Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ele anda aí...

por josé simões, em 07.03.07

Santana Lopes sente-se bem na sua pele de deputado eleito da Nação mas, afirma-se incomodado com as «não realidades» ditas por José Sócrates de cada vez que vai ao Parlamento. Para rebater (as não realidades) e, segundo ele, o papel deve ser atribuído ao presidente do partido; que seja Marques Mendes a falar.

 

“Se bem que na última sessão só não o fiz (falar) por respeito a Marques Mendes. Mas qualquer dia…”

 

Sobre uma eventual candidatura sua à Presidência da República:

 

“”Acabámos de eleger um Presidente que em princípio fará um segundo mandato, depois veremos. Se Deus me der vida e saúde…”

 

Ele continua a andar por aí…

 

Como estas palavras foram proferidas numa conferência subordinada ao tema Memória Política: “A memória política é fugaz. Quando se sai mal de um lugar, as pessoas dizem para deixar passar o tempo.”

 

«As pessoas dizem», esta nuance é interessante do ponto de vista que, mostra Santana Lopes como homem bem avisado e aconselhado, ficamos é por saber se o «deixar passar o tempo» no calendário Santanista, será o tempo que falta até novas eleições para a liderança da bancada parlamentar.