Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Cinquenta vezes melhor que o Zandinga a prever o futuro!

por josé simões, em 17.01.08

 

Também podemos ver a coisa por outro prisma.
 
Ferreira do Amaral ministro das Obras Públicas assina o contrato de concessão das pontes sobre o Tejo à Lusoponte. Para os mais esquecidos, era primeiro-ministro Aníbal Cavaco Silva.
 
Acontece uma reviravolta impensável e, o aeroporto que era para ser na Ota, afinal vai ser em Canha. Diz-se e escreve-se por todo o lado que Cavaco Silva Presidente teve um papel determinante na relocalização do aeroporto. Quiçá para fazer o jeito ao amigo Ferreira do Amaral, agora à frente dos destinos da Lusoponte; não?
 
Com 12 anos de intermezzo nesta ópera, os mesmos actores, se bem que um – Ferreira do Amaral – tenha passado a figurante.
 
Concordo com o que escreve Paulo Gorjão. Mas convém também não exagerar!
 
(Imagem fanada na Time Magazine)