Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Em “Vale de Lençóis” (*)

por josé simões, em 21.08.08

 

Ainda a propósito de "De manhã só é bom é na caminha, pelo menos comigo":

 

Às vezes parece que vivo noutro planeta (#).

 

É uma “guerra” antiga. Nunca consigo marcar nada para a parte da manhã, com amigos que tenho, actores em companhias de teatro ou nas televisões (naquelas telenovelas que vocês vêm todas as noites); pelos menos para antes das onze / meio-dia. “A essa hora não!”, “Tas maluco, ou o quê!?”.

Só por curiosidade: companhias subsidiadas.

 

Fui muitos anos roadie e conheci e fiz amigos entre músicos, desde a música popular ao rock e ao jazz (esses que estão agora a tocar aí na vossa rádio). Combinação para antes do meio-dia era impossível!

Só por curiosidade, o grosso dos espectáculos eram / são para Câmaras, Juntas de Freguesia, organismos públicos.

 

Há umas semanas encontrei uma amiga, do novo lote de realizadores de cinema em Portugal. Ia muito enfadada porque, por causa dum trabalho, tinha de estar às 10 da manhã em Lisboa. “Onde é que já se viu! Alguém consegue funcionar a essas horas?!”. Eu estava no activo desde as oito, mas ela nem reparou no pormenor. E lá foi toda esbaforida a correr para o autocarro.

Só por curiosidade: o tal subsídio também tem aqui lugar.

 

(#) Às vezes parece que são eles que se julgam num estádio superior. Assim uma espécie de Brâmanes a quem tudo é permitido; excepto levantar cedo e sujar as mãos. É a cultura da irresponsabilidade total; a total ausência de regras e de disciplina. Obviamente os resultados não aparecem.

 

E afinal há sempre alguém que se levanta cedo e trabalha e paga impostos para haver o tal dinheirinho para o subsídio.

 

(*) "a enconar", como por aqui se usa, seria o termo mais indicado, mas achei que era no mínimo um título "estranho" para um post.

 

(Foto: Cicciolina e Jeff Koons)