Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Toulouse, Ventôse de 2012

por josé simões, em 20.03.12

 

 

 

 

 

 

 

 

|| Virgin Recommends

por josé simões, em 06.12.11

 

 

 

«The recommended tag was not an endorsement of the book's author or its content.»

 

Sim. E dia 25 de Dezembro à meia-noite o Pai natal desce pela chaminé.

 

 

 

 

 

 

|| À atenção do "camarada" Jorge Messias, da direcção do Avante!, do Comité Central e dos militantes do PCP [Não necessariamente por esta ordem]

por josé simões, em 03.11.11

 

 

 

O Protocolo dos Sábios do Sião, explicado às criancinhas e outros analfabetos, numa parede em Saint-Lazare, Paris, França.

 

 

 

 

 

 

|| Estava escrito nas estrelas

por josé simões, em 02.11.11

 

 

 

Desde que o PCP, depois da morte de Álvaro Cunhal, oficialmente reabilitou Estaline que, mais tarde ou mais cedo, haviam de aparecer os herdeiros da Conjura dos Médicos de 1951 quando o vozhd, dando largas ao seu anti-semitismo [a fermentar desde a calorosa recepção dada a Golda Meir na Moscovo de 1948], incumbiu Ignatiev, coadjuvado por Riumine “O Pigmeu”, de forjarem um conjura sionista-americana contra a União Soviética na pessoa do Pai dos Povos, trabalho efectuado com profissionalismo e requinte numa sala de tortura em Lefortovo, equipada como se de um consultório médico se tratasse, cumprindo as ordens de Josef Vissarionovitch «Batam, batam e tornem a bater!» [*] e arrancado confissões atrás de confissões à equipe de clínicos do Kremlin [Iegorov, Volkogronov, Rijikov] e onde à cabeça aparecia Vinagradov, o médico pessoal de Estaline.

 

Portanto, e logo a começar por mim, do que é que todos nos admiramos?

 

[Na imagem The Stalin Monument, Erivan 1962, Robert Lebeck]

 

[*] Estaline, A Corte do Czar Vermelho, Simon Sebag Montefiore, Alêtheia Editores, 2006

 

 

 

 

 

 

|| As vítimas da declaração da independência de Israel em 14 de Maio de 1948

por josé simões, em 07.10.11

 

 

 

Do Iraque ao Iémen, do Líbano à Síria, de Marrocos à Argélia, passando pela Tunísia e pela Líbia:

 

Como psicanalista oriento-me pela definição de neurose como a repetição das mesmas acções com a expectativa de resultados diferentes.

 

 

 

 

 

 

|| Juden

por josé simões, em 29.08.11

 

 

Uma besta é uma besta é uma besta

 

[Imagem ¿Reírse de los nazis...?]

 

Adenda: Mesmo em inglês,  um palerma é um palerma é um palerma

 

 

 

 

 

 

|| O sentimento sempre lá, sempre latente

por josé simões, em 04.02.11

 

 

 

 

 

Pena o Diário de Notícias não se ter esforçado um ‘cadinho mais e falado também em Mohammad Amin al-Husayni… Ou a solidariedade para com a “causa da pedrada” é impeditivo?

 

E quem diz o Diário de Notícias diz o Público, o Expresso, e/ ou as televisões. Ah a bendita simpatia do e para com o Bloco.

 

 

 

 

 

 

 

|| Tempos que correm

por josé simões, em 31.01.11

 

 

 

 

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

 

|| Orgulho (?) gay?

por josé simões, em 08.06.10

 

 

 

Para os substituir virá uma delegação do Irão e outra de Gaza. Com corda e tudo.

 

(Na imagem, homossexuais enforcados na praça pública em Teerão)

 

 

 

|| Gesetz zum Schutze des deutschen Blutes und der deutschen Ehre (*)

por josé simões, em 06.06.10

 

 

 

O Supremo tribunal Administrativo do Egipto confirmou a decisão do Ministério do Interior de retirar a cidadania aos cidadãos egípcios casados com mulheres israelitas.

