Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Heil!

por josé simões, em 10.10.18

 

Joseph O. Holmes.jpg

 

 

Já tínhamos questionado qual a razão/ quais as razões para que num tempo 'live fast die young', com o mundo em cada vez mais rápidas transformações ao ritmo do Youtube, Facebook e Twitter na palma da mão android/ iPhone, alterações climáticas, save the planet, energias limpas, movimento 1%, #OccupyWallStreet, primavera árabe, direitos das minorias, migrações massivas de populações, morte no Mediterrâneo, movimento #metoo, crises das dívidas soberanas, austeridade, desemprego jovem, emprego jovem mal pago e precariedade, não tinha ainda aparecido um movimento, nem nos States nem na UK nem noutro sítio qualquer, que capitalizasse todos estes novos angry young men globais e fosse a sua voz, à imagem do movimento hippie e do Maio de 68, contra a guerra do Vietname e libertação sexual, e mais tarde do movimento punk, com o rock against racism, contra o anos thatcherismo e dos reganomics, que culminaria anos mais tarde com o Feed the World e o Live Aid. Nem uma banda sequer que os cantasse. A partir daqui kaput, morreu, porquê?

 

O vocalista Roger Waters foi vaiado na passada terça-feira durante um concerto em São Paulo, no Brasil, por ter apresentado um grafismo no concerto onde mostra uma mensagem "anti-Bolsonaro" e o coloca ao lado de nomes como Le Pen, Trump ou Putin acompanhado da mensagem "neo-fascismo está a crescer"

 

[Imagem]

 

 

 

 

O triunfo da imbecilidade

por josé simões, em 08.10.18

 

 

 

 

 

Chamar os fascistas pelo nome

por josé simões, em 08.10.18

 

folha de s. paulo.jpg

 

 

Se calhar ajudava a comunicação social começar a chamar os fascistas pelo próprio nome - fascistas, e assim teríamos a Folha de S. Paulo com uma manchete "Onda de Fascismo". Ou se calhar não, já que os Bolsonaros desta vida se limitam a dizer em público o que a direita radical pensa em privado. Outra correcção a fazer é acabar de vez com essa sonsice do "centro direita" para designar os partidos da "responsabilidade" e do "sentido de Estado" que fecham os olhos ao fascismo. Ao contrário da esquerda, que não hesita em colocar de lado as diferenças e unir esforços, mesmo com ideologicamente opostos, para travar a ascensão do fascismo [vide as eleições em França]. "De resto, onde há fascismo na América Latina, nas suas variadas versões desde pelo menos os anos setenta, há economistas de Chicago. No Brasil não é diferente: "tinha que vender tudo", diz Paulo Guedes, o economista de Chicago de Bolsonaro. Para esse programa de regressão, a repressão é absolutamente essencial". A repressão com liberdades, direitos e garantias paulatina e gradualmente suprimidos quando a direita radical, os sonsos do "centro direita", são poder, com o argumento de travar a ascenção do fascismo. Não há volta a dar-lhe. Ou melhor, andamos sempre aqui à volta, como a mula na nora.

 

 

 

 

O voto em branco, com um desenho

por josé simões, em 01.10.18

 

 

 

[Daqui]

 

 

 

 

Um dia negro para a História do Brasil e de Portugal

por josé simões, em 03.09.18

 

atarde.jpg

 

 

correio_braziliense.jpg

 

 

estado_minas.jpg

 

 

estado_spaulo.jpg

 

 

extra.jpg

 

 

folha_spaulo.jpg

 

 

o_liberal.jpg

 

 

zero_hora.jpg

 

 

Incêndio destruiu Museu Nacional do Rio de Janeiro

 

 

 

 

Do Estado de direito no Brasil

por josé simões, em 26.01.18

 

jornal.jpg

 

 

Na primeira página do jornal O Globo aos 25 dias do mês de janeiro do ano de 2018.

 

 

 

 

1%

por josé simões, em 14.12.17

 

Nilton Fukuda-Estadão.jpg

 

 

A imagem quase que dispensa ler a notícia.

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 04.12.16

 

Ferreira Gullar.jpg

 

 

Ferreira Gullar


1930 – 2016

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 16.11.16

 

Correio Braziliense.jpeg

 

 

 

 

 

E a data das eleições é...

por josé simões, em 31.08.16

 

ficha do SNI (Serviço Nacional de Informação) s

 

 

Dilma afastada da Presidência do Brasil


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 19.04.16

 

Dilma Rousseff Revista Época.jpg

 

 

Dilma Rousseff na capa da revista Veja, Especial Impeachment.


[Esta e outras capas disponíveis no Pinterest "Extra! Extra!"]

 

 

 

 

||| O futebol e o Carnaval foram ao circo

por josé simões, em 18.04.16

 

Brasil.jpg

 

 

A grande falha, talvez a maior de todas e a imperdoável e merecedora de impeachment, dos governos do PT de Lula e Dilma foi não terem mexido uma palha para reformar o sistema constitucional parlamentar brasileiro.


Um espectáculo ainda mais deprimente que as transmissões de Natal da RTP a preto-e-branco das "províncias ultramarinas para a Metrópole" com os infindáveis "para os meus pais, irmãos, namorada e restante família um bom Natal e um próspero Ano Novo". "Em nome de Deus e do coronel que torturou a Dilma". "Em nome de Deus e dos meus filhos e da Escola de Samba da Mangueira". Em nome de Deus e dos meus netos e dos eleitores de Mato Grosso. "Em nome de Deus e dos unicórnios e do Botafogo". "Em nome de Deus e dos eleitores do Estado de Minas Gerais". "Em nome de Deus e por causa da extinção dos dinossáurios e do Cruzeiro de Belo Horizonte": Por amor de Deus...


[Imagem]

 

 

 

 

||| É isto, não é?

por josé simões, em 16.03.16

 

Redenção de Cam.jpg

 

 

Lula da Silva não é corrupto. Não há corruptos no Partido dos Trabalhadores. Dilma Rousseff não pactua com a corrupção. É tudo uma conspiração de brancos, habituados a pretos como serviçais, ricos e ressabiados com a diminuição das desigualdades e do fosso entre ricos e pobres no Brasil da era PT, ansiosos pelo regresso da miséria e do chicote, o dia da desforra. A luta de classes a sul do equador. É isto que querem que se veja nesta fotografia, não é?


No país da miscigenação. Por amor da Santa...


[Na imagem A Redenção de Cam]

 

 

 

 

||| Entretanto no Brasil...

por josé simões, em 01.12.15

 

racismo1.jpg

 

 

racismo2.jpg

 

 

racismo3.jpg

 

 

[Via]

 

 

 

 

||| Da credibilidade dos políticos construída pelos comentadeiros da política

por josé simões, em 12.10.14

 

angel.jpg

 

 

Marina Silva que era Lúcifer na Terra porque refém das seitas evangélicas é agora o Arcanjo Gabriel no Jardim do Éden por via do apoio a Aécio Neves. É mais ou menos isto, não é?


[Imagem de autor desconhecido]