Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Cavaco e Salazar

por josé simões, em 15.01.07
Em visita ao Museu Arqueológico em Velha Goa, o Presidente da República evitou uma ala onde se encontram os retratos dos ex-Presidentes portugueses, entre os quais um identificado como “o ultimo primeiro-ministro português”, nem mais nem menos que António Oliveira Salazar.
 
Mais tarde, confrontado pela comunicação social portuguesa, Cavaco Silva recusou linearmente ter-se desviado, para não ter passar pelo retrato de Salazar:
 
“Não me desviei. Tinha um percurso que deveria seguir. Porque, caso não o cumprisse, não conseguiria cumprir a minha agenda.”
 
Enfim, resumiu-se tudo a um não atrasar de agenda.
 
(Para atrasos de agenda, motivados pelo referido senhor, já bastaram 48 anos).

2 comentários

Comentar post