 

«Citizenship to be revoked from those wedding Israeli women»

 

(*) Lei para a Proteção do Sangue e da Honra Alemães:

 

Art. 1º - 1) São proibidos os casamentos entre judeus e cidadãos de sangue alemão ou aparentado. Os casamentos celebrados apesar dessa proibição são nulos e de nenhum efeito, mesmo que tenham sido contraídos no estrangeiro para iludir a aplicação desta lei. 2) Só o procurador pode propor a declaração de nulidade.

 

Nuremberga, 15 de Setembro de 1935

 

 

 

 

|| Proibida a entrada a judeus, muçulmanos e filhos de divorciados

por josé simões, em 25.02.10

 

 

 

O centro financiado com dinheiros públicos sempre se orientou por critérios inspirados no cristianismo. Parafraseando Lucas (23, 34) "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem."?

 

"Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.

Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus.

Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.

Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?

E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?

Sede vós pois perfeitos, como são perfeito o vosso Pai que está nos céus."

 

Mateus 5, 43-48

 

(Na imagem Berlim 1933, boicote às lojas de judeus organizado pelo partido Nazi "Alemães! Defenda-se! Não comprem em lojas de judeus!")

 

 

 

|| Entretanto no coração da Europa

por josé simões, em 21.02.10

 

 

 

Islamofascismo e multiculturalismo uma combinação explosiva.

 

(Imagem)

 

 

 

|| Priscilla (*) Über Alles

por josé simões, em 03.09.09

 

 

 

Os nazis queriam garantir que Hitler não passaria pela vergonha de ver uma atleta judia ganhar uma medalha de ouro para a Alemanha nos Jogos Olímpicos de 1936 em Berlim. A solução encontrada foi substituir Gretel Bergmann, na modalidade de salto em altura, por Dora Ratjen, do sexo masculino, e cujo verdadeiro nome era Horst Ratjen.

 

“Dora”, 4º classificado, acabaria por ficar fora do podium e de imediato recrutado pelo exército alemão, haveria de combater - e sobreviver - na II Guerra Mundial na frente oriental.

 

Irónicamente o primeiro lugar no podium de Berlim 1936 seria para uma atleta judia - Ibolya Csak.

 

«She showered alone, shaved her legs several times a day and had a gruff, deep voice. It soon became clear why: the Nazis conscripted a man in drag to replace a star Jewish high jumper before the Berlin 1936 Olympics.»

 

A história de Dora Ratjen em filme, Berlin 36, com uma pontaria fantástica, agora que a polémica volta ao mesmo estádio com o "caso" da atleta sul-africana Caster Semenya.

 

(Na imagem Horst "Dora" Ratjen)

 

(*)

 

 

 

 

|| Ser “de Esquerda” é sinónimo de estupidez e ignorância?

por josé simões, em 14.06.09

 

Diz o Público.es, um jornal conotado e alinhado com a Esquerda em Espanha:

 

«Auschwitz necesita reformas

 

Tras 64 años de historia, el museo del horror nazi pide ayuda internacional para sobrevivir»

 

E na caixa de comentários à notícia, o “Comentario más valorado”:

 

«Hoy tenemos en Gaza todo un ejemplo como campo de exterminio moderno y eficiente. Solo necesita permisos de visita. En Auschwitz ya no hay personas, por eso queda triste y desangelado. En cambio Gaza rebosa de personas llenas de vida que tienen la religión equivocada y el destino igualito que los de Auschwitz.»

 

Os outros comentários que se seguem também não lhe ficam atrás em “criatividade” e ódio. Mahmud Ahmadinejad não diria melhor. Aliás nem precisa de dizer nada porque tem os idiotas úteis, de serviço aqui na Europa.

 

Se ser “de Esquerda” é isto, então prefiro mil vezes a Direita.

 

(Imagem fanada no Corriere della Sera)

 

|| Um “detalhe” na História

por josé simões, em 26.03.09

 

 

 

Aqui ficam 5 links para um “detalhe” na História:

 

Auschwitz-Birkenau Memorial and Museum

 

HolocaustMemorialCenter

 

United StatesHolocaustMemorialMuseum

 

Voice/Vision Holocaust Survivor Oral History Archive

 

The Holocaust Martyr’s and Heroe’s Remembrance Authority