetária ou outra qualquer coisa de política e/ ou tratados internacionais, passíveis de levarem com o voto contra do Bloco de Esquerda e do PCP, o dia em que o PSD europeísta e atlantista e defensor dos tratados internacionais e da NATO e blah-blah-bla se vai revoltar contra a direita radical e irresponsável que tomou o partido nestes últimos quatros anos e votar ao lado da bancada socialista. Alguém devia explicar isto a Pedro Passos Coelho, muito devagarinho e se necessário acompanhado de um desenho, que quem deve temer este dia é ele e não António Costa e o Partido Socialista. A ameaça acertou ao lado.


[Imagem]

 

 

 

 

||| O mundo ao contrário

por josé simões, em 07.10.15

 

vítor bento.jpg

 

 

[Via]

 

 

 

 

||| Resumo da jornada

por josé simões, em 17.09.15

 

Thomas Michael Alleman.jpg

 

 

O país onde em 4 anos o nível de vida das famílias regrediu para níveis da década de 90 do século XX; o país onde em 4 anos o combate à pobreza regrediu uma década; o país onde em 4 anos a economia regrediu 30; o país onde em 4 anos a emigração regressou a níveis dos anos 60 do século XX; o país mais desigual da União Europeia não deve, não pode, votar em mais ninguém que não na coligação PSD/ CDS contra o risco de deitar tudo o que em 4 anos foi conquistado e adquirido a perder. E estamos nisto.


[Imagem de Thomas Michael Alleman]

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 23.07.15

 

palhaço.jpg

 

 

"Fiz tudo para evitar emigração e dar ao país o direito de voltar a sonhar"


[Imagem]

 

 

 

 

||| Big Show SIC

por josé simões, em 21.07.15

 

big show sic.jpg

 

 

Por detrás do maior aumento das desigualdades sociais de que há registo em 40 anos de democracia e no espaço de 4 anos, pede aos portugueses mais 4 anos para corrigir as desigualdades sociais.


Por detrás da destruição da classe média no espaço de 4 anos, desafia o líder do Partido Socialista a sossegar a classe média para os próximos 4 anos.


Há mais tempo no activo na liderança de um partido político, desde 2002 a soluços num vai-vem de "sentido de Estado", governabilidade e ministérios a eito e mais trapalhadas infindáveis de negócios e negociatas com a Defesa e à sombra da Agricultura e do Ambiente, sempre como se fosse aquela a primeira vez, desafia o Partido Socialista a fazer uma reflexão crítica sobre o seu passado recente.


E tudo isto sem o habitual boné parolo na cabeça.

 

 

 

 

||| O maior da História recente de Portugal

por josé simões, em 15.07.15

 

human snot.jpg

 

Não é o Pedro Passos Coelho mentir, despudorada e continuamente, com quantos dentes tem na boca que impressiona. Não. O que impressiona é, na era da net e do Google, com os links que desmentem e confirmam à distância de um click, numa fracção de segundo com milhares de respostas, na era do Twitter, do Facebook, do Instagram, do Google Plus, do... , onde em menos de um fósforo a novidade se espalha literalmente pelo mundo inteiro, Pedro Passos Coelho continuar a mentir despudora, continua e compulsivamente, sem emenda. Pimenta na língua.


[Imagem]

 

 

 

 

||| #PorAcasoFoiIdeiaMinha

por josé simões, em 14.07.15

 

catroga.jpeg

 

 

"As contas estavam mal feitas e não fui eu que as fiz"


«[...] a negociação do programa de ajuda externa a Portugal "foi essencialmente influenciada" pelo PSD e resultou em medidas melhores e que vão mais fundo do que o chamado PEC IV»

 

 

 

 

||| Da boca para fora

por josé simões, em 09.05.15

 

escova de dentes.jpg

 

 

Alguém devia aconselhar António Costa sobre o que deve ou não deve dizer em entrevistas ou em eventos com o microfone aberto para que um dia mais tarde não tenha de vir dar o dito por não dito num aqueles golpes de rins famosos nos políticos e que fazem os políticos famosos e que têm em Paulo Portas o expoente máximo, ou ter de recorrer ao chavão de que o relatório não é a Bíblia nem os economistas do relatório são os apóstolos e ter de explicar aos outros todos, os portugueses que trabalham, oficialmente, as 40 horas diárias no sector privado, com as extras não remuneradas nem descansadas compensatoriamente, que a reposição se enquadra no que está “previsto no relatório que nos foi apresentado pelos economistas”, ou pior ainda, começar já a ganhar anti-corpos ainda a campanha eleitoral não saiu do adro.


«Costa defende reposição do horário das 35 horas»


[Imagem de autor desconhecido]